Categories
Aviação Defesa Destaques Negócios e serviços Sistemas de Armas Tecnologia Vídeo

Airbus apresenta sua visão do ‘novo’ caça europeu

 

 

4 replies on “Airbus apresenta sua visão do ‘novo’ caça europeu”

Se chegarem a tudo q o vídeo mostra ,terão uma força incrível e um ótimo vetor.

Wellington Góessays:

Mantém a configuração em delta, mas sem os canards.

Essas imagens nos passam informações importantes nas entrelinhas.
A importância de projetos como Link-BR2, MAR-01, MT-300, RDS, Vant Falcão etc..
Ou seja, todos esses sistemas centrados em rede.
Projetos que descartamos, jogamos no lixo e ou entregamos de bandeja para alguma nação estrangeira.
Por isso mesmo defendo que o Brasil esqueça o desenvolvimento de plataformas por enquanto, e se concentre no desenvolvimento de sistemas de armas, guerra eletrônica, comunicações etc..
Apos dominando esses sistemas, partimos para o desenvolvimento de plataformas.
O mundo caminha para a era das Armas de energia dirigida, e nos até hoje não dominamos as tecnologias de armas cinéticas ( armas de tubo como canhões por exemplo).
Também nos passa a informação que a Gripe (Gripen) Sueco, já nasce desatualizado.
Ou seja, mais uma vez nossos super estrategistas apostaram nossos parcos e raros recursos em um projeto bilionário estrangeiro e ultrapassado.
Também mostra como pensa uma força aérea comandada por verdadeiros estrategistas , que não querem brinquedos e sim equipamentos estratégicos.
Imaginem um KC-390 lançando inúmeros MT-300 dotados de data link-BR2 endereçados a vários alvos, recebendo informações constantes do Vant Falcão, via satcom (com satélite de comunicações nacional), tendo uma nova versão AWAC,s baseada na plataforma do EMB-190 ( ou outro avião de maiores dimensões nacional).
Esses meios seriam protegidos por uma nova versão do AMX (denominada por mim de MK2), esse avião teria 2 turbinas, 2 estabilizadores verticais, conard,s , versão MK-2 do radar SPC-01, tintura furtiva especial MARE etc..
Depois das defesas inimigas destruídas pelo primeiro ataque dos MT-300, essa versão do AMX-MK2 varreria o restante com os mísseis Morcegos (MAR-01), kits de guiagem Acauã nacional e FPG-82 da friuli.
Por fim, eliminamos o resto que sobrar com versão Gunship do KC-390 ( denominada por mim de OGUN).
Isso sim é uma verdadeira força aérea, e diga-se de passagem a maioria dos meios mencionados já existe e são nacionais eliminando assim intromissões estrangeiras e bloqueio de uso e ou exportação.
Mas todo esse conhecimento está caducando ou empoeirando em algum lugar desse bananal.
Vergonha !!

Correm o risco de desenvolverem o projeto a altíssimos custos e ainda terem sua tecnologia roubada pelos chineses…

Comments are closed.