Categories
ADSUMUS América do Sul América Latina Brasil

ADSUMUS: Fuzileiros Navais são agraciados com a medalha “Sangue do Brasil”

01122016-3a
Capitão-Tenente (FN) Thiago Zaniboni Lessa recebendo a medalha

No dia 18 de novembro, foi realizada, no Salão Nobre do Palácio Duque de Caxias, a cerimônia de imposição da medalha “Sangue do Brasil”, presidida pelo Comandante Militar do Leste General de Exército Walter Souza Braga Netto.

Esta medalha foi criada por intermédio do Decreto-Lei nº 7.709, de 5 de julho de 1945, com a finalidade de agraciar os Oficiais, Praças, assemelhados e civis destacados para o Teatro de Operações, e que tenham sido feridos em consequência de ação objetiva do inimigo.

Soldado (FN) Luiz Romário Anacleto de Araújo recebendo a medalha
Soldado (FN) Luiz Romário Anacleto de Araújo recebendo a medalha

Com isso, por terem sidos feridos durante a operação de pacificação no Complexo da Maré – Operação São Francisco, os seguintes militares foram agraciados:

Capitão-Tenente (FN) Thiago Zaniboni Lessa (CIASC);

Cabo (FN-IF) Edivaldo Hungaro (2º BtlInfFuzNav); e

Soldado (FN) Luiz Romário Anacleto de Araújo (1º BtlInfFuzNav).

Cabo (FN-IF) Edivaldo Hungaro recebendo a medalha
Cabo (FN-IF) Edivaldo Hungaro recebendo a medalha

Fonte:MB

One reply on “ADSUMUS: Fuzileiros Navais são agraciados com a medalha “Sangue do Brasil””

Rostand Medeirossays:

Independentemente do merecimento destes rapazes pelo que aconteceu no Complexo da Maré, mas a Medalha de Sangue, pelo que está no seu Decreto, não deveria ser concedida apenas aqueles que receberam ferimentos de combate em caso de conflitos com declarações formais de guerra?
Se não for desta forma, então está Medalha não deveria ser concedida aqueles que combateram o terrorismo?
E o cabo FN que morreu em Angola? Mereceria, ou não, esta Medalha?

Comments are closed.