Defesa & Geopolítica

LAAD 2018: Ares Aeroespacial entra no ramo de blindados com o AC-1 4×4

Posted by

Por Anderson Barros

A LAAD 2018  também dá oportunidade para empresas com projetos novos, e nesse sentido Ares Aerospacial projetou e desenvolveu o protótipo do seu conceito de viatura blindada 4×4, designada AC-1. A viatura foi desenvolvida por uma equipe liderada por  Odilon Lobo de Andrade Neto, ex-projetista da ENGESA (Engenheiros Especializados S.A.) para atender as necessidades das forças policiais, militares e de agências de segurança.

O novo veículo possui carroceria monobloco confeccionada em chapas de aço blindado com proteção balística que segue o Padrão OTAN STANAG 4569 nível 2 contra calibre 7.62×39mm API. Futuramente o mesmo poderá ter sua blindagem elevada para o Stanag 4569 nível 3  contra calibre 7.62 x 51 AP . O projeto básico não prevê o uso de proteção anti-minas no seu assoalho ( embora o projeto possa receber o mesmo no futuro).

De olho no suporte logístico em nível nacional, a Ares escolheu componentes de fabricação nacional como motor, câmbio, semi eixos e eixos de modo a otimizar a sua operacionalização em solo brasileiro. A utilização de um motor  Cummins 2.8 litros com 150 cavalos nacional facilita a manutenção e reduz custos de operação o que garante ao operador menor custo logístico e maior disponibilidade de sua frota, algo de suma relevância quando se fala em emprego no campo de segurança pública.

O veículo foi desenvolvido com o auxílio da Diretoria de Tecnologia e Modernização da Polícia Militar da Bahia (DTM PMBA) no qual a futura viatura que deverá equipar as unidades especiais da força policial que atuam na Caatinga e sertão baiano.

O  projeto apresenta flexibilidade para reconfiguração do veículo para atender a missões tais como reconhecimento, posto de observação avançado, posto de comando. O veículo possui alta mobilidade operacional, podendo ainda ser equipado com vários itens defensivos e/ou de ataque, com a configuração desejada pelo cliente incluindo a torreta REMAX, da Ares Aeroespacial nos calibres 12,7mm, ou 7,62mm.

Mercado

O Ares AC-1 chega ao mercado como um  conceito é simples, menor custo logístico e maior disponibilidade de sua frota algo extremamente interessante no campo de segurança pública. Porém , o mesmo vai disputar um mercado onde já existem outras propostas para sua categoria como por exemplo a Agrale possui o Marruá M27 fruto de uma parceria com a  OTT Blindados , a Inbra possui os veiculos Gladiador I e II e o Avibras Guará 4ws que é um projeto muito mais refinado e superior consequentemente mais caro.

Fato interessante é a participação da Polícia Militar da Bahia no projeto ao que tudo indica possa ser o seu cliente lançador. O AC-1 ainda se encontra na fase de protótipo o mesma sera avaliado e homologado pelo  Centro de Avaliação do Exército (CAEx) recebendo as modificações necessárias que eventualmente possa vir a surgir.

14 Comments

shared on wplocker.com