Defesa & Geopolítica

Como a guerra midiática afeta a imagem dos armamentos russos

Posted by

A guerra midiática é feita em todas as direções e o setor da indústria militar russa é mais uma delas: certas publicações tentam desacreditar os armamentos russos para minar a imagem de Moscou no palco mundial.

Uma série de países lançou uma guerra informacional contra as armas russas com o objetivo de diminuir a influência russa no mercado internacional de armamentos.

A mídia tenta desacreditar o novo caça MiG-35, declarou na quinta-feira (23) o conselheiro do presidente russo para a cooperação técnico-militar, Vladimir Kozhin.

“Sem dúvida, infelizmente existem exemplos concretos. O nosso MiG-35, um caça único, tinha acabado de sair e já vários artigos afirmavam que era obsoleto. Certamente são elementos da luta de concorrência que existe em todos os domínios”, indicou ele, respondendo à questão dos jornalistas.

O caça multifuncional MiG-35, de geração 4++, foi construído com base nos aviões de combate MiG-29K e Mig-29M.

O avião é dotado de um sistema de pontaria de quinta geração e de um radar com antena ativa AESA. O aparelho pode monitorar e acompanhar cerca de 10 alvos e atacar seis alvos em simultâneo.

Foto: Said Aminov 

Edição: konner@planobrazil.com

Fonte: Sputnik News

Novo caça MiG-35 terá arma laser

O novo caça russo MiG-35 obterá uma arma de laser, comunicou a fabricante russa de aeronaves MiG. O especialista em aeronáutica, Dmitry Drozdenko, explicou ao serviço russo da Rádio Sputnik quais tarefas esta arma pode realizar em caças ligeiros.

Anteriormente, o comandante-chefe da Força Aeroespacial da Rússia, coronel-general Viktor Bondarev, falou sobre a possibilidade de uso de armas de laser nas aeronaves MiG-35.

Segundo o diretor da empresa fabricante – MiG, Ilia Tarasenko, pilotos russos passarão por treinamento especial para voar nas aeronaves em questão. Já o avião será testado durante dois anos, acrescentou.

O vice-redator-chefe do jornal Arsenal da Pátria, Dmitry Drozdenko, em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, contou que as armas de laser são capazes de desabilitar tecnologia avançada, criando interferências maciças.

“Não se trata de lasers semelhantes aos da ‘Guerra nas Estrelas’ que eliminam naves espaciais, pois [os lasers da saga] destroem naves gigantescas”, disse Dmitry Drozdenko, acrescentando que caças ligeiros com armas de laser podem realmente causar um dano fatal ao equipamento do inimigo.

Segundo o especialista, o avião MiG-35 tem grande potencial de exportações, pois nem todos os países do mundo precisam de bombardeiros pesados como o Su-35. Países como Índia, Cazaquistão e Peru podem comprar muitos desses caças.

Fotos: Said Aminov 

Edição: konner@planobrazil.com

Fonte: Sputnik News

72 Comments

shared on wplocker.com