Categories
Artigos Exclusivos do Plano Brasil Brasil Defesa

Declaração de Trump sobre lote de 105 caças F35 para o Japão levanta dúvidas sobre possível novo lote

E.M.Pinto

“O Japão planeja encomendar mais 105 caças F35”, foi o que anunciou o presidente dos Estados Unidos Donald Trump nesta segunda-feira, 27 de maio. Trump ressaltou em seu discurso que “com esta nova encomenda o Japão se tornará o maior operador estrangeiro do caça no planeta”.

Apesar do entusiasmo, a declaração de Trump deixou os especialistas militares confusos pois, a informação pode apenas estar relacionada ao pedido inicial já confirmado pela Lockheed Martin que em dezembro de 2018 declarou que o governo do Japão anunciou em seu último orçamento de defesa em 2018 os  planos para aquisição de 105 unidades da F35A. A mídia informou na época que as compras poderiam totalizar mais de US $ 9,1 bilhões.

Provavelmente Trump esteja se referindo ao interesse do Japão em formalizar o seu pedido de intenções já efetuado, dando respaldo a continuidade do projeto que em seus altos e baixos enfrenta uma crise por conta dos recentes incidentes envolvendo a aeronave como o da queda de um dos primeiros modelos do caça da Força aérea de autodefesa do Japão.

Tal incidente poderia ter repercutido negativamente na continuidade do programa e talvez esta declaração de Trump tenha sido feita no sentido de reafirmar que apesar do incidente o Japão segue firme na sua decisão.

A Casa Branca não pôde comentar a declaração de Trump sobre o acordo para informar se tratam-se dos 105 já tornados públicos ou se trata-se de mais um lote adicional de aeronaves.

Categories
Aviação Defesa Traduções-Plano Brasil

F-35A formalmente integrado ao Sistema Nacional de Defesa Aérea Italiano


Tradução e adaptação: E.M.Pinto

Desde 1 de março de 2018, os dois aviões de combate da F-35A da Força Aérea da Itália, alocados à  32ª Ala de Amendola (32º Stormo), participam formalmente do Sistema Nacional de Defesa Aérea do país, informou a IAF no passado 5 de março. Os caças F35A são agora totalmente operacional no Serviço de Vigilância do Espaço Aéreo (SSSA), uma “tarefa institucional fundamental da Força Aérea Italiana”.


“A validação desta capacidade foi obtida através de um treinamento intenso e complexo das equipes da IAF e pessoal técnico o qual seguiu numerosos testes realizados com resultados positivos em sinergia total e coordenação com outras unidades italianas encarregadas das tarefas de Defesa Aérea”, acrescentou o serviço.

 

O primeiro F-35A Lightning II da Itália, conhecido como AL-1 foi montado na instalação final Cameri e Check Out (FACO), voou pela primeira vez em outubro de 2015. De acordo com o registro oficial do governo dos EUA, a Itália pretende adquirir um total de 90 F-35. De acordo com o plano atual, a Aeronautica Militare está programada para receber 60 aeronaves CTOL F-35A e 15 FOV-35B STOVL, enquanto a Marina Militare está programada para adquirir 15 F-35B STOVL.

Esta nova frota de 90 F-35 substituiria os 253 Panavia Tornados, AMX e AV8B Harriers da Itália, resultando em maior capacidade operacional, logística e manutenção simplificada, currículo de treinamento comum e menores custos operacionais e de operação.

Baseado na Base Aérea Amendola, a 32ª Stormo, a primeira unidade na Europa a induzir o F-35A, também realiza treinamento operacional e técnico com o Predator RPAS para realizar operações ISTAR nacionais e de coalizão.

Fonte: Air Recognition