Defesa & Geopolítica

Após a Índia, o carro de combate T-90SM deve ter o Peru como seu próximo destino

Posted by

O governo do Peru planeja adquirir tanques de exportação russos T-90SM de última geração, segundo informou o especialista militar do “Izvêstia”, Dmítri Litóvkin. Em novembro passado, o Ministério da Defesa da Índia comprou 464 unidades do mesmo modelo.

“O próximo cliente da empresa russa Uralvagonzavod pode ser Peru. O T-90SM é uma versão profundamente modernizada do T-90 e está um passo atrás do Armata”, disse Litóvkin à Gazeta Russa.

“O contrato com a Índia é avaliado em 2 bilhões de dólares, então, é possível deduzir que o preço de cada veículo gira em torno de 4,3 milhões”, acrescentou Litóvkin.

Segundo o especialista, o principal tanque de combate das tropas terrestres peruanas é o T-55, e o governo está contemplando a possibilidade de consertar e modernizá-los.

A cooperação técnico-militar entre a Rússia e Peru tem mais de quatro décadas, mas nos últimos anos sofreu um impulso significativo; entre 2002 e 2015, foram assinados contratos em um valor superior a US$ 700 bilhões.

Um dos melhores, segundo os EUA

A revista norte-americana “The National Interest” incluiu o tanque T-90 na lista dos cinco melhores do mundo. Os veículos norte-americano Abrams e o alemão Leopard também figuram nessa mesma relação.

Segundo o analista militar Kyle Mizokami a principal vantagem do T-90 é o alcance de seu canhão D-81 TM (2A46), cujo calibre é de 125 milímetros.

A “The National Interest” destaca também que o sistema de controle de disparo do tanque russo leva em conta uma multiplicidade de fatores, entre eles dados referentes à deformação do cano devido ao aquecimento durante os disparos.

 

Visita à fábrica e passeio de tanque

A Uralvagonzavod, um dos maiores fabricantes de tanques do mundo, lançou em abril deste ano um projeto de turismo industrial militar chamado Voyentur. A ideia é que os clientes possam visitar a fábrica de Níjni Taguil (a 1.700 km de Moscou), onde os T-90 são fabricados, além de entrar em uma área de acesso restrito.

Segundo os organizadores do projeto, os visitantes podem observar em primeira mão a produção de tanques russos e visitar o Museu de Tanques, onde é exibida toda a linha de tanques russos desde o soviético T-34 às versões modernizadas do T-90, bem como vários modelos de armaduras de tanques, mísseis e etc.

Na última etapa do programa, os turistas assistem a uma aula com a tripulação de um T-90 e dão um volta em um tanque real. Durante a excursão, é oferecida ainda uma degustação da culinária militar.

O passeio, projetado para grupos de até 25 pessoas, custa US$ 5.500.

ANDRÉS GONZÁLEZ

Edição: konner@planobrazil.com

Fonte: Gazeta Russa

MBT Brasil: Uralvagonzavod T-90MS Tagil

4 Comments

  1. muttley says:

    Um belo MBT que ira contrapor aos Chilenos, o que vai aumentar bem a pressão na região.
    * “… entre 2002 e 2015, foram assinados contratos em um valor superior a US$ 700 bilhões”. Está correto 700 bilhões ?

    Sds

  2. Luis says:

    O fortalecimento das armadas peruana e chilena não me cheira bem, ainda mais instigada por “fatores externos” que tem muito interesse que se formem bolsões de conflitos para formar novos mercados consumidores de seus produtos de guerra. O governo brasileiro tem que acompanhar esses processos de compra de material bélico em grande escala por países sulamericanos porque qualquer disturbio que se considere estará sendo efetivado logo ali, quase em nosso quintal e para uma fagulha pular a cerca e parar em nosso território não custa nada. Ainda mais somado a fatores políticos como a “invasão” venezuelana que ocorre hoje em plena amazônia brasileira.

  3. MAGOGUE says:

    Adoraria fazer este passeio conhecer á fabrica do T90,o Peru vai comprar uma pequena quantidade assim como Brasilos faz quando compra armamento Russo.
    Olha estava vendo este super tank é incrivel se o BR tivesse pelo menos 100 deles sem duvida alguma seria grande salto de dissuasão no exercito brasileiro mas a corrupção mal gestão e interesses politico de uma minoria de pessoas não deixa.

  4. Neste momento, devido a grave crise que abala o Brasil, as chances deste blindado vir a ser adquirido pelo EB aumentaram, o nosso governo será obrigado a comprar material bélico Russo como forma de compensação pela compra de carne Brasileira pelos Russos, o preço é extremamente favorável, poderiam ser montados sob licença aqui, a KMW poderia dar toda a assessoria técnica assim como a futura manutenção, pelo preço e performance vale muito mais do que tentar algo totalmente novo, mais caro e complicado.

shared on wplocker.com