Defesa & Geopolítica

Brasil enviará mil soldados a missão da ONU na República Centro-Africana

Posted by

LIGIA HOUGLAND
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, EM WASHINGTON

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, disse, nesta quinta-feira, durante visita a Washington, que o Brasil deverá enviar um batalhão de 1.000 homens e  mulheres para a missão de paz na República CentroAfricana. “O Brasil gostaria de assumir o comando, mas a palavra final é da ONU. Mesmo sem o comando o Brasil vai participar, pois temos responsabilidades globais com a estabilidade e a paz no mundo”, declarou o ministro.

Nesta quarta, Jungmann foi a Vancouver, no Canadá, para participar da conferencia das missões de paz da  rganização das Nações Unidas (ONU). O ministro também disse que, mesmo tendo passado 36 mil homens e
mulheres pela missão de paz brasileira, nunca houve uma acusação de abuso  sexual. “Isso me dá muito orgulho como brasileiro”, declarou. No início da semana, ele se reuniu com Thomas Shannon, subsecretário de Estado para Assuntos Políticos dos EUA e ex-embaixador americano em Brasília. Jungmann informou o americano sobre a intenção do Brasil de criar uma autoridade sul-americana de segurança para combater o crime organizado nas
regiões de fronteira. O foco do encontro, porém, foi a base espacial de Alcântara, no Maranhão. Segundo o Ministro, a participação dos EUA no projeto “faz sentido”, mas disse que a base não será exclusiva de país algum.

Estamos trabalhando no sentindo de ampliar a área para que outras plataformas possam existir. Participarão os países que tenham interesse e que sejam do interesse do Brasil.”

Fonte: Folha de SP

50 Comments

  1. Pingback: Brasil enviará mil soldados a missão da ONU na República Centro-Africana | DFNS.net em Português

  2. Rafael Damasceno says:

    Agora sim uma missão mais robusta, e de maior desafio tanto logístico como militar , tem uns vídeos no YouTube dos comandos portuguêses passando um dobrado por lá, em bases bem precárias na base do improviso de lona e barracas acho que o eb não vai ter o ” luxo, conforto ” que tinha no Haiti.

    • Pablo says:

      Caro Rafael
      Pode compartilhar conosco esses vídeos? tem como postar o link aqui?

    • Munhoz says:

      Fora as cobras que tem la, a natureza é interessante nas Americas somente 10% das pessoas morrem quando picadas por uma cobra venenosa, na Asia, Africa e Oceania é de 40 a 50% as cobras de la te muito mais toxina, a manba negra, viboras, najas etc
      Imagine dar de frente com um negocio desses, tem a cobra marrom que tem toxina suficiente para matar mais de uma tonelada de coisa viva com uma picada !

  3. diego says:

    Mais uma vez o Brasil mandando soldados para entregar cesta básica e fazer servicinho de policia pacificadora, piada!

    • Pablo says:

      Diego
      Com todo o respeito, pergunta para os haitianos se foi piada o que o Brasil fez por lá, se é piada o que o Brasil faz no Líbano também!

      • diego says:

        Nos dois teatros elencados o Brasil não fez diferença NENHUMA, se manda-se ou não tropas as coisas continuam como sempre nesses locais, o Brasil não é player internacional e NUNCA vai ser, tem que parar logo com essa ideologia de BRASIL “PUTENFIA”… ao invés de investir em infra estrutura nos batalhões de fronteira se gasta dinheiro mandando soltados pra fora fazer o que não interessa ao Brasil más pra fazer mediazinha internacional…PIADA!

      • Pablo says:

        pra ti que dorme na tua caminha quentinha de barriga cheia é piada o que o Brasil fez, pra eles que não tem nem 10% do que tu tem pode ter certeza que não, alias, única ajuda que tinha era a da ONU assim como acontece em vários locais da África.

      • diego says:

        Meu caro, manda uma ONG que faz o mesmo serviço de servir cesta basica, para de hipocrisia barata, temos problemas internos mais importantes para nós, ficar deslocando tropas só pra fazer media internacional é PIADA!

      • Pablo says:

        uma ong fazer algo contra milicias armadas até os dentes? ta bem rsrsrs realmente é o mesmo serviço sim rsrs, quem sabe podemos mandar umas pombinhas brancas e soltar elas enquanto um desses caras arranca a cabeça de um cidadão de lá? o que acha? pra que armas nao é mesmo?

      • jose luiz esposito says:

        Quem me conhece sabe que sempre combati ONGs , principalmente as Estrangeiras como GREENPEACE , WWF, INMAZON , ACWA ,ETC, quem acredita em ONG , é Idiota ou esta de Má Fé , nós aqui deveríamos Expulsa-las sumariamente , são criadas para enriquecerem seus DONOS , ou para Manipularem a Opinião Pública contra os Interesses Nacionais , como exemplo último o caso REMCA , onde não existe Reserva Ambiental alguma ,ela é uma Reserva Mineral e logo a rede Globo Pau Mandado , surgiu para dar Voz a elas , já o Senhor Diego fala o que não conhece , mas tem uma ponta de razão , o BRASIL a 128 anos relegou as Suas FFAA a Terceiro Plano , elas hoje servem para Missões de Paz , o resto é Sonhar com um Futuro , que dentro da estratégia da Republiqueta nunca chegará , as Castas preferem assim , eles Comendo as Coxas e o Peito , deixando a Carcaça a Nação , quem não acreditar Anote , mas a frente e cada dia a mais terão a certeza absoluta de que afirmo , não há FUTURO nesta REPUBLIQUETA !!

      • Ricardo André says:

        ERRADO, o Brasil Pacíficou Citie Solie na base da bala. Tanto americanos quanto franceses disseram em 2004.que isso levaria de 6 à 8 meses e com alto custo em vidas , o Brasil fez isso em 6 semanas sem perder um único soldado. Pergunte pra qualquer haitiano da importância das tropas brasileiras durante os dias após o terremoto de 2010. MUITO FÁCIL FALAR MAL DO QUE NÃO SABE SENTENDO NO CONFORTO DA SUA CASA.

      • Pablo says:

        Obrigado Ricardo

        Olha que “legal o serviço” que uma ong fez no Haiti!

        https://www.youtube.com/watch?v=b8WxlIptfBs

      • Ricardo André says:

        Pablo, o General brasileiro que Pacíficou Citie Solie SANTOS CRUZ disse que hoje o grande problema no Haiti são as ONGS que consomem recursos e não ajudam o povo.

      • diego says:

        Na base da bala, sem vitimas uhumm que lenda hem, sempre tem uma estorinha pra tentar justificar o NADA, e estorinha antiga essa hem… 2004, mais de uma década… nesse tempo será que da pra auferir no local de é fato ou mito??? esses entendidos vou te contar.

      • Ricardo André says:

        Sem vítima não, Sem morte de soldados brasileiros, ele chamou os caçadores e mandaram muito integrantes de gangs pro saco, tem uma matéria na revista Tecnologia e defesa não me recordo o número ou o ano, mas coleciono as edições, mas busque Operação jaburu suldamericno ou busque as ações do Gal. Santos Cruz…

      • Ricardo André says:

        Mas também se não quiser acreditar, problema seu…

  4. Anônimo says:

    Lá o bicho estrala, Só quero ver. Boa Sorte a todos os soldados que vão nessa Missão vai dar tudo certo.

  5. BrunoFN says:

    Acho q no minimo .. iriamos precisar de veículos LMV 4×4 , sera q finalmente vão sair em 2018 ?….. 36 unidades pra ontem

    • Tomcat3.7 says:

      Espero que esteja já encaminhada a compra ao menos das 36 unidades iniciais ,das quais uma parcela já servirá bem nesta missão.
      Ótimo cenário para mostrar a força do Guarani.

      • Pablo says:

        Concordo Tomcat, também gostaria de ver o KC-390, pois será muito importante na logística caso seja empregado

  6. Rafael Damasceno says:

    Prezado Pablo busque no YouTube por ” comandos portuguêses MINUSCA “

  7. Rafael Damasceno says:

    Prezado Bruno FN, no que eu já vi nos vídeos de tropas no teatro da África central o uso de blindados como LMV e primordial por ser zonas quentes, os comandos portuguêses usam Hummer.

  8. Rafael Damasceno says:

    https://youtu.be/Ak9NC0cJatM, não sei se vai funcionar o link, é um vídeo ” puxa o outro ” .

  9. Rafael Damasceno says:

    Esse vídeo é bem mais informativo, https://youtu.be/An29lWTUkns

  10. Foxtrot says:

    Realmente caro Rafael Damasceno, concordo com o senhor.
    Agora que é o momento propício para aquisição e ou testes de equipamentos como
    4×4 Guará 4WS, Gladiador-
    , Vant Horus 100/200, FH200-TH, RDS, Alac, novas Fardas (com melhor conforto térmico e novo padrão de camuflagem), rádio FTPP-1400, Link BR-2 etc..
    Uma ótima oportunidade também para enviar agentes da Abim, e engenheiros para análise e engenharia reversa em equipamentos e tecnologias inimigas, coleta de informações etc..
    Pois lá há muito equipamento e tecnologia Russa que nos interessa, como por exemplo engenharia reversa em uma metralhadora RPK, gerando assim uma variante nacional que venha a substituir as MAG 7.62mm.
    Tudo o que um campo de batalha pode oferecer para o desenvolvimento de um exército eficaz, crível e capaz .
    Mas como estamos falando de Brasil, nada disso acontecerá !
    Pois o Bananal morre de medo em fazer engenharia reversa em equipamentos, e servirá de polícia de interesse da ONU (leia-se Nações ocidentais desenvolvidas).

  11. César Pereira says:

    Essas missões como são executadas são pura perda de tempo,

  12. César Pereira says:

    Essas missões como são executadas são pura perda de tempo, digo isso baseado na missão haitiana,que após anos deixa o país quase como o encontrou, foi muito oba oba jogos da famigerada CBF, muito auê mas o povo continua deso lado!

  13. Rafael Damasceno says:

    Quanto a camuflagem eu como colecionador e praticante de Airsoft tenho um certo conhecimento nessa área ao meu ver as fas deveriam usar uniformes mais modernos , na minha opinião a concepção seria assim, EB Woodland, MB multicam tropic, e FAB atacs FG, existe um fardamento que é o que eu uso que eu compro no Aliexpress chamado Emerson gear 3 já vem com joelheira e apesar de ser chinês são de ótima qualidade eu posso atestar isso! Só procurar aí no Google por Emerson gear G3 que vocês vão o qual bom são essas fardas o preço é meio salgado 80 a 100 USD, mas como seria de grandes quantidades o preço cairia bastante, e também teria a possibilidade de se importa só o pano e fazer aqui. Só pra se ter uma idéia a calça vem com 10 bolsos,. https://www.google.com.br/search?q=emersongear+G3+Woodland&client=ms-android-motorola&prmd=sinv&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwjV1f6J-sXXAhUTPJAKHX04B1wQ_AUIEygC&biw=360&bih=512#imgrc=99Mm4GlMkX8oAM:

  14. ADRIANO M. says:

    Ganhamos oquê no Haiti?! Ao menos retorno financeiro?!

    • Tomcat3.7 says:

      Ganhamos experiência, ajudamos a muitos e nos qualificamos a ser convocados para missões mais desafiadoras. Nada é ou foi em vão e nem será.

      • diego says:

        Experiencia??? só na entrega de cesta basica e servicinho de policia pacificadora… missões mais desafiadoras?? missão desafiadora é melhorar as bases de fronteiras aqui do brasil mesmo não ficar inventando mediazinha internacional, piada.

  15. Fabio de Aguiar Gomes says:

    Que levem uns Guaranis, umas ALAC, uns morteiros de 120 mm, uns MSS 1.2, o fuzil tem que ser o Imbel IA2 (só pro mostruário, pra vender. Pro cerol tem que ser o velho FAL) . Quem Sabe até um apoio aproximado do AT 29.
    O foco tem que ser tentar vender alguma coisa pros caras, bussiness.

  16. Sanney says:

    Pq nao utiliza esses soldados para fazer a segurança permanente na rocinha onde nao se tem mais paz.

  17. pgusmao says:

    Mais uma vez o nosso Ministro, com curso “incompleto” de psicologia, resolve fazer das suas, estamos sem dinheiro e na penúria, mas inventam mais um ralo de dinheiro.

    • jose luiz esposito says:

      Quem te disse que estamos sem dinheiro ?

  18. Cronauer says:

    “… pois temos responsabilidades globais com a estabilidade e a paz no mundo.”
    .
    Eca! Que NOJO!!!! Vou vomitar e já volto!
    .
    Mais uma para se colocar na rádio e fazer os soldados do Vietnam do brazil do Rio de Janeiro rirem! (sic)
    .
    Os soldados querem mais ação dos sonhos da Disney-World-Militar? Ok! Mas não precisa inventar motivos (desculpas) “SUBLIMES”, pois fosse isso realmente verdade o RIO DE JANEIRO em guerra urbana é mais do que um sonho, é uma realidade!
    .
    O Rio é a “capital” atual das forças armadas da sucupira vietnamita do brazil e ninguém consegue estabilizá-lo!!!!
    .
    Ontem mesmo mais um oficial general (da força aérea) foi morto dentro de um túnel vietnamita no Rio.
    .
    Querem treinar para a guerra? Por que não vencem ou estabilizam a NOSSA primeiro????
    .
    P.S.: Aos tontos: é óbvio que é a minha opinião, não fosse, eu citaria a fonte…
    .
    Gente picareta-farisaica e farisaica-picareta a dizer que as forças armadas não devem combater dentro do País mesmo em estado de guerra urbana em 3, 2, 1…

    • Pablo says:

      isso tu tem que reclamar com o governo do estado do RIO DE JANEIRO, as forças armadas não existem para prender traficantes e ladrões, estão sendo empregadas no RIO pela total falta de capacidade policial desse estado! Daqui a pouco vão querer as forças armadas até pra varrer as ruas, não duvido desde que usaram em presídios!

      • diego says:

        Esses esquerdas temem as forças armadas brasileiras como o diabo teme a cruz, mandar tropas do brasil pra fazer media internacional eles apoiam agora para defender o brasil de psicopatas e marginais isso tá errado, vai estudar senhor pablo sua ideologia fede.

  19. Sanney says:

    Sem comentario.

  20. PÉ DE CÃO says:

    papo furado tudo que vem desse governo nao presta.
    sem embuste
    sem desmerecer
    e sem pagar de policia de morro
    ok
    por isso o ministro da defesa tem que ser um militar e nao um paga sapo que ve o exercito igual a maioria aqui como apenas numeros
    o brasil tem que escolher suas missoes sim
    que elas sejam dos interesses geopoliticos brasileiros e nao um pau mandado do governo anglo sionista

  21. tomcat3.7 says:

    O EB não acaba com a bagunça no Rio de Janeiro por causa do governo do Rio que ganha muito dinheiro com o tráfico, roubo e afins. Ganha do traficante e dos vendedores de armas. E quando pede arrego pro EB põe limitações e impedimentos de modo que o mesmo só fica de enfeite tomando tiro de vagabundo adulado e protegido pelos doreitos(que nojo) humanos(desumanos).

    • jose luiz esposito says:

      Os que mandam aos outros estudarem são os que precisam estudar, mas quando o Ministro atual da Justiça comentou baseado na Verdade que todos nós conhecemos , o ameaçaram com Processo, etc , até o seu Presidente e amigo pediu-lhe para maneirar , mas o Estado do Rio de Janeiro , tem sua Cúpula Política e de Segurança Bichada pela Corrupção e Trafico , até a Oposição com um Deputado conhecido e Eterno Candidato ligado as Milícias e ao Trafico !

  22. PRAEFECTUS says:

    Meus camaradas,

    o conflito na República Centro Africana é algo grave, muito grave. Não é um passeio.

    De um lado Cristãos e do outro militantes muçulmanos nos espera. Só pra terem ideia do que acontece por lá, um dos últimos incidentes graves que ocorreu em setembro último, em uma aldeia, que fica a 72 quilômetros da cidade de Bangas, que tornou-se outro elo na cadeia de eventos sangrentos que acompanham a escalada das diferenças entre militantes cristãos e islâmicos, cerca de ao menos 50 civis foram massacrados nas mãos de militantes muçulmanos. As informações são de que o país está se equilibrando à beira do genocídio.

    Para entendermos melhor o que ocorre, voltemos no tempo, mas precisamente em 2013 quando tumultos varreram a RCA, e foi nesse interim, que a aliança insurgente “Selek “, composta principalmente de muçulmanos, forçou o Cristão François Bozizé a renunciar ao cargo de presidente. O objetivo principal do grupo era estabelecer um governo muçulmano em um país onde 80% da população professava cristianismo.

    Ato contínuo, trouxe para a arena do conflito um novo jogador(a milícia cristã ” Antibalaka ” -Anti-machete-), projetada para combater a “Seleka”. Esta foi a última gota que forçou a ONU a intervir para evitar o genocídio. Em 5 de dezembro de 2013, o Conselho de Segurança da ONU iniciou uma missão da MINUSKA , reforçada pela operação francesa Sangaris. Em breve, a estratégia bem planejada e o trabalho coordenado das tropas ocidentais se transformaram em um acordo de paz, que foi concluído em julho de 2014. Mas então a situação mais uma vez degringolou.

    O ano de 2017 marcou uma nova rodada de confrontos armados. Após a retirada das forças francesas no ano passado, a RCA estava à beira de uma catástrofe semelhante à que abrangeu Ruanda em 1994. Contra o pano de fundo de uma escalada de violência, a eficácia do MINUSKA foi questionada. Embora o “Seleka” tenha sido dissolvido em 2014, certas entidades chamadas “ex-Seleka” ainda mantêm sua influência, especialmente em áreas que estão fora do controle do governo.

    É importante notar que a República Centro Africana está sozinha na paisagem política do continente. A maior parte das guerras civis na África se eleva em bases culturais ou étnicas, enquanto os na RCA são devorados por conflitos puramente religiosos. Tanto o “Antibalaka” cristão como o “Seleka” muçulmano escolheram alvos para assassinatos entre civis com base em um critério confessional. A este respeito, o conflito difere marcadamente daqueles em Ruanda e no Congo, onde as diferenças étnicas invariavelmente ultrapassavam os religiosos.

    Ao mesmo tempo, as raízes religiosas dos conflitos internos na RCA não podem ser chamadas de profundas. Afinal, o cristianismo e o islamismo durante muitos anos coexistiram pacificamente lado a lado. O antagonismo direto surgiu apenas em 2013, o que explica a ressonância gerada pelo conflito.

    Em março de 2016, após a eleição do atual chefe do país, Fausten-Arkanja Tuader , reinou a paz na república. No entanto, alguns meses depois, o grau de violência novamente começou a crescer de forma constante. Muitos analistas condenaram a França pela retirada das forças de paz da RCA, apesar da situação tensa. Desde o início do ano, a fricção interconfesional piorou, e os confrontos entre o “Antibalaka” e o “ex-Seleka” não param.

    De acordo com informações da ONU, no final de julho, 34 pessoas foram vítimas destas escaramuças. Além disso, em 3 de agosto, os ex-Seleka perpetraram um massacre na cidade de Gambo, durante o qual seis voluntários da Cruz Vermelha foram mortos. Foi assim que os muçulmanos responderam ao ataque do “Antibalaka”, que aconteceu alguns dias antes. Ao que parece o processo de paz, lançado em 2013 em meio à intervenção francesa, agora parece uma memória perdida. No horizonte está a escalada do conflito…

    Ao longo das últimas semanas, a guerra que atormentou o país desde 2015 retornou a muitas áreas diferentes, em particular a Alindao. Houve em junho de 2017, um massacre ocorrido nesta localidade onde mais de 133 civis pereceram.

    Estes trágicos acontecimentos pra se ter uma ideia, ocorreram perto dos locais onde as forças da MINUSKA foram implantadas…

    Mesmo que a missão da ONU aparentemente não seja bastante eficaz, deve-se ter em conta as difíceis condições em que funcionam as forças de paz neste TOs. A RCA é um país absolutamente pobre e, apesar do seu tamanho impressionante, o dobro do tamanho da França, pra se ter uma ideia, tem apenas 1.450 quilômetros de estradas de asfalto. Pois é! As tropas da ONU não são facilmente deslocadas em torno da república, e algumas de suas áreas são completamente inacessíveis.

    Além disso, não há nenhum exército de pleno direito na RCA, e as autoridades são como um “governo de faz de conta”, sem qualquer alavanca de influência sobre a situação. Desde a eleição do ultimo presidente, um ano se passou, mas os territórios colossais ainda não estão subordinados ao estado…

    O que percebo é que a ONU na eminência de uma catástrofe generalizada, resolveu aumentar os subsídios e a reabastecer o campo das forças de paz dentro da MINUSKA. Agora, de acordo com informações existem cerca de 12.700 “capacetes azuis” no país. E, é aí neste esforço que entra o Brasil.

    É importante tomar medidas de emergência, agora. O ex-sucesso da missão francesa, é claro, encorajador, mas a “paz” alcançada foi incrivelmente frágil. A RCA hoje está à beira do colapso, certamente se move em direção ao genocídio. A situação atual é uma reminiscência de Ruanda em 1994, que só foi salva graças à intervenção de outros países africanos e da comunidade internacional.

    No momento, o que se vê, é que o futuro da RCA é extremamente sombrio, e pra piorar vejam só, a União Africana não pretende interferir.

    Os países da África Ocidental, como os membros da CEDEAO , Liberia e Serra Leoa, receberam apoio militar do ECOMOG, mas a RCA não faz parte desta aliança e, portanto, não pode reivindicar assistência similar. Resta apenas confiar na ressonância na comunidade global, semelhante à história de Ruanda em 1994. Seja como for, o perigo na RCA espreita em cada sentido, colocando os bastões nas rodas das operações de manutenção da paz. Pra se ter uma ideia de como a coisa por lá é grave, em 8 de maio deste ano, cinco “capacetes azuis” foram mortos no ataque a um comboio da ONU, e agora esse episódio força os pacificadores a agir com cautela…

    Ao mesmo tempo, há uma percepção que o conflito não ameaça diretamente o Ocidente. O crescimento da ameaça terrorista de pontos problemáticos como o Iêmen, o Afeganistão, a Somália e o Mali(especialmente para o governo francês), significa que é provável que o derramamento de sangue na RCA continue a ser o pano de fundo da agenda da comunidade internacional. Portanto, é neste contexto que o Brasil está sendo convocado à participar. Este é um conflito, que não está na agenda de interesses das ditas grandes potencias… Daí, chamam o Brasil.

    Em minha opinião, um dos piores cenários para uma participaçãp brasileira, que, se denota pelos comentários com razoavél quantidade de efetivos, seria não dispor do “comando” da MINUZKA. E, infelizmente é o que está se desenhando no horizonte. Creio que isso poderá ser trágico nesta missão…

    Grato

  23. Satyricon says:

    Durante a guerra fria, as potências hegemônicas usaram o continente africano como ponto de fricção uma à outra. Nas décadas de 60 e 70 Angola tornara-se centro de treinamento de todo tipo de rebeldes e insurgentes, de todas as nacionalidades e etnias. De lá, se espalharam por todo o continente como um vírus por um organismo. Tropas Cubanas na década de 80 elevaram o treinamento dessa guerrilhas, deteriorando imensamente uma situação que já era ruim. O resultado está aí, pra quem quiser ver.
    Preocupa-me que a quantidade de armamento à disposição de grupos rebeldes extremamente agressivos, num ambiente desconhecido e cheio de minas terrestres, seja o terreno perfeito para um revés ao EB.
    Aquilo lá não é um passeio, que isso fique bem claro.

  24. A Máquina Troll says:

    “… pois temos responsabilidades globais com a estabilidade e a paz no mundo.”

    ~~

    “O brasileiro é um feriado.”

    Nelson Rodrigues 😀

    enquanto isso, nas fronteiras do braziu…a “helicoca” corre solta… 😉

  25. M. Silva says:

    Só assentimento a projetos globalistas (autoridade sul-americana para combater crimes nas fronteiras, ser capacho e bucha de canhão da ONU, etc.).

    Vai não que é fria…é igual à Antártida:é uma “gelada”, todo mundo sabe onde é, mas ninguém quer ir para lá, só os otários dos brasileiros (guerra, malária e outras desgraças).

    Futuramente: milhões de “refugiados” vindo para o Brasil com experiência terrorista e guerrilheira para acabarem de ferrar conosco.

    Enquanto isso, como vai a missão de GLO para pacificar as favelas do Rio? Nossas fronteiras ficarão bem guardadas nesse tempo?

    Isso é armadilha para acabar conosco!

    Isso é uma armadilha!

    • Paulo says:

      Silva,

      Falou tudo!
      Estão achando que será fácil…

shared on wplocker.com