Categories
Brasil Defesa Sistemas Navais

Plano Brasil/MB/CFN/Análise: “Militares da Força de Fuzileiros da Esquadra participam da chegada do PHM “Atlântico””

 NOTA DO PLANO BRASIL, por Gérsio Mutti: Plano Brasil/MB/CFN/Análise: “Militares da Força de Fuzileiros da Esquadra participam da chegada do PHM “Atlântico””.

O Corpo de Fuzileiro Navais (CFN) é uma Força de Pronto Emprego (FPE) que integra a MB.

Possui um total de 15 mil homens prontos para o combate em terra, mar e ar.

A missão principal do CFN é garantir a projeção do Poder Naval em terra, em todo o Território Nacional, por meio de desembarques realizados em conjunto com a Marinha do Brasil (MB). Para que tal propósito se concretize exige um treinamento do mais elevado padrão, agilidade e versatilidade. Desta maneira, existem unidades treinadas em técnicas de demolição, ações especiais, paraquedismo, combate em selvas, montanhas e ações helitransportadas.

Militares da Força de Fuzileiros da Esquadra participam da chegada do PHM “Atlântico”

 Marinha do Brasil (MB), 02/09/2018

Foto: Comandante e militares do Batalhão “Riachuelo” representaram os Fuzileiros Navais no evento

No dia 24 de agosto, 30 militares pertencentes ao 1º Batalhão de Infantaria de Fuzileiros Navais, o Batalhão “Riachuelo”, embarcaram no Porta-Helicópteros Multipropósito (PHM) “Atlântico”, em Arraial do Cabo-RJ. O objetivo do embarque foi representar os Fuzileiros Navais e a Força de Fuzileiros da Esquadra durante a chegada oficial do navio, ocorrida no dia 25 de agosto.

No início da tarde do dia 25, cerca de mil pessoas compareceram ao 1º Distrito Naval, na região central do Rio de Janeiro-RJ, para acompanhar a chegada do navio. No período da manhã, vários navios da Esquadra juntaram-se ao PHM “Atlântico” em um desfile naval pela orla do Rio de Janeiro. O Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, Vice-Almirante (FN) Paulo Martino Zuccaro, acompanhou o evento embarcado no Navio Doca Multipropósito “Bahia” (G-40).

Com quase 204 metros de comprimento e 22 mil toneladas, o PHM “Atlântico” foi adquirido pela Marinha do Brasil junto à Armada Britânica e será o principal meio naval da Esquadra Brasileira. Para os Fuzileiros Navais, ele será importante para a realização de Operações Anfíbias, uma vez que possui capacidade de transportar Grupamentos Operativos de Fuzileiros Navais de até 806 militares, e projetá-los sobre terra por meio de movimento helitransportado, ou por superfície, empregando embarcações de desembarque. O PHM possui quatro lanchas de desembarque anfíbio e capacidade de abrigar 40 veículos em seu porão de carga.

Fonte: Marinha do Brasil