Categories
Uncategorized

Curso de Forças Especiais testa produtos COBRA 2020/IMBEL

A FMCE foi convidada pelo Centro de Instrução de Operações Especiais (CIOpEsp) para demonstrar e testar em situação de elevada demanda, os primeiros protótipos do Sistema do Soldado do Futuro (SSF) / COBRA 2020 da IMBEL.

O Teste foi conduzido no período de 3 a 12 de Outubro de 2017, durante o exercício de Reconhecimento Especial do Curso de Forças Especiais, nas proximidades da cidade de Santa Maria – RS.

Os Operadores de Forças Especiais são especialistas em Guerra Não Convencional, Operações Contra Forças Irregulares e Contraterrorismo. Organizam-se em Destacamentos Operacionais de Forças Especiais (DOFEsp), podendo ser empregados em ambientes hostis, negados ou politicamente sensíveis.

No exercício, foi empregado o rádio TPP-1400 Transceptor Portátil Pessoal, já de dotação do Exército Brasileiro e também testados novos produtos da família COBRA, como o CTV-1410 Compressor Tático de Vídeo, LTM-2403 Lanterna Tática de Mão Estroboscópica com Infravermelho e o CTP-1410 Computador Tático Pessoal, com a funcionalidade de rastreamento em tempo real dos DOFEsp desdobrados no terreno. De acordo com depoimento dos oficiais e sargentos alunos, o TPP-1400 destacou-se pela robustez e elevada durabilidade da bateria, sendo bem superior ao observado em equipamentos estrangeiros. Os demais equipamentos tiveram bom desempenho, demonstrando o acerto na concepção do SSF/COBRA 2020.

O CIOpEsp mostra-se um excelente parceiro para o desenvolvimento e constante aperfeiçoamento de soluções para comunicações militares em desenvolvimento na FMCE.

 

Fonte: Imbel

15 replies on “Curso de Forças Especiais testa produtos COBRA 2020/IMBEL”

Eduardo Moraissays:

Por um acaso a tal ” Lanterna Tática de Mão” é aquele visor IR que está sobre a Minimi?

Belo Equipamento.
Qual ou Quais os Concorrentes deste tipo de Produto no mercado mundial ???
Nacional existe algum Similar e Confiavel?

Apenas o que sei e que o projeto COBRA e baseado no frances felin mas existe outros projetos nos exercitos mundo a fora

O rádio que aparece na foto é de desenvolvimento e fabricação nacional.
Produzido pela Fábrica de Material de Comunicações e Eletrônica da IMBEL, ele integra as principais características dos melhores rádios do mundo na categoria de rádio pessoal do soldado.

Quando tem qualidade e capacidade nos cabe reconhecer.
E a FMCE deveria servir de exemplo para a Imbel, pois mesmo sendo parte da empresa possui uma capacidade sem igual em inovar, e apresentar produtos de qualidade para o EB.
Vide exemplo do rádio Mallate, Computador Palmar Militar etc..
Parabéns FMCE por sua qualidade e profissionalismo, e que sirva de exemplo para as outras unidades da Imbel ( Armas de tubo etc..).
Só uma dúvida, essa mira óptica na FN Minimi é o Olhar VDN-X1 ( Mira ópitica IR nacional )?

alguém sabe me informar se esses rádios funcionam até qual distancia ? é criptografado ?

São equipamentos para falar dentro das pequenas frações. 3W @ 350-450MHz AES256 GPS, voz, dados e capacidade de transmissão de vídeo em tempo real.

Rafa_positronsays:

Muito bom
Mas enquanto não trocarem esse camuflado brega, continua com cara de exercito mambembe

no tocante aos equipamentos, owwww povo pra gostar de mistério… pq não mostra tudo de uma vez em detalhes?

PRAEFECTUSsays:

Rafa_positron,

meu caro, desculpe, mas vou discordar do amigo, esse tom de camuflagem utilizado pelo EB, creio, atende a contento até o presente momento as necessidades especificas do EB neste quesito. Digo isso, repito, no tom da camuflagem. Agora, se formos falar em melhorar o nível de conforto do uniforme, e de capacidades de se carregar apetrechos no mesmo, aí concordo que precisa mudar.

Grato

Rafa_positronsays:

PRAEFECTUS

Cara, esse camuflado não me agrada… acho que o tempo dele ja passou… não é mais adequado aos esquemas de hoje em dia

Mas respeito a opinião do amigo

Por que usar aquela baboseira de lenço no pescoço? Será que os idiotizoados do eb ou da imbel não percebem que em ambiente tropical isto sufoca , depois reclamam de serem chamados de maciços imitadores de americanos,kkkkk,que idiotas !

Comments are closed.