Defesa & Geopolítica

“Brasil não tem por que se preocupar com a instalação de bases russas no Caribe”

Posted by

A notícia divulgada pela mídia brasileira de que o Brasil estaria preocupado com a instalação de uma possível base militar da Rússia na Venezuela causa polêmica.

Enquanto alguns especialistas compartilham a ideia de que o assunto da base russa preocuparia o Governo Michel Temer, outros, como Pedro Paulo Rezende, não veem qualquer fundamento ou procedência na informação. Especialista em Relações Internacionais e em assuntos militares, o jornalista disse à Sputnik não ver qualquer possibilidade de fundamento nesta notícia, que, para ele, não passaria de especulação.

“As informações que eu tenho são de que a Venezuela não está incluída neste pacote de reativação de bases militares russas no Caribe”, comenta Rezende. “As bases seriam reativadas em Cuba, e as negociações com a Rússia avançam neste sentido por serem bases que pertenceram à antiga União Soviética, da qual a Rússia é sucessora.”

O especialista também acha improvável que os russos estejam considerando a possibilidade de instalar uma base militar na Venezuela “no momento em que o Parlamento venezuelano aprovou medidas extraordinariamente duras contra o Governo do Presidente Nicolás Maduro, exigindo a convocação, ainda este ano, do referendo revogatório, o mecanismo previsto na Constituição do país que permite ao eleitorado avaliar o desempenho da Presidência da República.

A situação é extremamente instável na Venezuela e eu até acredito na possibilidade de golpe militar no país, até porque os militares são comprometidos com o ideário político do falecido Presidente Hugo Chávez e parecem estar a cada dia mais distantes de Nicolás Maduro.”

Edição: konner@planobrazil.com

Fonte: Sputnik News

14 Comments

  1. A Máquina Troll says:

    deveriam se preocupar é com o que farão com a Petrobras, Alcântara e o Pré-sal… Povo Desprotegido….

  2. Rafa_positron says:

    kkkkkkkkkkkkkk
    O Brasil?
    Se preocupar com a Russia?

    Tá…Vamos la..

    E se a Rússia fosse uma preocupação pra nós…. oq nós poderíamos fazer?

    – Usar nossos poderosos GRIPENs (que nem chegaram ainda) contra os Su-35 e o PAK FA?
    – Usar a Corveta barroso contra o “Piotr Velikya”?
    – Usar nossos Submarinos contra o Yasen?
    – Usar nossos misseis de cruzeiro (?) contra os Kalibr

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    A Russia é país aliado
    Ponto final
    Nunca nos fizeram mal

    O resto é choro de TRILOGIOPATA

  3. Profeta_lunatico says:

    Deveriam se preocupar com a “Quarta frota” que vive perambulando junto ao “pré-sal”
    O Sindrome de Histeria que afectou o R.Unido a quando da passagem da fotilha Russa acaminho da Siria, parece ter chegado ao Brasil e começar afectar algumas Bonecas genericas.

  4. wandfig says:

    O governo tem q se preocupar é com o povo ,sem trabalho ,segurança ,saúde e ainda por cima sem perspectiva nenhuma de futuro ,só se ouve falar em roubos e mais roubos e mais nada ,só ladrões e mais nada .

    • ……………os que condenam uma possível base russa na Venezuela deveriam antes disso preocupar-se mais ainda com a entrega da Base de Alcântara aos americanos ….aí sim, é que mora o perigo de desnacionalização de uma área tecnológica militar e estratégica de enorme importancia para o País….que idéia hein?…………..

      • jose luiz esposito says:

        Dilson Queiroz até agora eu não conheço o Programa Espacial brasileiro , o único programa que conheço e a Desgraça de Alugar a Base aos EUA , eu sou completamente contra, poderíamos fazer um acordo com a Rússia , India ,trabalharmos sós , ou criarmos uma Parceria na América do Sul com a Argentina , Colômbia , Peru e outros , com os EUA saindo a locação da Base, vocês se lembraram de mim em mais uns anos

  5. stadeu says:

    Por que não tem que se preocupar ??? Tem que se preocupar com qualquer base na América Latina, tem que se preocupar com essa base russa, tem que se preocupar com as bases royals em todo Atlântico Sul/ Malvinas , tem que se preocupar mais ainda com a possível base americana em ALCÂNTARA e tem que se preoocupar com as “”bases”” em Brasília , os fantoches a serviço de nações estrangeiras de qualquer ideologia .
    Ora, esse é um site de defesa, estratégia, geopolítica e os caras dizem :
    “”Não se preocupem””…

    Em que pese faltas, Vigie, Não Confie e Ore.

    Pelo amor de Deus, façam-me o favor.

  6. 1maluquinho says:

    Nem creio na reativação de base Russa em Cuba
    Talvez esta especulação sirva mais ao proposito pisicologico de retirada de sanções
    A Russia não deseja bases em continente Americano
    A Siria sim esta mais inserida no contesto geoestrategico

    • Athos says:

      Sim, nem Cuba tem interesse….
      Agora é a nossa hora!
      Chegou a hora da disputa pelos recursos naturais…. E fazemos fronteira com vários países agressivos da OTAN!

  7. 1maluquinho says:

    Nestas materias o timinho golpista das Anciãzinhas de Sião some se acovarda.
    Cagões ate os Ingleses são e estão se borrando ao verem força naval Russa singrando ocanal da Mancha kkkkk
    Se pudessem ja teriam rebocado a UK para a costa da Florida a muito tempo kkkkk

    • Topol says:

      Kkkk verdade.

  8. César A. F. says:

    Senhores…
    Onde está o esperadíssimo comentário do amigo S-88?
    Estará ele ainda vivo?

  9. César A. F. says:

    Para quem não percebeu a matéria acima foi uma patada de um jornalista, em outro…
    No caso, de Pedro Paulo Rezende em Roberto Godoy…
    Godoy publicou uma “não notícia” no Estadão, justamente para criar o clima de histeria contra os russos… Pedro Paulo Rezende, agora, publica um artigo breve onde refuta argumentativamente a matéria anterior de Godoy.

    É a diferença entre jornalismo e manipulação.

  10. Que bom podemos ver que não é só a mídia de esquerda que solta seus “foguetões”.

shared on wplocker.com