Categories
Conflitos Geopolítica Rússia Síria

Alegações da OTAN sobre ações do grupo naval em Aleppo são absurdas

As declarações da OTAN sobre participação do grupo naval russo em atividades na cidade síria de Aleppo são absurdas, a aliança não tem razões para estar preocupada devido à deslocação do grupo no mar Mediterrâneo, disse à RIA Novosti o diretor do Departamento de Cooperação Europeia do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Andrei Kelin.

“A preocupação é infundada porque já faz oito dias que os nossos aviões não se aproximam de Aleppo. Não há razões. O grupo de navios dirige-se para o mar Mediterrâneo. Os nossos navios sempre ficaram no Mediterrâneo. Não há razões de suspeitar algo, não há razões para as declarações de Stoltenberg. Agora a viação russa não se aproxima de Aleppo, o Ministério da Defesa [russo] informou sobre isso. Para quê inventar tais suposições obscuras e, com base nelas, fazer recomendações políticas? É, com certeza, absurdo”, disse o diplomata russo.

O secretário-geral da OTAN Jens Stoltenberg afirmou há poucos dias que o grupo naval “pode ser usado para reforçar o potencial das forças russas que participam da operação militar em toda a Síria, bem como para realizar mais ataques aéreos em Aleppo”.

Na quarta-feira (26), o Ministério da Defesa da Rússia declarou que o departamento tinha previsto coordenar com a parte espanhola a entrada de alguns navios da flotilha russa no porto de Ceuta, desmentindo as declarações sobre planos de reabastecer o porta-aviões Admiral Kuznetsov. Segundo o ministério russo, a parte espanhola declarou que a entrada dos navios russos no porto de Ceuta não seria desejável devido à pressão por parte dos EUA e OTAN.

Foto: © Sputnik/ Andrey Babushkin

Edição: konner@planobrazil.com

Fonte: Sputnik News