Defesa & Geopolítica

Coreia do Norte descarta negociações sobre armas nucleares

Posted by

Embaixador da Coréia do Norte nas ONU em entrevista à Reuters na Missão Permanente da Coréia do Norte em Genebra, Suíça, 17 de novembro de 2017.

Por Stephanie Nebehay

A Coreia do Norte descartou nesta sexta-feira a possibilidade de negociações com Washington enquanto exercícios militares conjuntos entre os Estados Unidos e a Coreia do Sul continuarem, e disse que o programa de armas atômicas de Pyongyang permanecerá como uma dissuasão a uma ameaça nuclear dos EUA.

Em entrevista à Reuters, Han Tae Song, embaixador da Coreia do Norte na Organização das Nações Unidas em Genebra, minimizou as novas sanções que o governo Trump disse estar preparando, assim como a possibilidade de a Coreia do Norte ser adicionada a uma lista dos Estados Unidos de países que patrocinam o terrorismo.

A Coreia do Sul e os Estados Unidos concordaram nesta sexta-feira em continuar trabalhando em uma solução pacífica para a crise nuclear da Coreia do Norte, mas um diplomata norte-americano disse que é difícil avaliar as intenções de Pyongyang já que não houve “nenhum sinal”.

Han, questionado sobre as conversas bilaterais em Seul, respondeu: “Enquanto houver uma contínua política hostil contra o meu país pelos Estados Unidos e enquanto houverem contínuos jogos de guerra na nossa porta, não haverá negociações.”

“Existem contínuos exercícios militares usando bens nucleares assim como porta-aviões, e bombardeiros estratégicos… aumentando tais tipos de exercícios militares contra o meu país”, disse.

Han, que é embaixador para a Conferência de Desarmamento da ONU, estava falando na missão da República Popular Democrática da Coreia em Genebra, onde a Coreia do Norte e os Estados Unidos chegaram a um acordo nuclear em 1994 que depois se desintegrou.

“Meu país continuará a desenvolver sua capacidade de autodefesa, cujo eixo são as forças nucleares e a capacidade para um triunfante… ataque enquanto os Estados Unidos e forças hostis continuarem com ameaças nucleares e chantagens”, disse Han.

“Nosso país planeja a conclusão máxima da força nuclear”, disse.

Fonte: Reuters

 

5 Comments

  1. Pingback: Coreia do Norte descarta negociações sobre armas nucleares | DFNS.net em Português

  2. Fennek says:

    Corretíssimos os coreanos, e o Brasil deveria fazer o mesmo, todos os países tem os mesmos direitos, ninguém deve se sentir ameaçado por qualquer país metido a besta que se acha o maioral por portar esse tipo de armamento, e que se crê no direito de ameaçar os outros acreditando que não vai haver nenhuma consequência.

    A única coisa errada são as atitudes da Coréia do Norte em ameaçar seus vizinhos.

    É o EUA fazendo escola, percebendo que com a força e com ameaças os Yankees sempre conseguem o que querem, eles (os coreanos) passaram a fazer o mesmo…

    • Gil says:

      Perfeito, fica dificil entender como existem pessoas que pensam que a Coreia do Norte é a parte equivocada dessa historia

    • jose luiz esposito says:

      Ameaçando como ? Se estes seus vizinhos logo entraram como **Puxa Saco** do Tio Satã , passando a insufla-lo mais ainda contra o Gordinho , depois só há ameaça por ser ameaçado, Somente uma coisinha o Tiozinho gosta de Moleza , Osso Duro CORREM , mas aqui no Brasil depois de 1889 passamos a ficar de quatro para eles , liderados por nossas FFAA , as Colonizadas !!

  3. PÉ DE CÃO says:

    e tipo assim os estados unidos querem ter um revolver e quer que os outros tenham apenas uma machadinha rsrs
    a coreia do norte esta correta a unica forma de não ser destruída sem pelo menos dar uma resposta a altura
    pena que o color e o fernano henrique enterraram parte do nosso projeto nuclear
    o fernando Henrique e igual ao gobarchov um traidor

shared on wplocker.com