Categories
Artigos Exclusivos do Plano Brasil Brasil Defesa

Declaração de Trump sobre lote de 105 caças F35 para o Japão levanta dúvidas sobre possível novo lote

E.M.Pinto

“O Japão planeja encomendar mais 105 caças F35”, foi o que anunciou o presidente dos Estados Unidos Donald Trump nesta segunda-feira, 27 de maio. Trump ressaltou em seu discurso que “com esta nova encomenda o Japão se tornará o maior operador estrangeiro do caça no planeta”.

Apesar do entusiasmo, a declaração de Trump deixou os especialistas militares confusos pois, a informação pode apenas estar relacionada ao pedido inicial já confirmado pela Lockheed Martin que em dezembro de 2018 declarou que o governo do Japão anunciou em seu último orçamento de defesa em 2018 os  planos para aquisição de 105 unidades da F35A. A mídia informou na época que as compras poderiam totalizar mais de US $ 9,1 bilhões.

Provavelmente Trump esteja se referindo ao interesse do Japão em formalizar o seu pedido de intenções já efetuado, dando respaldo a continuidade do projeto que em seus altos e baixos enfrenta uma crise por conta dos recentes incidentes envolvendo a aeronave como o da queda de um dos primeiros modelos do caça da Força aérea de autodefesa do Japão.

Tal incidente poderia ter repercutido negativamente na continuidade do programa e talvez esta declaração de Trump tenha sido feita no sentido de reafirmar que apesar do incidente o Japão segue firme na sua decisão.

A Casa Branca não pôde comentar a declaração de Trump sobre o acordo para informar se tratam-se dos 105 já tornados públicos ou se trata-se de mais um lote adicional de aeronaves.

Categories
Defesa Tecnologia Traduções-Plano Brasil

Japão divulga mais detalhes sobre aeronaves de caça de nova geração

O Japão continua a trabalhar na criação de aeronave de caça furtiva doméstica como visto em imagens transmitidas pela TV nacional.

As filmagens publicadas em 26 de março mostram que a equipe liderada pela Mitsubishi Electronics começou a testar o seu radar ativo de varredura eletrônica (AESA) montado no caça F-2. De acordo com vários relatos da mídia, o novo radar japonês AESA é similar ao AN / APG-81 fabricado nos Estados Unidos, que é instalado no caça a jato Lockheed Martin F-35 Lightning II.

O vídeo também exibiu pela primeira vez imagens do protótipo de teste de um turbofan de bypass (em algumas fontes chamado XF9-1) equipado com pós-combustores, desenvolvido pela IHI Corporation como parte de um programa dda turbina para o caça F-3. O novo motor tem cerca de 4,8 metros de comprimento, cerca de 1 metro de diâmetro, Alegadamente rende mais de 15 toneladas de empuxo com pós-combustão e mais de 11 toneladas de empuxo intermediário sem o pós combustor.

Os desenvolvedores disseram que o motor do novo caça basicamente atendeu aos requisitos de desempenho do projeto. Com a adoção da tecnologia de materiais do Japão, o núcleo do protótipo do motor garante uma operação confiável a uma temperatura de 1800 ºC  na frente da turbina, que atingiu o nível da quarta geração de motores aero-turbo de grande porte.

De acordo com as informações atuais, o Japão iniciou o programa de desenvolvimento do caça furtivo doméstico em resposta à recusa dos Estados Unidos em vender o Lockheed-Martin F-22 Raptor em 2007. A mídia japonesa também informou que a compra dos F-35  é uma solução provisória até que Tóquio possa desenvolver e produzir seu próprio caça de 5ª geração.

No mês passado, o Ministério da Defesa do Japão (MoD) confirmou aos planos para desenvolver um caça de nova geração que substituirá sua plataforma de combate multirole Mitsubishi F-2 na década de 2030.

 

Fonte: Defence Blog