Categories
Defesa EDITORIAL Negócios e serviços Patrulheiros Sistemas de Armas Sistemas Navais

Novas corvetas Italianas e mais navios para a Marinha do QATAR

Modelo da corveta apresentada na DIMDEX-2018 – Gentileza-Fincantieri.


Autor:

E.M.Pinto – Plano Brasil 

 

 

 


Com um  montante global de US$ 5,0 Bilhões dos quais cerca de US$ 1 bi refere-se apenas à  aquisição de mísseis, a Marinha do Qatar exerce assim a sua opção pela aquisição de uma considerável força de navios para a sua Marinha. A Marinah do Qatar receberá em breve quatro novas  corvetas  (Imagem superior, descritas a seguir), dois navios de patrulha offshore de cerca de 60 metros e uma unidade de projeção LHD, apresentada como LPD (Landing Platform Dock) que poderá ser derivada do navio de apoio de aterrissagem e logística (BDSL) Kalaat Beni Abbes  de 143 m e 9,0 kton de desolcamento.

Segundo o fabricante italiano, todos os navios serão produzidos na Itália e posteriormente entregues ao cliente até o ano de 2024.

navio de apoio de aterrissagem e logística (BDSL) Kalaat Beni Abbes- foto Marinha Argelina.

Nesse sentido a Fincantieri aproveitou o DIMDEX, afeira militar que ocorre em Doha no Qatar para formalizar o projeto das quatro corvetas que o grupo italiano vendeu ao país do golfo.

A plataforma, com 107 ms de comprimento e quase 15 m de boca possui um deslocamento de 3000 toneladas e pode atingir 28 nós. O alcance do navio é  estimado em 3.500 milhas em velocidade econômica, com autonomia de três semanas em operação.

Um navio que se enquadra nos requisitos da Marinha do Brasil para uma corveta de patrulha do Atlântico Sul?

Sistema de Mísseis Aster 30 B1 – foto MBDA.

A tripulação é de 95 integrantes com a possibilidade de acomodar um máximo de 110 pessoas.

A versão oferecida ao Qatar é armada com um sistema defesa aérea composto por células com capacidade para 16 mísseis Aster 30 dos quais segundo nota da MBDA, o Qatar optou pela versão B1 o qual possui a capacidade anti-míssil balística.

Além disso o navio é equipado com um sistema sistema de RAM , 8 mísseis anti-navio Exocet MM40, uma arma de cano de 76mm, operada remotamente, tubos torpedos e lançadores de chamariz.

O navio possui capacidade de operação de uma aeronave orgânica da qual o Qatar assinou recentemente a encomenda de 28 helicópteros multipropósito NH-90 destinado ao resgate, guerra de superfície e guerra submarina.

 

Informações- Fincantieri

Sobre  o Autor:

E.M. Pinto é Físico, Mestre em Física Aplicada e Doutor em Engenharia e Ciências dos Materiais, Professor Universitário editor do site Plano Brasil e de Revistas científicas  internacionais.