Defesa & Geopolítica

Rússia promove versão de exportação do sistema antiaéreo Buk-M3.

Posted by

 

A Rosoboronexport começou a promover o mais recente complexo de mísseis antiaéreos Viking (versão de exportação do Buk-M3 ) para mercados estrangeiros.

“É uma boa notícia para os nossos parceiros estrangeiros. O Viking mantém as melhores qualidades da famosa família de complexos de mísseis antiaéreos Buk e é um novo desenvolvimento em armas de defesa aérea de médio alcance. O fabricante o modernizou dando-lhe características sem par em comparação com seus homólogos no ocidente, além de proteção contra ataques de mísseis anti-radar e prospectivos. O Viking é incomparável no mercado global de armas atualmente “, disse o vice-presidente-executivo da Rosoboronexport, Sergei Ladygin.

O veículo móvel antiaéreo de médio alcance Viking, é um desenvolvimento da famosa linha Kub de armas Buk. Tem um intervalo de tempo maior de 1,5 km contra o BukM2-E . Além disso, o número de alvos atacados simultaneamente aumentou 1,5 vezes – seis para cada veículo, enquanto o número de mísseis guiados prontos para o lançamento em uma posição de fogo de duas unidades de combate aumentou de oito para 18.

O Viking possui capacidades únicas contra todos os sistemas de mísseis. Por exemplo, ele pode integrar lançadores do sistema de mísseis Antey-2500, S-400, Pantsir e futuramente o S-500 para aumentar a eficácia de toda a força de defesa aérea na luta contra aeronaves adversárias tripuladas.

O Viking foi projetado e criado de acordo com as tendências globais. Suas características técnicas permitem adaptá-lo às exigências dos clientes estrangeiros ao máximo. O posto de comando de combate pode integrar-se com os radares disponíveis e outros de origem estrangeira que possuem as características requeridas.

“O Buk-M3 do exército russo – e sua opção de exportação Viking – está operacional e já foi testado em diversos cenários em exercícios das forças armadas da Rússia. O Viking goza de altas taxas de sucesso contra aeronaves, atacando também armas de precisão, mísseis tácticos balísticos e de cruzeiro, bem como alvos marítimos e terrestres, disse Ladygin.

O sistema de mísseis antiaéreo superfície-ar Buk-M3 de médio alcance, é uma versão modernizada do sistema Buk-M2, e apresenta sistemas eletrônicos avançados e um novo míssil que pode ser considerado como um sistema completamente novo. O sistema é projetado, desenvolvido e fabricado pela Empresa de Defesa Russa Almaz-Antey. O sistema Buk-M3 possui um novo computador digital, sistema de troca de dados em alta velocidade e um designador de alvo de imagens térmicas em vez dos rastreadores ópticos usados ​​nos modelos anteriores.

Uma bateria de mísseis Buk-M3 pode rastrear e atingir até 36 alvos simultaneamente, enquanto seu avançado míssil 9R31M é capaz de derrubar todos os objetos voadores existentes, incluindo os altamente manobráveis. O Buk-M3 também pode envolver alvos marítimos e terrestres, devido à sua capacidade de lançamento vertical. 

Com Informações de Armyrecognation e Rosoboronexport
Colaborou ARC

35 Comments

  1. Renato Barcellos says:

    Com capacidade comprovada. Quanto deve custar uma bateria completa? O engraçado é que não se vê nas Forças Armadas Brasileiras esta discussão quanto a necessidade de se possuir sistemas e uma força capaz de se defender de possíveis ataques contra instalações de valor no Brasil. O Brasil atualmente não possui esta capacidade de dissuasão. Já passou da hora.

  2. BobSap says:

    O que falta para os militares comprar arma desse tipo para defender o espaço aéreo do Brasil?? Será que estão esperando autorização dos Estados Unidos?

    • Robert Smith says:

      sim 😉

    • Helio Luiz says:

      Brasil, menino obediente, só faz o que titio Sam manda.

  3. o brasil não possui e parece não tá preocupado com sua defesa principalmente com a defesa anti-aérea. uma pergunta o que aconteceu com as negociações para adquirir sistemas anti aéreos russos? não se falou mas nada teve uma história que ia desenvolver um com os europeus mas também não se falou mas nada. as três forças são deficientes nessa área e em todas

  4. A Máquina Troll says:

    Por quê os grandes problemas deste pais nunca são resolvidos ???

    Resposta: Porquê tem gente ganhando muuuuito dinheiro com isso… 😉

    • Casuar says:

      Que o diga a família Lula da Silva larápios!

      • Anônimo says:

        Esquece Lula tamos falando em armamento isso já virou obsessa o.

      • bandeira vermelha says:

        E também os bandidos do Banestado que vc é um cúmplice,

  5. Sanney says:

    O Brasil desistiu das baterias russas por não atender um requisito que era o transporte das baterias dentro do kc390. Teve ainda alguns militares que disse que esse sistema não atenderia adequadamente nossas forças.. Mas sabe por que. Alguns ministros tem ganhado caixa 2 com a compra de equipamentos suecos e foi daí que compramos as baterias Rbs .

    • jose luiz esposito says:

      Desistiu porque o Tiozinho ligou para Brasilia e pressionou como ao Iraque, em contrapartida , ofereceu material de segunda mão , então o EB esta fazendo a festa . Agora sistemas de Defesa antiaérea devem dar em aviões , , criaram uma boa desculpa para tudo,.se isto fosse verdade , não teriam nem mandado comissão de militares , e os russos não viriam aqui , levaram até um Tocador de Pandeiros , amante de uma senadora do PT , para opinar também tecnicamente . Nossos militares podem enganar aos trouxas a mim nunca !!

    • Robert Smith says:

      hum… nao da para comparar o sistema Russo Buk com os RBS…. são de categoria e capacidades totalmente diferente… nao da para dizer que se comprou o RBS
      no lugar de um BUK …. o RBS é muito limitado…. o BUK é um sistema de defesa de área e o RBS
      de ponto….. atualmente o Brasil não possui nada com sua capacidade

      • jose luiz esposito says:

        RBS é brinquedo infantil !!

    • Flávio Henrique says:

      Se o EB quiser daqui uns anos já com asa fixa reestruturada compra uns C-17j ou C-2 ou um An-22, pois pela FAB ela tá pouco se linchando, pelo menos é o que parece, para sistemas de defesa aérea por terra-ar.

  6. Daniel says:

    Precisamos de uma defesa anti aérea eficaz e mandar uma penca de políticos para alguma ilha deserta!

    • paulo says:

      SR. Daniel assim como o sr. existe muitas pessoas que por má fé ou pura ignorância coloca a culpa apenas nos políticos(que são safados mesmo), mas se o sr chegar nas casernas veras que um filho teu também te trai, por dinheiro ou por submissão, nossos militares ainda não aprenderam a fazer nada sem a autorização do seu grande chefe e dono ali do norte.

  7. A Máquina Troll says:

    “Renato Barcellos
    24 de Abril de 2018 at 16:43

    césar silva
    24 de Abril de 2018 at 18:26”

    Agora que o pais esta tomado de assalto é que a bandalheira corre solta…é que corre doida meu amigo…se preparem porque vai ser grande o arrastão…o que os estrangeiros vão espoliar aqui com esquemas de maracutaias não esta escrito no gibi…não esperem nenhum progresso ou desenvolvimento daqui pra frente…e sim só clientelismo pra estrangeiro vagabundo explorar e espoliar o pais…é o que eu sempre digo…o que adoram mesmo por aqui são as malas de propina desta gente e não os seus equipamentos…é por isso que são sempre os favoritos e os escolhidos nas “licitações”…

    reparem como os valores das compras daqui são sempre maiores do que os valores das compras feitas por outros países do mesmo material…eu só quero saber quando o nosso paladino da justiça moro e seu pessoal investigara uma certa compra superfaturada de misseis antinavio Harpoon…a Fab comprou “16” destes misseis por 169 milhões de dólares…enquanto a Índia em 2010 comprou “24” dos mesmos modelos de misseis por 170 milhões de dólares com tudo incluso…equipamentos associados, peças, treinamento e apoio logístico…

    Se você não é bandido, político, juiz ou banqueiro…Cuidado…Você pode ser preso a qualquer momento…

  8. Profeta_Lunatico says:

    Actualmente qual o sistema anti aereo que o Brasil tem?
    Buk-M3 ? Antey-2500? S-300? No Brasil? Aparecia a correr a turma idiotalizada do: não se enquadra na nosso TO.. não atende os requesitos..não ha ameaças para tal investimento.. não combinam com os sistemas as forças militares Brasileiras.. Esses idiotalizados por interesse e conveniência defendem sempre o atraso tecnologico e militar do Brasil tal como uns militares

    • jose luiz esposito says:

      Indios que Flecham Aviões , esta é a nossa defesa antiaérea , nossos militares , sempre enganaram bem , deram o Golpe da republiqueta , fizeram de um ladrão de ouro e sonegador , herói nacional , entregaram o nosso futuro atrelado ao Tiozinho Satã , mas passam aos brasileiros Otários serem nacionalistas e corretos , mais um Engodo para Otários !!

  9. jose luiz esposito says:

    Profeta , tens razão , aquele história da Fábula da fruta verde , os boboquitos aceitam a história da carochinha e se convencem que é verdade , e saem sempre compartilhando a desculpa . Como a do aluguel da Base de Alcantara , estamos conversando com vários interessados , com o Tiozinho , a Rússia ,etc . mas claramente sabíamos que somente com o de sempre , tanto que estão atrás deles para uma definição , coitado do meu país , todos os sonhos de minha geração estão sendo enterrados , não temos Programa Espacial , sabotaram o VLS e então depois de anos com o projeto parado , resolveram desistir dele , temos uma Base a Trinta anos que nunca nos serviu a nada ,deixaram ONGs trazerem pessoas que se passam por quilombolas , praticamente a inviabilizando , mas nosso Programa é Alugar a Base , os Iludidos aqui sabem que estão sendo iludidos , mas fingem acreditar !!

  10. jose luiz esposito says:

    Um Adendo , esta conversa de transporte em avião é tão mentirosa que a Bateria da Marinha seria para garantir a Base Naval de Itaguaí , e talvez as centrais Nucleares de Angra dos Reis , parece que a da FAB a região de São José dos campos e a do Exercito o Distrito federal, antes gritavam que não compararíamos por ser caro que a Rússia estava enfiando a mão, mas não explicavam que , o Pacote seria também nos ajudarem em um novo projeto de mísseis de Defesa de Média altura ., mas a licença de produção do IGLA S, depois de anos estudando , ao final entenderam que não entrava em aviões , e ainda fazem piada com portugueses , nós e nossos militares , somos a piada pronta !!

  11. A Máquina Troll says:

    “césar silva
    24 de Abril de 2018 at 18:26

    o brasil não possui e parece não tá preocupado com sua defesa principalmente com a defesa anti-aérea. uma pergunta o que aconteceu com as negociações para adquirir sistemas anti aéreos russos? não se falou mas nada teve uma história que ia desenvolver um com os europeus mas também não se falou mas nada. as três forças são deficientes nessa área e em todas”

    É algo impressionante o gap a que este pais é imposto…nossa forças armadas ainda operam equipamentos da época da segunda guerra mundial…simplesmente não temos defesa aérea…não temos sistema anti aéreo nenhum…nosso espaço aéreo é cheio de “buracos negros”…e operamos literalmente uma meia dúzia de porcarias de caças do fim dos anos 50 de pernas curtas, subsônico e completamente limitados e incapazes de nos defender de algum agressor hoje…mesmo contra eventuais países vizinhos…

    e o que mais me deixa estarrecido é que por incrível que pareça ainda tenha gente neste pais que acredita mesmo na ideia que vendem de que com estas porcarias aliadas com a nossa “doutrina” estamos com tudo…como diria o Professor…o pior não é eles acreditarem que tem otário que vai engolir essa farsa…o pior é eles terem razão…rs…

  12. Ferreira Junior says:

    O Brasil tem de comprar diretamente um sistema de defesa aérea por decisão política, se ficarmos esperando decisão de certos generais, nunca compraremos, pois sempre vai ter alguém para dizer que a compra só serve se for made in USA.

    • Casuar says:

      Hummmmm, lacaio russo , cada o discurso favorável a produtos desenvolvidos aqui , tudo não passa de falácias americanofobicas .

  13. Em alguns sites de defesa se bate nessa mesma tecla o EB está limitado só pode adquirir sistema de baixa altura acima do teto de 10.000 metros é com a FAB ela que tem de tomar a iniciativa.

  14. Casuar says:

    Esquerda belicosa , patéticos !

    • Casuar says:

      Onde está aquele discurso deque o Brasil deveria desenvolver seus produtos , kkkkk, quando é russo as pintinhas abrem as pregas, kkkkk, notaram aí macacada ? OS ENTREGUISTAS orientais , idiotizados , o Brasil deve desenvolver seu próprio sistema , a Avibras está aí pra isso , não há segredos , devemos defender uma independência plena de produtos externos militares e não uma independência hipócrita relativa !

      • jose luiz esposito says:

        Não entendo um sujeito deste tipo ,usa pseudonimo , deve estar sempre com a cabeça cheia de laxante intestinal pra descarregar aqui , defende uma país que nunca foi e nunca será nosso amigo , um país que todos conhecem bem suas intenções , principalmente nossos militares e políticos,porém por Covardia ,se derretem todos ** TODOS ** diante deles ! Diga logo que trabalha para seus interesses , tentando desorientar brasileiros com tendências Colonizadas que ainda pensam que nossas ligações com eles são benéficas .

      • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA says:

        Poste ai seu RG e CPF pra confirmarmos se vc é mesmo brasileiro ou um cubano infiltrado… colonizado vc também é… só que a serviço de uma ilha prisão que explora o próprio povo e tem mania de grandeza…

  15. Flávio Henrique says:

    Porque a FAB não tomar iniciativa em sistemas de defesa aérea e de mísseis anti-navio nos seus aviões, outra essas propagandas de armamentos (independente do país de origem é assim) só faltam dizer que são bom contra invasão de ET. Queria ver fazem teste real disso, infelizmente o teste é só feito quando ele é necessário de verdade, se fosse presidente de um país rico, só comprava uma bateria (no caso de defesa AA), fazia o teste e o que tivesse melhor desempenho comprava.

  16. Igor Lacerda says:

    O que temos, em termos econômicos, mais valioso são nossas plataformas e campos do pre sal, pois ninguem ira bombardear granjas, pastos ou campos de soja. Ou seja necessitamos de Fragatas com capacidade de lançamento de mísseis, sistemas como o Buk, e submarinos, que bao necessitam ser nucleares, mas furtivos. Creio eu

  17. César A. Ferreira says:

    BuK M3 é um belo sistema AA…
    Mas, nem pensem que o Brasil irá algum dia se equipar com material desta natureza, pois voltamos a ser colônia dos EUA, ou seja, capachos lambe botas.

    Nem mais, nem menos.

    • jose luiz esposito says:

      Claro , já pensou faze-los entender que poderíamos colocar algum obstáculos em suas ações aqui quando quiserem , não , devemos demonstrar nossa Submissão , caso contrário eles não nos presenteiam com brinquedinhos para fazermos guerras supostas com nossos irmãos e vizinhos de latino América , estes para os Colonizados seriam os nossos Inimigos , tal qual aquele que apanha na Rua, mas em Casa bate na Mulher !

  18. Flávio Henrique says:

    Sistema de defesa AA deve ser construído no Brasil seja com tecnologia brasileira ou absorvida, deve preferencialmente transportável por aeronave no inventário das FAs e principalmente compatível com sistemas usados pelas FAs, fora que ter múltiplos fornecedores é um inferno logístico (em tempos de paz pode até não ser, mas em guerra aí sim que o bicho pega).

  19. jose luiz esposito says:

    Flavio Henrique , não fizemos isto antes justamente pelo que coloquei acima , devemos deixar os nossos Céus a Mercê do tiozinho, tivemos aqui na década de 70 o Roland , desativado prematuramente , agora novamente outras oportunidades , mas tudo isto é porque simulamos guerras com nossos irmãos de latino América e eles não tem condições de ataque estratégico contra nós , mas ao tiozinho satã devemos comportarmos como o animal que deita-se de barriga exposta mostrando sua submissão !!

shared on wplocker.com