Defesa & Geopolítica

General iraniano desempenhou importante papel na derrota do Daesh

Posted by

 

Foto: Sayyed Shahab-o-din Vajedi

O comandante da Força Quds do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica iraniano, general Qassem Soleimani, recebeu a mais alta condecoração “pela derrota definitiva dos terroristas do Daesh na região”. O ex-correspondente militar Hassan Shemshadi contou em entrevista à Sputnik sobre o papel do general na vitória sobre o terrorismo na Síria.

Antes de iniciar o conflito armada na Síria, o general Soleimani era conhecido apenas no Irã, sendo uma das principais figuras na guerra irã-Iraque. No entanto, quando o Dash apareceu na arena, Qassem Soleimani não ficou de lado, participando com a força especial Quds nos combates contra os terroristas na Síria e Iraque, sublinhou o ex-correspondente iraniano.

“Seu papel na manutenção de segurança, estabilidade e paz na região é enorme e indiscutível. Os iranianos têm muito orgulho de seu compatriota”, comentou.

Em setembro, o general anunciou que em três meses o Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia) seria derrotado definitivamente, lembra Hassan Shemshadi. Naquele momento ninguém acreditou nisso, mas o general cumpriu sua palavra. Dois meses depois ele participou de uma operação que apoiou de modo significativo as tropas sírias e seus aliados na libertação da cidade de Al-Bukamal. A vitória nesta batalha terminou a missão de derrotar o Daesh.

O jornalista destaca que o general, ao enviar suas tropas para tarefas extremamente perigosas, salvou vidas não apenas de iranianos e xiitas, mas de muitos civis, qualquer que fosse sua religião ou nacionalidade.

“Combatendo na linha de frente, ele, com sua coragem e valentia, salvou milhões de vidas dos povos da região do mal do Daesh”, afirmou Shemshadi à Sputnik Irã.

Mani Mehrabi, especialista iraniano em assuntos do Oriente Médio, também compartilhou com a Sputnik as operações mais importantes com a participação do general Soleimani.

Segundo o analista, o general contribuiu para tais vitórias importantes sobre o Daesh como a libertação das cidades sírias de Aleppo, Deir ez-Zor e Raqqa e de Mossul iraquiana.

Mehrabi deu um destaque especial à operação de libertação de um piloto russo, atacado por turcomenos, curdos e militantes do Exército livre da Síria. Graças às ações de Soleimani, a Força Quds não apenas ajudou a salvar o militar russo, como não teve um único ferido entre os seus combatentes.

“Vale destacar que nem os agentes da CIA e da MI6 [inteligência norte-americana e britânica] conseguiram libertar os reféns das mãos do Daesh”, ressaltou.

Tal como o anterior interlocutor da Sputnik, Mehrabi acha o general Soleimani a figura mais distinta na história do Irã atual, que salvou o país do mais terrível grupo terrorista.

Fonte: Sputnik

 

 

shared on wplocker.com