Categories
Aviação Defesa Geopolítica Traduções-Plano Brasil

Putin afirma que 76 jatos Su-57 serão comprados antes de 2028

Tradução e adaptação- E.M.Pinto

SOCHI, 15 de maio / TASS /. Setenta e seis caças Su-57 de quinta geração serão comprados para as Forças Aeroespaciais Russas antes de 2028, mum contrato cujo pacote será assinado em breve, disse o presidente russo, Vladimir Putin, em seu pronunciamento na abertura de uma reunião regular de defesa nesta manhã.

“O programa de armas de 2028 estipulou anteriormente a compra de 16 desses jatos, lembrou Putin.

Segundo ele, depois de avaliar a situação, o ministro da Defesa, Sergey Shoigu, informou que os fabricantes reduziram os preços das aeronaves e dos equipamentos em 20%, o que proporcionou a oportunidade de comprar mais aeronaves.

“Nós concordamos em comprar 76 desses caças sem o aumento dos preços ao longo do período “, disse Putin.

O líder russo sublinhou que a indústria de defesa russa não fez nada parecido em termos de escala de produção e mesmo sobre uma plataforma tão complexa como esta nos últimos 40 anos. Ele expressou a esperança de que os planos atualizados sejam cumpridos.

“Num futuro próximo, assinaremos um contrato para o fornecimento de 76 jatos equipados com modernas armas de destruição e com a infra-estrutura terrestre necessária”, destacou Putin.

O presidente Russo Vladmir Putin lembrou que a indústria está se concentrando no desenvolvimento de equipamentos modernos de aviação, os quais serão determinantes para as capacidades de combate das forças aeroespaciais russas para a próxima década.

“Caças multifuncionais Su-35S e Su-57 estão nos estágios finais de testes”, anunciou o líder russo, enfatizando que suas características de combate são as melhores do mundo.

Ele disse que até 2028 é vital rearmar três regimentos de aviação das Forças Aéreas com os caças de quinta geração.

Putin também ressaltou que o bombardeiro Tu-160M ​​modernizado realizou seu primeiro voo em fevereiro de 2018. Putin também pediu o desenvolvimento das capacidades de combate dos aviões e helicópteros militares existentes por meio das oportunidades existentes e da modernização.
Segundo ele, a força da aeronave interceptora MiG-31 aumentou significativamente e também foi usado como base para criar o  sistema de armas hipersônicas Kinzhal .

O Presidente também acredita que os transportadores de mísseis estratégicos Tu-95 e Tu-160 e o bombardeiro de longo alcance Tu-22M devem ser atualizados gradualmente. 

“Todos eles devem ter a capacidade de não apenas carregar os mais novos mísseis de cruzeiro, mas também outros meios “, concluiu Putin.

Fonte: TASS

Categories
Defesa Negócios e serviços Rússia Traduções-Plano Brasil Uncategorized

China teria interesse no SU -57?

Tradução e adaptação-E.M.Pinto

Segundo o Global Times- A China está avaliando as opções para comprar o novo caça furtivo Sukhoi Su-57, da Rússia, que identificou a China e a Índia como potenciais clientes para adquirir seu avançado avião de guerra.

Viktor Kladov, diretor de cooperação internacional e política regional da holding industrial russa de defesa Rostec, declarou em uma reunião na Exposição Internacional Marítima e Aeroespacial de Langkawi, na Malásia, que identificou a Índia e a China como potenciais compradores.

O GT afirma que a força aérea chinesa, que atualmente tem uma série de novas aeronaves domésticas, incluindo o avião de caça J-20, além dos russos Su 35, estaria interessada na aqisição de caças Dassault Rafale da França, acrescentando uma nova dimensão estratégica aos seus ativos aéreos.

Embora a China esteja desenvolvendo sua própria aeronave de nova geração, ainda depende muito de motores russos para os aviões, pois ainda não atingiu a fase de produção independente dos seus motores. Tanto a China quanto o Paquistão confiam nos motores russos para o JF-17 Thunder produzido em conjunto.

O analista de defesa chinês Wang Ya’nan, editor-chefe da Aerospace Knowledge, disse que a oferta da Rússia para vender a SU-57 é mais atraente para a Índia, já que a China tem seu próprio caça furtivo. Ao contrário da China, a Índia não tem um caça de quinta geração, então o Su-57 é um avião de guerra atraente para a Índia, disse ele ao Global Times.

Kladov disse que o Su-57E, uma versão de exportação do Su-57, deve receber aprovação de exportação de Putin em poucas semanas.

Nomeando a China como um cliente em potencial, ele disse,

“A China recebeu recentemente 24 aviões Su-35, e nos próximos dois anos tomará a decisão de comprar Su-35 adicionais, construir o Su-35 na China, ou comprar uma aeronave de caça de quinta geração, que poderia ser outra oportunidade para o Su-57E “.

Xu Guangyu, consultor sênior da Associação de Controle de Armas e Desarmamento da China, disse ao Global Times que é possível que a China faça a compra, porque a China precisa estudar os pontos fortes de outros países sempre que possível.

“As observações de Kladov também são uma indicação de cooperação em tecnologia militar de ponta, sob a estrutura da cooperação estratégica dos dois países”, disse Xu.

Wang Yongqing, designer-chefe do Instituto de Design de Aeronaves de Shenyang, sob a estatal Aviation Industry Corporation da China, escreveu na edição de fevereiro de 2019 da revista Aerospace Knowledge que o Su-57 foi projetado para ter forte capacidade de cruzeiro supersônico e super manobrabilidade e intencionalmente reduz a discrição, uma capacidade que se diz ser crucial para um caça de quinta geração, para uma prioridade secundária.

Enquanto os aviões dos EUA enfatizam furtivamente e além dos ataques de alcance visual, o Su-57 pode escapar dos mísseis de longo alcance através de sua super manobrabilidade e atacar os inimigos de perto, uma situação em que a furtividade não é tão importante quanto a super manobrabilidade, disse Wang.

No entanto, o analista de defesa chinês Wang disse que a China está aperfeiçoando sua tecnologia de quinta geração, já que o J-20 está em vias de ser produzido em massa. Durante este período, a integração de outro jato de combate à frota poderia trazer desafios para a integração dos sistemas de armas e equipamentos das forças armadas chinesas e interromper os planos de desenvolvimento e treinamento, disse ele.

Ele observou que um estudo técnico é possível, usando o Su-57 no exército chinês é improvável.

O Su-57 também pode se tornar um forte concorrente de mercado do caça furtivo chinês FC-31, informou a Weihutang, em declaração à coluna afiliada à China Central Television (CCTV), na sexta-feira, observando que o FC-31 e o F- 35 são os únicos dois atuais caças de quinta geração disponíveis no mercado internacional.

 

Fonte: the Economist Time

 

Bem vindo ao primeiro de Abril

Categories
Defesa Tecnologia Traduções-Plano Brasil

Japão divulga mais detalhes sobre aeronaves de caça de nova geração

O Japão continua a trabalhar na criação de aeronave de caça furtiva doméstica como visto em imagens transmitidas pela TV nacional.

As filmagens publicadas em 26 de março mostram que a equipe liderada pela Mitsubishi Electronics começou a testar o seu radar ativo de varredura eletrônica (AESA) montado no caça F-2. De acordo com vários relatos da mídia, o novo radar japonês AESA é similar ao AN / APG-81 fabricado nos Estados Unidos, que é instalado no caça a jato Lockheed Martin F-35 Lightning II.

O vídeo também exibiu pela primeira vez imagens do protótipo de teste de um turbofan de bypass (em algumas fontes chamado XF9-1) equipado com pós-combustores, desenvolvido pela IHI Corporation como parte de um programa dda turbina para o caça F-3. O novo motor tem cerca de 4,8 metros de comprimento, cerca de 1 metro de diâmetro, Alegadamente rende mais de 15 toneladas de empuxo com pós-combustão e mais de 11 toneladas de empuxo intermediário sem o pós combustor.

Os desenvolvedores disseram que o motor do novo caça basicamente atendeu aos requisitos de desempenho do projeto. Com a adoção da tecnologia de materiais do Japão, o núcleo do protótipo do motor garante uma operação confiável a uma temperatura de 1800 ºC  na frente da turbina, que atingiu o nível da quarta geração de motores aero-turbo de grande porte.

De acordo com as informações atuais, o Japão iniciou o programa de desenvolvimento do caça furtivo doméstico em resposta à recusa dos Estados Unidos em vender o Lockheed-Martin F-22 Raptor em 2007. A mídia japonesa também informou que a compra dos F-35  é uma solução provisória até que Tóquio possa desenvolver e produzir seu próprio caça de 5ª geração.

No mês passado, o Ministério da Defesa do Japão (MoD) confirmou aos planos para desenvolver um caça de nova geração que substituirá sua plataforma de combate multirole Mitsubishi F-2 na década de 2030.

 

Fonte: Defence Blog

Categories
Defesa Rússia Traduções-Plano Brasil

Distrito Militar Sul da Rússia receberá o primeiro lote de Su-57 em 2020

Tradução e adaptação-E.M.Pinto

O Distrito Militar Sul da Rússia receberá o primeiro lote de caças Sukhoi Su-57 em 2020, foi o que informou nesta última  segunda-feira o Comandante do Quarto Comando da Força Aérea e de Defesa Aérea, General Nikolai Gostev.

Segundo ele, 30 novos aviões e helicópteros serão entregues em 2019. O Ministério da Defesa da Rússia e a empresa Sukhoi assinaram um contrato para a entrega das duas primeiras aeronaves Sukhoi Su-57 no Fórum Militar e Técnico Internacional em 22 de agosto de 2018. O vice-ministro da Defesa, Alexei Krivoruchko, disse que os militares receberiam o primeiro Su-57 além das 15 primeiras aeronaves planejadas em 2019.

O Su-57 é um caça furtivo de quinta geração projetado para destruir todos os tipos de alvos aéreos, atingindo alvos terrestres e navais. O armamento do avião incluirá particularmente mísseis hipersônicos. O jato de combate foi testado com sucesso em condições de combate na Síria.

 

Fonte: RUAVIATION

Categories
Defesa Traduções-Plano Brasil

TAI seleciona a Dassault Systèmes para acelerar o desenvolvimento da aeronave TF-X

A Turkish Aerospace Industries (TAI) anunciou no dia 5 de julho que selecionou a empresa de software Dassault Systèmes para acelerar o desenvolvimento da aeronave TF-X.

De acordo com a declaração da empresa, a decisão segue a avaliação abrangente da Turkish Aerospace sobre as soluções disponíveis no mercado e a conclusão com êxito de uma prova de conceito. Também reflete o legado de 30 anos da Dassault Systèmes que continua a moldar a indústria aeroespacial e de defesa.

Vídeo- Conceito TF-X

 

A Turkish Aerospace usará as experiências do Programa Vencedor, Co-Design, Teste para Realizar, Pronto para Avaliar e Construir para Operar a Indústria com base na plataforma 3D EXPERIENCE para desenvolver sua aeronave multipropósito de nova geração desde a concepção até a produção. Há mais de 2.000 participantes no projeto na Turkish Aerospace, seus parceiros e fornecedores colaborarão confiando em uma única fonte de dados em todos os aplicativos de projeto, engenharia, simulação, fabricação, análise de negócios e governança digital.

“O tamanho do programa TF-X nos ofereceu uma oportunidade. Queríamos selecionar uma solução de software adequada para esse projeto que também nos permitisse agilizar nosso processo de negócios com as melhores práticas da indústria aeroespacial ”, disse Temel Kotil, presidente / CEO da Turkish Aerospace.“A plataforma 3D EXPERIENCE da Dassault Systèmes e suas aplicações integradas nos convenceram da necessidade de dar o próximo passo. Nossa empresa ganhará amplos recursos para design, desenvolvimento e produção de aviação e será capaz de demonstrar sua determinação em realizar grandes projetos ”.

O TF-X é um projeto de desenvolvimento do moderno avião de combate para a Força Aérea Turca.

“O desenvolvimento de aeronaves, considerado um dos projetos tecnologicamente mais avançados em qualquer setor, está se tornando mais complexo. À medida que as empresas integram sistemas e tecnologias sofisticadas, elas buscam novas maneiras de conceituar, projetar, fabricar, testar, certificar e sustentar produtos enquanto colaboram entre funções e regiões ”, disse David Ziegler, vice-presidente da Dassault Systèmes.“A plataforma 3DEXPERIENCE oferece recursos digitais para acelerar esses programas em até 50%. A Turkish Aerospace pode, portanto, melhorar a tomada de decisões, reduzir riscos e transformar seu desenvolvimento de ponta a ponta. ”

De acordo com o site airforce-technology.com, a aeronave de quinta geração TF-X integrará uma fuselagem furtiva feita de compostos avançados de carbono. Seu design aerodinâmico aumentará ainda mais as habilidades de alta velocidade da aeronave.

O TF-X é projetado principalmente para atender aos requisitos de combate ar-ar. Seu design elegante e recursos exclusivos permitirão que ele seja usado também para funções ar-superfície.

 

Fonte: Defence Blog

Categories
Aviação Defesa Traduções-Plano Brasil

Cobham vence Contrato de Sistema de Oxigênio para os Caças multipropósito coreanos - KF-X


Tradução e adaptação- E.M.Pinto

A Cobham recebeu um contrato da Korean Aerospace Industries Ltd (KAI) para projetar e fornecer um Sistema geração de oxigênio para o futuro caça KF-X, um caça avançado multifuncional atualmente em desenvolvimento. Isso representa o quarto prêmio do contrato que a Cobham ganhou da KAI em apoio ao programa KF-X. Outras soluções da Cobham selecionadas pela KAI para a KF-X incluem lançadores de ejeção de mísseis (MEL), uma gama completa de antenas conformacionais de comunicação, navegação e identificação (CNI) e tanques de combustível externos e sondas de reabastecimento.

A Cobham Mission Systems, líder de mercado em sistemas de oxigênio de suporte militar, alavancará sua mais recente tecnologia de Concentração de Oxigênio de nova Geração, bem como o recém-desenvolvido Regulador Eletrônico de Bancada para equipar a aeronave KF-X. Esse sistema de alta confiabilidade não apenas atenderá ou excederá os requisitos atuais, mas será capaz de atualizações em  à medida que novas tecnologias forem incorporadas.

“A Cobham tem uma longa história de trabalho com a KAI em várias plataformas de aeronaves. Estamos muito entusiasmados com o fato que a KAI está desenvolvendo e a mais recente solução de concentrador de oxigênio da Cobham para sua mais nova plataforma … O programa KF-X é estrategicamente importante para a Cobham e este prêmio contratual nos permitirá continuar a liderar o mercado de sistemas de oxigênio de suporte à vida para aeronaves militares”, disse Kevin McKeownvice-presidente e gerente geral da Cobham Mission Systems.

O contrato plurianual apoiará toda a fase EMD do desenvolvimento de aeronaves KF-X.

 

Fonte: Aian Defence News