Categories
Aviação Defesa Destaques Estados Unidos Meios Navais Sistemas de Armas Tecnologia

Um F-35B do USMC pega fogo em voo durante treinamento

O Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA está investigando um coso recente de um novo incêndio que ocorreu em um Joint Strike Fighter F-35B baseado em Beaufort, Carolina do Sul , enquanto este estava em voo.

O incidente aconteceu em 27 de outubro. O F-35B teve um incêndio no compartimento de armas durante a realização de uma missão de treinamento sobre Beaufort.

O 1º Tenente John Roberts, porta-voz do Corpo de Fuzileiros Navais, comunicou ao Military.com.:

“O avião pousou em segurança e ninguém ficou ferido. Uma investigação está em curso e iremos fornecer atualizações assim que elas estiverem disponíveis.”

Recentemente, em Setembro, um F-35A pegou fogo na seção de popa da aeronave após seu motor ter dado a partida, forçando o piloto a abandonar às pressas a aeronave.

Para o Corpo de Fuzileiros Navais, este incidente acontece em um momento crucial para a aeronave. Os F-35B que estão operacionais na Marinha estão sendo preparados para a transferência em Janeiro para o Japão.

Hope Hodge Seck

Foto: F-35B Joint Strike Fighter – Meramente ilustrativa

Edição: konner@planobrazil.com

Fonte: Military.com

18 replies on “Um F-35B do USMC pega fogo em voo durante treinamento”

Esse caça ainda vai custar muito dinheiro, é um conceito excepcional mas vai custar caro. Não sei se vai dar o retorno que querem pois nem sempre coisas complexas entregam o serviço, muito pelo contrario elas costumam entregar é problemas. O A-4 é um caça que me fascina por ser simples, e foi concebido assim em uma época em que surgiam projetos que pareciam ter saído de livros de ficção cientifica da época.
Sds

Renato de Mello Machadosays:

Se fosse caça brasileiro é porque e velho,se fosse china é porque solta pelçinha e não copiou direito,se fosse indiano é porque é natural,se fosse russo é o péssimo pós venda.

Mais um F-35 soltou pecinha, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!
Abacaxi. Abacaxi mais abacaxi da historia.

Estes caças de sexta geração vivem pegando fogo,são excelentes para assar uma carninha.

A Máquina Trollsays:

“Filipe
8 de novembro de 2016 12:09

Mais um F-35 soltou pecinha, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!
Abacaxi. Abacaxi mais abacaxi da historia.”

saem debaixo caboclada que este f-35 esta como o Galaxy Note 7 da Samsung…estourando no mercado ….hihihihiiiiii…. 😛

Que coisa heim…. de novo….

Falar mal do F-35,é de uma das duas,ou é inveja ou não dominam o assunto,pois o mesmo é uma obra prima da tecnologia e não tem igual.

É uma obra prima em sua concepção.

Para ser o que vc disse TEM que funcionar!
O que quer dizer que não pode pegar fogo sem tomar tiro!

Profeta_lunaticosays:

Nāo tem igual? O sr nāo domina o assunto e a historia. Procure saber de que caça se ” basearam ( em chines copiaram ) o F-35.

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!! Obra prima. Tá de zoeira né?
Esse caça nunca mais nunca mesmo vai se tornar operacional cara, quanto a questão inveja, putz acho que ninguém tem não viu, consegui-se comprar churrasqueiras com preço mais acessível no Ml.
Em um futuro TO os inimigos nem precisam se preocupar com o abacaxi pois ele quebra antes de decolar.

Jorge Knollsays:

sE fosse um caça da FAB tinha perda total, ou matado o piloto.
Caça da 6ª geração tem a façanha de aterrissar em segurança, embora a crítica.
Verdade o que Renato Mello disse.

ihhhhhhh e olha q esta com o motor definitivo kkkk

……….com o dinheiro que os gringos gastaram nesse avião,o Brasil já teria feito TODOS os projetos militares (inclusive o SUB nuclear) e além dos 36 Gripen a FAB compraria rapidão mais 100!…isso não é um avião….é um sugador de dinheiro …tá danado!…………

A Máquina Trollsays:

enquanto os estadunidenses hoje batem com a cabeça na parede com os prejuízos e fracassos ocasionados por seus programas de caças de quinta geração, os Russos e Chineses se lançam na vanguarda da Guerra Espacial…onde é o futuro…

A Máquina Trollsays:

“Caça “stealth” se tornou grife, existe muitos mais por vaidade que utilidade, pois os novos radares já estão deixando esta tecnologia obsoleta.”

Kolchak

A Máquina Trollsays:

contra Russos e Chineses os caças de quinta geração estadunidenses estão obsoletos mesmo…não faz mais sentido hoje continuar investindo em caças de quinta geração se os rivais do ocidente como os Russos e Chineses já dominam e empregam este tipo de caça/tecnologia…não existe mais nada de “revolucionário” hoje na tecnologia stealth de quinta geração…..na medida que rivais como Russos e Chineses já conhecem e dominam o suficiente desta tecnologia…para recuperarem/reconquistarem a superioridade sobre seus rivais terão que entrar numa nova corrida pelo desenvolvimento de caças mais avançados…

A Máquina Trollsays:

trata-se de um programa ainda cheio de erros de projetos….mas que esta sendo posto goela abaixo de todo mundo mesmo assim..desde a queda do f-117 até a queda do drone Stealth no Irã e as operações de espionagem/Hackeamento que os Chineses quebram a cabeça …o resultado vemos ai …o J-20 sendo finalizado e apresentado pra o mundo….sendo posto em produção, antes deste Abacaxi do f-35…isto é o resultado do forte combate a corrupção que esta sendo feito na China hoje…até bilionários empresários chineses são sumariamente caçados e condenados sem dó…inclusive a morte…enquanto nos eua a indústria de armas de lá em esquemas com os políticos corruptos locais sugam os recursos destinados a investimentos em defesa do pais…fazendo até sepultar/acabar com outros programas militares importantes em desenvolvimento…a realidade dos fatos senhores é que estes constantes “problemas”, “imprevistos”, “percalços” ou “erros de projetos” não passam de esquemas para superfaturarem estes programas e conseguirem mais verbas para sugarem.….para justificarem mais recursos e dar mais dinheiro para estas empresas envolvidas nestes programas..

A situação está cada vez mais complicada com esse caça, agora com a vitória de Trump, é bom a Lockheed correr atrás de colocar esse caça operacional com os recursos que já lhe foram repassados, pois o gargalo vai afunilar.

Comments are closed.