Defesa & Geopolítica

China desenvolverá uma nova família de jatos de combate baseada no J-20

Posted by
Tradução e adaptação: E.M.Pinto
De acordo com o China Dail, a China continuará a melhorar e atualizar o seu jato de combate J-20 em busca de novas capacidades do que simplesmente penetrar nas redes de defesas aéreas dos  inimigos.

Yang Wei, vice-diretor de ciência e tecnologia da Aviation Industry Corp da China e um acadêmico da Academia Chinesa de Ciências, disse ao China Daily em uma entrevista exclusiva que designers desenvolverão variantes do J-20e abrirão pesquisas para o seu sucessor – um avião de combate de sexta geração.

“Nós não somos complacentes com o que conseguimos. Vamos desenvolver o J-20 em uma grande família e continuar fortalecendo seu processamento de informações e inteligência artificial. Ao mesmo tempo, pensamos em nosso avião de combate de próxima geração para atender aos requisitos futuros do país “, disse Yang.

Wei fez as observações à margem da primeira sessão em curso do 13º Congresso Nacional do Povo em Pequim. Ele é um deputado na legislatura superior do país.

“No passado, tivemos que seguir os caminhos dos outros quando se tratava de projetar aeronaves militares porque nossas capacidades de pesquisa e desenvolvimento eram primitivas nesse sentido, mas agora nos tornamos capazes de projetar e fazer o que queremos”,disse ele. .

Wei disse que o J-20 é o melhor caça da China, então seria usado nos momentos mais cruciais durante uma guerra.

“É claro que ele será encarregado de penetrar nas redes de defesa aérea, mas essa não será a sua única missão. Definitivamente tem múltiplas funções. Como usaremos depende da sua escala de produção e implantação”, disse Yang.

O J-20, o primeiro avião de combate de quinta geração da China, que fez o seu primeiro vôo em janeiro de 2011 e foi apresentado ao público em novembro de 2016. Foi o terceiro desses aviões de combate secreto a entrar no serviço, depois do F-22 Raptor e F-35 Lightning II.

Recentemete o caça foi enviado para participar de uma série de exercícios de combate com outros aviões de combate avançados na Força Aérea e praticou manobras de combate aéreo além de alcance visual.  O jato tem a responsabilidade importante de abrir caminho para outras aeronaves em uma batalha aérea, disse Zhang Hao, chefe de um centro de testes de vôo da Força Aérea que implantou o jato.

Além do J-20, a AVIC está testando o FC-31, outro avião de combate de quinta geração e quer usá-lo para explorar o mercado internacional de aviões de combate avançados. A Força Aérea do Exército de Libertação do Povo (PLAAF) deixou claro que não permitirá as exportações do J-20.


Fonte: China Daily
shared on wplocker.com