Defesa & Geopolítica

ADSUMUS: 1º Batalhão de Operações Ribeirinhas (1oBtlOpRib) adquire lancha “Aruanã”

Posted by

Assinatura do contrato para aquisição da Lancha Multipropósito “Aruanã’

Como parte do projeto de substituição das Embarcações de Transporte de Tropa (ETT) por Lanchas de Combate com maior capacidade operacional, algumas embarcações foram avaliadas desde 2015, culminando com a obtenção de uma Lancha Multipropósito Aruanã, projetada pela empresa GESPI Indústria e Comércio de Equipamentos Aeronáuticos S/A.
O 1o Batalhão de Operações Ribeirinhas (1oBtlOpRib) recebeu um protótipo para realizar testes e apontar possibilidades de melhorias no projeto original, o que foi realizado por mais de um ano. O período de experiência possibilitou a sugestão de 39 alterações que possibilitarão um incremento considerável no poder de combate, na segurança e conforto da tripulação e da tropa embarcada e na capacidade de apoio logístico ao meio. A lancha “Aruanã” atendeu satisfatoriamente aos requisitos operativos inicialmente estabelecidos pela Marinha do Brasil.
[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=0_Vf8JXmQUY[/embedyt]
O contrato para construção de mais uma unidade foi assinado em 16 de março de 2018 pelo representante da empresa, João Batista Mesquita Scarparo, e pelo Comandante do 1ºBtlOpRib, Capitão de Fragata (FN) Marcelo Mendes e será financiado com recursos do Projeto Calha Norte do Ministério da Defesa. Essa primeira unidade, que incorporará as modificações sugeridas, será entregue em setembro de 2018.

Protótipo da Lancha Multipropósito “Aruanã” durante teste

7 Comments

  1. Pingback: ADSUMUS: 1º Batalhão de Operações Ribeirinhas (1oBtlOpRib) adquire lancha “Aruanã” | DFNS.net em Português

  2. Roberto Amaro says:

    Tá na hora de substituir as canoas do Exército também. Selvaaa!!!

  3. Foxtrot says:

    Lanchas de pesca adaptadas para meio militar !
    E os absurdos continuam a acontecer, mesmo havendo a DGS Raptor 888, mais adequada a patrulha armada, nossos “super estrategistas” continuam a adquirir meios não adequados.
    Fazer o que né?
    Em um país que não tem experiência alguma em conflitos armados, políticos corruptos e despatriados e militares desinteressados e desatualizados, é de se esperar.
    Isso para não falar na população, essa que vive de BBB,s; novelinhas etc..
    É de se esperar o que ??

    • Lucas Iglesias says:

      Foxtrot, faço suas as minhas palavras. Os caras tem maior trabalhão para criar uma lancha digna de ser designada militar, investem tempo e dinheiro pra fazer um produto de qualidade e que atende as necessidades das FA ( DGS Raptor), e no final de tudo compram uma lancha de pesca adaptada, sem mínima condição de segurança para os ocupantes.

    • Vinudo says:

      Parem de falar besteira, lancha de pesca? Em comparação com as voadeiras essas lanchas são uns iates, além de que aparentemente elas são as Guardian 25 nacionalizadas.

  4. Claudio Moreno says:

    Perfeita sua colocação FT!

    CM

  5. tomcat3.7 says:

    To doido pra ver a lancha da DGS ,similar à cb90 que já estavam fazendo ,se não me engano, protótipo.

shared on wplocker.com