Categories
Conflitos Destaques Geopolítica Humor Uncategorized

Trump e Kim são prato cheio para chargistas

A troca de farpas entre o presidente americano, Donald Trump, e o norte-coreano Kim Jong-un até pareceria uma briga de crianças se não envolvesse uma ameaça nuclear.

“Meu foguete é bem maior que o teu!”

A afirmação de Kim Jong-un de que tem um botão nuclear em sua escrivaninha levou Donald Trump a responder no Twitter que também tem um botão nuclear. “Meu foguete é bem maior do que o teu”, diz a charge, ironizando a troca de farpas.

Guerra de penteados

Basta desenhar duas ogivas, uma com cabelos loiros penteados para a frente e outra com cabelos pretos espetados para cima, que todos sabem de quem se está falando.

De novo, os penteados

Trump: “O meu penteado é um estouro!”, ao que o líder norte-coreano responde: “Mas o meu é bombástico!”. Ao centro, a mensagem diz que haverá novo capítulo em breve.

Quando dois loucos se encontram…

…um pergunta ao outro: “Você perdeu totalmente o juízo?”

Flatulência perigosa

Aparentemente, os peidos nucleares das duas crianças já transformaram o ambiente a sua volta em paisagem lunar.

Bombas A…diposas

Quando eles se darão conta de que não há água na piscina?

Este presidente é um perigo!

Trump, em forma de granada, puxa o pino de segurança e diz: “Carregada e ativada!”

A solução

“Foi a única saída!”, comenta o planeta Terra.

Fonte: DW

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Categories
Defesa Humor

Humor: "Smoke on the water" ... e é o HMS Queen Elizabeth

Não… Não é o Kuznetsov, porta aviões russo cuja construção foi encerrada em meados de 1985…

… aquele que despertou comentários sobre  “a facilidade de detectá-lo bastando seguir a coluna de fumaça deixada pelas suas caldeiras”.

  • Problemas nas caldeiras?
  • Queima incompleta do combustível?
  • Combustível adulterado?
  • colou o Giclê?
  • De baixa qualidade?
  • Todas estas hipóteses?

Bem, o que vemos pela imagem é que até o novíssimo HMS Queen Elizabeth não está imune as piadas de internet. Com a palavra os especialistas…

 

Categories
Humor

Humor: No comments

steamworkshop_webupload_previewfile_385713566_preview

Categories
Brasil Humor Segurança Pública

Acredite Se Quiser: Jovem com farda do Exército é detido em RR; ‘trabalho para os americanos’

Após ser ouvido na delegacia, jovem foi levado para casa e teve o uniforme apreendido pela polícia (Foto: Emily Costa/ G1 RR)
Após ser ouvido na delegacia, jovem foi levado para
casa e teve o uniforme apreendido pela polícia
(Foto: Emily Costa/ G1 RR)

Jovem de 26 anos foi detido pela PM no Hospital Geral de Roraima. Ele foi levado à delegacia e liberado em seguida; farda foi apreendida.

Policiais militares detiveram na tarde deste sábado (28) um jovem de 26 anos que usava um uniforme completo do Exército Brasileiro. À polícia, ele afirmou que estava vestindo a farda porque é tenente coronel das Forças Especiais Norte-Americanas e que é ‘guardião’ de um projeto de disco voador.

O jovem foi levado ao 5º Distrito Policial e liberado em seguida. Ele foi detido com base em Lei de 1941 que diz ser proibido “usar publicamente uniforme ou distintivo de função pública que não exerce”.

Conforme os policiais militares que fizeram a prisão, o jovem estava no Hospital Geral de Roraima, na zona Oeste da capital, quando foi visto usando o uniforme. Ele não resistiu à voz de prisão.

“Pessoas que estavam no hospital acharam o comportamento dele estranho e viram que ele tinha o cabelo grande demais para ser militar. Assim, chamaram a PM e pediram que nós o retirássemos do hospital”, detalhou um dos policiais responsáveis pela prisão do jovem.

Em depoimento na delegacia, o jovem disse ser descendente de portugueses, norte-americanos e brasileiros e que está a serviço das Forças Especiais dos EUA. Ele afirmou ainda ser responsável pelo projeto de um disco voador, herdado de Napoleão Bonaparte.

“Quando eu estou sem a farda, as pessoas não me reconhecem como militar, por isso tive de usá-la hoje”, justificou em depoimento à delegada plantonista Eliane Gonçalves.

Ao ser questionado sobre a origem do fardamento, o jovem não soube explicar onde o conseguiu. “Eles me deram lá em Rorainópolis [cidade no Sul do estado] após eu ter feito o treinamento militar”, declarou, após negar ter problemas mentais.

Após prestar depoimento, o jovem foi liberado. A delegada determinou a apreensão do fardamento.

Exército vai apurar caso
Ao G1, o assessor do Exército em Roraima frisou que o uso de uniformes militares por civis é proibido e que o caso do jovem detido será apurado. “Vamos acompanhar esse caso porque recisamos saber onde ele conseguiu o fardamento”, explicou o major Rodrigo Luiz.

Fonte: G1

Categories
Defesa Humor

Humor: Estamos quase lá…

FX 2040

Categories
Armored Personnel Carriers História Humor Infantry Fighting Vehicles Vídeo

Plano Brasil Humor: Desenvolvimento do M2 Bradley.

Trecho do filme “Pentagon Wars”. Excelente caso de estudo/entretenimento sobre desenvolvimento de produto e gerenciamento de projetos.

the-pentagon-wars-1014407-t

[embedplusvideo height=”517″ width=”650″ editlink=”http://bit.ly/1XtaZyh” standard=”http://www.youtube.com/v/a_DwZuiKGKw?fs=1&vq=hd720″ vars=”ytid=a_DwZuiKGKw&width=650&height=517&start=&stop=&rs=w&hd=1&autoplay=0&react=1&chapters=&notes=” id=”ep3297″ /]

Categories
Defesa Humor Sistemas de Armas

Humor: T- Cinquentasson

pAK FA

 

No comments…

Categories
Conflitos Defesa em Arte Humor Rússia Terrorismo

HUMOR: Russos na Síria. Latuff Resumindo tudo em um desenho.

russianasiria

Categories
Acidentes e Catástrofes América do Sul América Latina Brasil Economia Geopolítica Humor Terrorismo

STF concede a Genoino perdão pela pena no mensalão

Decreto baixado por Dilma beneficiou ex-deputado, que não vai precisar cumprir os três anos que ainda faltavam

2014-703966082-2014-703904451-2014040427476.jpg_20140404.jpg_20140405
Ex-deputado José Genoino foi perdoado de condenação pelo mensalão – Ailton de Freitas / Agência O Globo

BRASÍLIA – Condenado no processo do mensalão por corrupção ativa, o ex-deputado José Genoino (PT-SP) recebeu nesta quarta-feira o perdão judicial e não vai mais precisar cumprir os três anos e quatro meses de pena que ainda restavam. Ele está livre por força de um decreto baixado em 24 de dezembro pela presidente Dilma Rousseff concedendo indulto natalino a presos de todo o país que atendessem a determinados critérios. Hoje, por unanimidade, o Supremo Tribunal Federal (STF) atestou que o petista preenche os requisitos e efetivou o benefício.

O relator do caso, ministro Luís Roberto Barroso, determinou a imediata expedição do alvará de soltura do petista. Portanto, não será necessário aguardar a publicação do acórdão no Diário da Justiça. Embora Barros tivesse prerrogativa para decidir sozinho o futuro de Genoino, ele preferiu levar o caso ao plenário, por prudência.

— Como esse foi um julgamento emblemático e é o primeiro caso de extinção de punibilidade, me pareceu bem submeter ao plenário a minha decisão reconhecendo a validade do induto — disse Barroso.

Os demais ministros presentes concordaram com o relator. Votaram pela libertação do preso Teori Zavascki, Rosa Weber, Cármen Lúcia, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e o presidente, Ricardo Lewandowski. Apenas o ministro Luiz Fux não estava presente.

Genoino recebeu pena de quatro anos e oito meses, mas teve passagem rápida pelo sistema prisional, em decorrência da própria legislação penal. Ele foi preso em 15 de novembro de 2013. Logo depois, foi transferido para a prisão domiciliar por problemas de saúde. Em maio do ano passado, voltou para a prisão, onde permaneceu por três meses.

Em agosto, Genoino recebeu autorização de Barroso para cumprir o restante da pena em casa, pois já havia cumprido um sexto da pena total. Hoje, ele está em uma casa em um condomínio fechado de Brasília. No regime domiciliar, ele é obrigado a se recolher em casa à noite e nos finais de semana. Agora, poderá circular livremente.

O decreto presidencial concede o perdão a presos de todo o país que atendam os critérios estabelecidos pelo Conselho Nacional de Política Penitenciária. Os requisitos são comportamental e temporal. Em parecer encaminhado ao STF na quarta-feira, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, confirmou que Genoinoatende às exigências e, por isso, recomendou a concessão do induto. O STF seguiu a recomendação.

No quesito comportamental, o preso não pode ter recebido penalidade aplicada por falta grave entre 24 de dezembro de 2013 e a mesma data do ano seguinte. “Verifica-se que não houve, durante o período de cumprimento da pena, notícia de cometimento de falta disciplinar grave pelo apenado”, escreveu Janot.

A exigência temporal é de que o preso esteja em livramento condicional ou cumprindo pena em regime aberto, com a pena remanescente inferior a oito anos, em caso de não reincidentes. O preso também deve ter cumprido um quarto da pena. Para atender ao critério, Genoino deveria ter cumprido um ano e dois meses da pena até o dia 25 de dezembro. Como ele tinha 34 dias remidos, atingiu o cumprimento de um ano, dois meses e quatorze dias. Segundo a legislação penal, a cada três dias de estudo ou trabalho, o preso elimina um dia da pena.

“Considerando que o apenado preenche os requisitos estabelecidos no decreto, imperioso o reconhecimento do direito à concessão do induto natalino, declarando-se extinta a punibilidade”, diz o parecer do procurador-geral.

Quem obtém indulto não precisa cumprir o restante da pena. O benefício está previsto na Constituição Federal como atribuição do presidente da República. Geralmente, ele é concedido no Natal. Conforme o decreto, os presídios deverão encaminhar às Varas de Execuções Penais a lista dos detentos que se enquadram nos requisitos exigidos para o induto de Natal. O prazo para o envio dos nomes é de até seis meses. Os advogados dos presos também podem pedir o benefício diretamente, para agilizar o procedimento.

Ainda que não tivesse sido incluído no induto, a Vara de Execuções Penais (VEP) do Distrito Federal já previa que Genoino fosse beneficiado com o livramento condicional em 30 de abril deste ano. Nesse caso, ele ficaria livre, mas submetido a condições específicas impostas pela Justiça – como a obrigação de ter ocupação lícita, o comparecimento em audiência judicial a cada dois meses, além da proibição de frequentar bares e de ingerir bebida alcoólica.

No caso de o condenado desobedecer alguma regra, o juiz pode determinar o retorno ao regime domiciliar. Mas, se tudo corresse bem, Genoino viveria em liberdade condicional até junho de 2018, data oficial do fim da pena que lhe foi imposta pelo STF em 2012. Agora, ficará livre, como se já tivesse cumprido toda a pena.

FONTE: O Globo 

Categories
Humor

Humor: feliz dia dos…

dia dos pais

Categories
Humor

Humor: No comments

Humor

Categories
Defesa Humor

Humor: Grupamento “Seal” descansa após exaustivos treinamentos no USS Nevada

Seal