Defesa & Geopolítica

Indian multirole helicopter (IMRH) pode voar 2019

Posted by

 

Durante o evento Aeroindia 2017 evento realizado em  Bangalore Índia, a Hindustan Aeronautics Ltd. (HAL) lançou o seu programa Indian Multirole Helicopter (IMRH) ou Helicóptero Indiano Multipropósito, exibindo um Mockup da aeronave em escala 1:1.

A empresa destacou o IMRH ainda é um conceito e que o programa precisa amadurecer e progredir muito ainda, mas que está confiante no seu legado e na sua importância para o mercado mundial, especialmente no que se destina a contribuir para diminuir as dependências das forças armadas indianas em relação às importações de material de defesa.

No evento de apresentação não foi especificado um cronograma para o desenvolvimento, testes de voo e inicio da produção, porém, representantes de empresas que devem congregar-se ao projeto atestam que as expectativas são de que voo inaugural da aeronave seja efetuado em 2019 e que o helicóptero deve iniciar a sua campanha de testes que levará outros oito anos até atingir os objetivos e então, entrar em produção seriada por volta de 2027.

Durante o evento, os participantes ressaltaram as semelhanças da aeronave com os helicópteros da família Mi-8/17. A HAL pretende desenvolver pelo menos quatro versões da aeronave, dentre elas, uma civil e as outras três para uso militar, em substituição frota de aeronaves  Mil Mi-8 / 17 da qual a Índia é um dos maiores operadores mundiais, com aproximadamente 140 aeronaves em operação e outras  48 da versão  Mi-17V5s em processo de aquisição. Porém o IMRH não se destina puramente a substituir os Mi 8 e 17, mas também a substituir as aeronaves Kamov Ka-28, Ka-31e Westland /Sikorsky UH-3H,  da Marinha indiana. Em outras palavras, o projeto não se destina somente para suprir a Índia de uma aeronave de transporte de tropas, missões táticas, evacuação de vítimas, transporte de cargas, busca de combate e salvamento, operações anti-superfície, operações off shore, transporte VIP e ambulância aérea, mas sim de uma plataforma multimissão moderna e versátil.

O IMRH será um helicóptero bimotor situado na classe de 12 toneladas com um teto de serviço de aproximadamente 20.000 pés, carga útil de 3.500 kg e uma capacidade de assento para vinte e quatro soldados ou doze passageiros. A cabine mede 5,7 metros de comprimento, 2,1 metros de largura e 1,9 metros de altura.

A HAL informou que a aeronave será equipada com um sistema de controle automático de voo (AFCS ), capacidade de voo a qualquer tempo, sistemas de missão e apresentações avançadas em glass-cockpit cuja versão destinada à Força Aérea Indiana terá uma significativa capacidade de sobrevoar com cargas útil em altitudes mais elevadas.

Em declaração a imprensa Suvarna Raju, presidente e diretor administrativo da HAL afirmou que a empresa ainda não definiu os motores que equiparão a aeronave, porém nos bastidores circulou-se a informação de que o Turboshaft mais avançada do mundo, o General Electric GE3000 pode se tornar a turbina do IMRH, apesar de alguns especialistas darem como certo que a motorização preferida seja baseada numa versão da VK2500 Russa que poderia tanto ser importada direta, quanto produzida sob licença.

De qualquer forma, a HAL declarou em seu site que estava buscando parcerias com um fabricante internacional de helicópteros de modo a encurtar os prazo de desenvolvimento.

General Electric GE3000 pode se tornar a turbina ideal para o IMRH.

Uma versão da VK2500 Russa poderia tanto ser importada direta, quanto produzida sob licença.

Raju  ressaltou ainda que os refinamentos no projeto da aeronave só serão concluídos depois que as especificações forem recebidas dos usuários (Ministério da Defesa Indiano) para só daí, passar-se ao estágio de desenvolvimento e levantamento de necessidades das diferentes versões planejadas.

O HAL, que se orgulha de construir uma série de helicópteros como o helicóptero Dhruv Advanced Light (ALH), o Rudra ALH um Helicóptero de Combate Leve e o último Helicóptero Utilitário leve, o LUH. Agora em um novo status a empresa embarcou na sua mais difícil missão, a de desenvolver e produzir um helicóptero multimissão que conta com a concorrência no mercado exterior de gigantes consagrados e testados em combate.

Raju destacou o grande interesse pelo helicóptero expresso pelos delegados de vários países, além das forças indianas e sublinhou que uma vez que este helicóptero esteja pronto, a Índia não precisará mais sair as compras pelo mercado exterior e que a sua força de helicópteros hoje sustentada pelos Mi-8/17 russos, ganhará independência e soberania ao utilizar aeronaves genuinamente indianas.

Comments are closed.

shared on wplocker.com