Categories
Brasil Defesa Fotos do Dia Sistemas Navais

Câmara aprova acordo de R$ 3 bi para produção de submarino

http://www.defesabr.com/MB/SNA_Barracuda.jpg

A Câmara aprovou nesta quinta-feira (10) acordo entre Brasil e França que prevê transferência de tecnologia para produção de submarinos.

Uma aliança estratégica, fortalecida no governo Lula, levou os países a firmarem em 2009 contrato de cerca de R$ 20 bilhões para a fabricação de helicópteros, submarinos convencionais e um submarino de propulsão nuclear.

A etapa que passou pela Câmara custará em torno em R$ 3 bilhões e ainda será submetida ao Senado. O texto foi aprovado na forma do Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 2912/10, da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional.

OUTROS NEGÓCIOS

Em seu primeiro mês de mandato, Dilma pediu que o governo reavaliasse programas da Marinha. Para não desequilibrar a situação fiscal do país, Dilma decidiu rever a aquisição de 11 navios para patrulha oceânica, um negócio estimado em R$ 10 bilhões.

Outra novela que se prolonga é a compra de novos caças para integrar a frota da FAB (Força Aérea Brasileira).

Dada como provável durante o governo Lula, a compra do Rafale, caça francês, foi  adiada pela presidente Dilma Rousseff.

Ela decidiu colher mais informações antes de fechar o negócio e chegou a sinalizar que o concorrente americano seria mais vantajoso para o país.

Também pesa contra o pacto Brasília-Paris o momento pouco oportuno, ante o corte de R$ 50 bilhões no Orçamento. O governo francês se diz confiante  sobre as chances de finalizar a venda.

Fonte: Folha

Categories
Sistemas Navais Tecnologia

Robô submarino autônomo tem olhos de laser

http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/imagens/010180101214-auv-fraunhofer.jpgRobôs nos mares

Com larga margem de vantagem, as fábricas são as campeãs no uso de robôs – existem milhões de robôs industriais em operação em todo o mundo.

E você sabe qual é a segunda colocação nessa competição pelo uso de “trabalhadores automatizados”?

São os oceanos. Ou, talvez fosse melhor especificar, é o monitoramento ambiental marinho.

Já existem robôs monitorando todos os oceanos da Terra e há projetos que pretendem enviar enxames deles para desvendar os segredos da vida marinha.

Veículos submarinos autônomos

A grande vantagem dos robôs submarinos é que eles não precisam respirar, podendo ficar meses mergulhados a grandes profundidades, coletando dados inacessíveis aos mergulhadores humanos – eles só precisam vir à superfície para transmitir esses dados.

Contudo, esses “veículos submarinos autônomos” são excelentes para o trabalho em mar aberto, onde podem flutuar e mergulhar à vontade, mas não ajudam muito quando o trabalho a fazer é a inspeção de navios atracados, os canais de atracação dos portos ou instalações de cabos submarinos.

“Por enquanto, a tecnologia é cara demais para realizar trabalhos rotineiros, como a inspeção de represas ou o casco de navios,” diz o Dr. Thomas Rauschenbach.

Foi por isto que ele e sua equipe começaram a desenvolver uma nova geração de robôs submarinos autônomos, que possam ser programados para fazer tarefas muito específicas de forma independente – e precisa.

Robô com olhos, cérebro e ouvidos

O maior desafio encontrado foi dar aos robôs subquáticos uma visão com resolução suficiente para permitir a tomada de decisões e a navegação segura – na maioria dos locais onde eles deverão ser empregados, a água é turbulenta e turva.

Isso exigiu “olhos” bem mais complexos do que uma mera câmera digital. A “percepção óptica” dos robôs é baseada em um sistema que reúne um mecanismo especial de captura de imagens e um software de análise.

Primeiro, o robô determina a distância do objeto. A seguir, a câmera emite um pulso de laser, que será refletido pelo objeto – o muro de uma represa ou o casco de um navio, por exemplo.

Então, microssegundos antes que a luz refletida chegue de volta à câmera, ela abre seu diafragma, permitindo a captura precisa e seletiva do laser refletido.

Os dados são enviados para o “cérebro” do robô, que traça um quadro do ambiente ao seu redor, permitindo a navegação precisa, já que esses “olhos a laser” funcionam continuamente.

O robô também tem “ouvidos”: sensores de ultrassom que permitem a inspeção dos objetos. Em vez da tecnologia convencional de sonar, os pesquisadores estão usando ondas sonoras de alta frequência, que são refletidas pelos objetos e capturados pelos sensores – veja mais sobre o potencial de novas tecnologias nesta área nas reportagens Laser de som fica mais próximo da realidade e Equipamento dispara projéteis de som.

Ritual de maioridade

Se as baterias de lítio ameaçarem ficar sem carga no meio de uma missão, o robô automaticamente salva os dados, entra em modo de hibernação e volta para a superfície.

O protótipo, em formato de torpedo e com dois metros de comprimento, começou a ser testado em um tanque pequeno, mas suficiente para avaliar as funções-chave do robô.

Os pesquisadores planejam enviá-lo para sua primeira missão no segundo trimestre de 2011.

E não será um teste qualquer: eles pretendem verificar se seu robô é mesmo autônomo submetendo-o a um verdadeiro ritual de maioridade, fazendo-o mergulhar 6.000 metros.

Fonte: Inovação Tecnológica

Categories
Sistemas Navais Tecnologia

China lidera corrida por riquezas submersas

http://www.diving-industry.com/wp-content/uploads/2010/08/china.jpg

The New York Times

Apesar de pouca experiência, chineses surpreendem com embarcação submarina que chega a 7.000 metros de profundidade.

Quando três cientistas chineses mergulharam no fundo do Mar da China Meridional em um pequeno submarino no início do último verão, fizeram mais do que simplesmente fincar a bandeira de seu país no fundo do mar escuro.

Categories
Defesa Sistemas Navais

Empresa francesa abre escola de desenho de submarinos para brasileiros

O grupo de construção naval francês DCNS, que fabricará cinco submarinos em cooperação com a Marinha brasileira, inaugurou nesta quinta-feira em Lorient (oeste do país) uma escola de desenho de submarinos como parte de um acordo de transferência de tecnologia para o Brasil.

O contrato de 6,7 bilhões de euros (8,765 bilhões de dólares), um dos mais importantes assinados pela DCNS, prevê a fabricação de quatro submarinos convencionais, um submarino nuclear de ataque (SNA), uma base de submarinos e um estaleiro que estará pronto em 2012 em Sepetiba, no estado do Rio de Janeiro.

Categories
Defesa Sistemas Navais

Submarino nuclear terá continuidade no próximo governo, aposta comandante da Marinha

http://www.naval.com.br/blog/wp-content/uploads/2008/07/maquete_submarino_nuclear-brasileiro.jpg

A descontinuidade do projeto de construção do primeiro submarino nuclear brasileiro pelo próximo governo foi descartada hoje (13) pelo comandante da Marinha, almirante-de-esquadra Júlio Soares de Moura Neto. Segundo ele, trata-se de um programa de Estado, que deverá ser desenvolvido independentemente de quem ocupe a Presidência da República.

Categories
Defesa Sistemas Navais

Sobre a chegada dos submarinos U-209PN (“Tridente”) a Portugal

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=Gvbm3NIF-e0&feature=player_embedded]

Texto e opinião: Quintus

Aqui, no Quintus, já escrevemos muito contradizendo a opção pela manutenção da arma submarina neste contexto de restrições orçamentais e da presença de grandes lacunas nos meios de superfície da Armada. Mas agora, que está praticamente consumada a chegada dos dois submarinos da classe Tridente, há que ser honesto e reconhecer que estes 2 navios vão representar para a Marinha um salto de capacidade operacional notável.

Categories
Defesa Negócios e serviços Sistemas Navais

Marinha Indiana 6 novos submarinos e nova concorrência

http://www.defpro.com/data/gfx/news/8116d52117b3a7cd71741ca4d73c173eb4e5769e_big.jpg

A Marinha indiana lançou uma concorrência para a aquisição de seis novos submarinos de ataque convencionais como parte do Projeto 75 ( I), o programa seguirá paralelamente ao programa Scorpene em execução em em Mumbai. o RFI  (veja abaixo) foi enviado aos construtores navais, segundo o Live Fist é prevista a participação na concorrrência dos subarinos

Categories
Defesa Sistemas Navais Sugestão de Leitura

Sugestão de Leitura

http://www.alide.com.br/joomla/images/notas/Los_Angeles.jpg

Evento da Marinha traz muitas novidades sobre os programas chaves

Leia no site Alide uma matérias exclusiva e novas revelações sobre o programa de reaparelhamento da Marinha, informações importantes especialmente sobre o PROSUB o programa dos submarinos.

Clique aqui para ler

Sds

E.M.Pinto