Categories
Negócios e serviços Sistemas de Armas Tecnologia Traduções-Plano Brasil

Espanha vai participar do programa de caças franco-alemão FCAS

Tradução e adaptação: E.M.Pinto

As autoridades espanholas que até então haviam manifestado o interesse em ingressar como parceiro no novo programa aeronáutico Future Combat Air System (FCAS) desenvolvido por indústrias alemãs e francesas, agora oficializa assim o interesse e declara que em breve comporá o grupo de desenvolvedores do Programa.

Espanha está prestes a se juntar à França e à Alemanha no programa Future Combat Air System (FCAS) para desenvolver um novo jato de combate europeu.

A Espanha demonstrou interesse em participar do programa desde seu lançamento em julho de 2017. No entanto, o país recebeu apenas o status de “observador”, já que a França e a Alemanha queriam estabelecer uma “base industrial forte” antes de abrir para outros parceiros europeus. Em 28 de novembro de 2018, a  ministra da Defesa espanhola Robles escreveu formalmente para seus colegas pedindo a integração completa, que foi aceita em 30 de janeiro de 2019.

Em declaração feita nesta semana, Robles, revelou que assinaria da carta de intenções foi feita durante a próxima reunião da OTAN em 13 e 14 de fevereiro de 2019.

O acordo final (Acordo-Quadro de Integração) entre os três países será concluído durante o Paris Air Show entre 17 e 23 de junho de 2019, segundo noticiou a mídia espanhola El Pais. A Espanha destinará a esta fase de desenvolvimento cerca de €  25 milhões, para os dois  primeiros anos do programa.

Uma delegação do Ministério da Defesa espanhol será agora integrada à equipe encarregada da fase inicial de projeto do sistema, enquanto as empresas espanholas deverão se juntar à organização industrial franco-alemã.

Com a Espanha possui 4,17% da Airbus, essa participação no projeto certamente criará empregos dentro das instalações da Airbus espanhola, bem como garantirá a posição das 12.000 pessoas que emprega atualmente.

A Força Aérea Espanhola deseja adquirir cerca de 40 novos Eurofighter Typhoons por um total de € 4 bilhões para substituir os 80 caças F-18 atualmente na frota até 2022 e garantirá a sobrevivência da linha de montagem da Eurofighter em seu país.

Enquanto isso, a Airbus e a Dassault Aviation receberam um contrato de estudo conjunto (JCS) por € 65 milhões da França e da Alemanha em 6 de fevereiro de 2019.

O estudo que deve começar até o final do mês visa unir os termos do Alto Nível. O Documento de Requisitos Operacionais de Comando (HLCORD) foi assinado pela França e Alemanha durante o ILA Berlim 2018, com os dois estudos conduzidos separadamente pela Airbus e pela Dassault desde o início do programa.

No mesmo dia, os dois fabricantes de motores Safran e MTU Aero Engines assinaram um acordo de cooperação industrial para a motorização da aeronave de combate de nova geração.

O objetivo do FCAS é desenvolver um jato de combate que deve ter a capacidade de operar com uma ampla gama de elementos conectados e operando juntos, incluindo “enxames” de drones, mísseis de cruzeiro e aeronaves. Ele está definido para substituir o Eurofighter e o Rafale e deve entrar em serviço em 2040.

 

Fonte: Aerotime

Categories
Defesa Sistemas Navais Traduções-Plano Brasil

França pode vender armas e equipamentos militares ao Azerbaijão

 

Banu Salmanli

Sabina Hasanova

Tradução e adaptação- E.M.Pinto

O Azerbaijão observa com bastante interesse a redução de barreiras na cooperação com a França na esfera técnico-militar, disse o especialista militar Rashad Suleymanov ao Defence.az. O especialista militar disse que as empresas francesas iniciaram conversações sobre a venda de veículos militares e certos equipamentos para o Azerbaijão. 

O Naval group (ex- DCNS)  realizou reuniões com as Forças Navais do Azerbaijão sobre a construção de navios de guerra. Eles ofereceram embarcações OPV-90 para o Azerbaijão. A ECA Robotics Company ofereceu sistemas de desminagem submarina, equipamento de inteligência e a empresa “MBDA Systems” ofereceu sistemas de defesa aérea e de mísseis para a guarda costeira.

“Azeraeronavigation (AZANS) realiza a construção do sistema aeronáutico no sistema de aviação civil do Azerbaijão. Esta empresa continua a negociar alguns projetos. Além disso, é possível obter dispositivos ópticos da Vectronix Company, que faz parte do Safran Group. Por isso, as empresas francesas consideram a cooperação multifacetada com o Azerbaijão ”, disse Suleymanov.

“A MBDA Systems, a CİFAL Group, a Naval Group, a Airbus Defense, a Etienne Lacroix, a Nexter Systems, a Proengin, a Thales e outras empresas estarão representadas na exposição internacional de defesa ADEX-2018, a ser realizada em setembro em Baku”, observou ele.

“Além disso, o Azerbaijão tem interesse em caças Rafale produzidos pela empresa francesa“ Dassault ”, além de helicópteros da Airbus. Além disso, a Nexter Systems produz vários tipos de granadas, obuses que também podem estar no foco de interesse das tropas de artilharia do Azerbaijão. Seus obuses  Caesar provaram-se no mundo.

Além disso, a Alemanha também começou a tomar algumas medidas em relação ao Azerbaijão. Há um alívio nos embargos. Como é sabido, entre os países da Europa Central, a República Tcheca, a Eslováquia e a Polônia não impõem a proibição de suas empresas venderem armas ao Azerbaijão. A Itália também considera a cooperação com o Azerbaijão no campo da defesa ”, disse Rashad Suleymanov.

Segundo o especialista militar, haverá também um abrandamento dos embargos por parte dos países da Europa Ocidental, como o Reino Unido, a Noruega e a Suécia, que impõem embargo ao Azerbaijão devido ao conflito armênio-azerbaijano de Nagorno-Karabakh.

Fonte: Defence Az

Categories
Defesa Traduções-Plano Brasil

TAI seleciona a Dassault Systèmes para acelerar o desenvolvimento da aeronave TF-X

A Turkish Aerospace Industries (TAI) anunciou no dia 5 de julho que selecionou a empresa de software Dassault Systèmes para acelerar o desenvolvimento da aeronave TF-X.

De acordo com a declaração da empresa, a decisão segue a avaliação abrangente da Turkish Aerospace sobre as soluções disponíveis no mercado e a conclusão com êxito de uma prova de conceito. Também reflete o legado de 30 anos da Dassault Systèmes que continua a moldar a indústria aeroespacial e de defesa.

Vídeo- Conceito TF-X

 

A Turkish Aerospace usará as experiências do Programa Vencedor, Co-Design, Teste para Realizar, Pronto para Avaliar e Construir para Operar a Indústria com base na plataforma 3D EXPERIENCE para desenvolver sua aeronave multipropósito de nova geração desde a concepção até a produção. Há mais de 2.000 participantes no projeto na Turkish Aerospace, seus parceiros e fornecedores colaborarão confiando em uma única fonte de dados em todos os aplicativos de projeto, engenharia, simulação, fabricação, análise de negócios e governança digital.

“O tamanho do programa TF-X nos ofereceu uma oportunidade. Queríamos selecionar uma solução de software adequada para esse projeto que também nos permitisse agilizar nosso processo de negócios com as melhores práticas da indústria aeroespacial ”, disse Temel Kotil, presidente / CEO da Turkish Aerospace.“A plataforma 3D EXPERIENCE da Dassault Systèmes e suas aplicações integradas nos convenceram da necessidade de dar o próximo passo. Nossa empresa ganhará amplos recursos para design, desenvolvimento e produção de aviação e será capaz de demonstrar sua determinação em realizar grandes projetos ”.

O TF-X é um projeto de desenvolvimento do moderno avião de combate para a Força Aérea Turca.

“O desenvolvimento de aeronaves, considerado um dos projetos tecnologicamente mais avançados em qualquer setor, está se tornando mais complexo. À medida que as empresas integram sistemas e tecnologias sofisticadas, elas buscam novas maneiras de conceituar, projetar, fabricar, testar, certificar e sustentar produtos enquanto colaboram entre funções e regiões ”, disse David Ziegler, vice-presidente da Dassault Systèmes.“A plataforma 3DEXPERIENCE oferece recursos digitais para acelerar esses programas em até 50%. A Turkish Aerospace pode, portanto, melhorar a tomada de decisões, reduzir riscos e transformar seu desenvolvimento de ponta a ponta. ”

De acordo com o site airforce-technology.com, a aeronave de quinta geração TF-X integrará uma fuselagem furtiva feita de compostos avançados de carbono. Seu design aerodinâmico aumentará ainda mais as habilidades de alta velocidade da aeronave.

O TF-X é projetado principalmente para atender aos requisitos de combate ar-ar. Seu design elegante e recursos exclusivos permitirão que ele seja usado também para funções ar-superfície.

 

Fonte: Defence Blog