Defesa & Geopolítica

Hillary propõe zona de exclusão aérea ‘negociada’ na Síria

Posted by

A candidata democrata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, repetiu nesta quarta-feira a proposta de criar uma zona de exclusão aérea na Síria, mas disse que a mesma deveria ser negociada, e não imposta.

Clinton disse que a negociação é necessária, ao reconhecer as “legítimas preocupações” de provocar um conflito com o regime sírio ou com sua aliada Rússia, que têm avançados sistemas de armas.

“Penso que uma zona de exclusão aérea salvaria vidas e aceleraria o fim do conflito”, disse a democrata no terceiro debate presidencial com o rival republicano Donald Trump, em Las Vegas.

“Isto exigiria muita negociação e também deixaria claro aos sírios e aos russos que nosso propósito é propiciar zonas seguras no terreno”, disse.

Moscou deu poucos sinais de aceitar voluntariamente deixar em terra seus aviões ou os do regime sírio, o que provoca dúvidas sobre como Hillary poderia alcançar seu objetivo.

O presidente Barack Obama e os comandantes militares americanos rejeitaram o papel de polícia no espaço aéreo da Síria, mas aqueles que apoiam a ideia afirmam que a medida deteria os bombardeios indiscriminados de civis em Aleppo e outras cidades.

Para impor uma zona de exclusão aérea como a aplicada nas regiões norte e sul do Iraque após a primeira Guerra do Golfo seria necessário neutralizar os sistemas de defesa aérea da Síria.

Trump disse que o presidente sírio Bashar al-Assad era “mais rude e mais inteligente que ela e Obama”.

“Todos pensavam que ele sairia há dois anos, há três anos. Ele agora se alinhou com a Rússia. Ele agora se alinhou com o Irã, a quem tornamos muito poderosos”, disse o candidato republicano.

Repetindo a posição de Moscou, Trump criticou Clinton e Obama por pedir a Assad que deixe o poder.

Foto: Hillary discursa no último debate presidencial, em Las Vegas / EUA

AFP

Edição: konner@planobrazil.com

Fonte: YAHOO

14 Comments

  1. Rafa_positron says:

    Isso deve ser excesso de BOTOX

    brincadeiras a parte, eu acho engraçado os discursos dessa senhora: será q ela acha q vai sobrar muita coisa do pais dela em caso de guerra com Russia e China?

    rs rs

    • Mariano S Silva says:

      Vai sobrar uma “porrada” de tatus ricos enrustidos em bunkers sem terem para onde ir…

  2. Renato de Mello Machado says:

    Toma vergonha véia, e para de acoitar roubalheira de seu país.Já não basta quê roubaram da Líbia,Iraque e se não fosse a Russia a Síria estava até pior.

    • Mariano S Silva says:

      Essa véia tá doida pra tacar fogo no mundo!

  3. Profeta_lunatico says:

    No fly zone.
    1º No fly zone para a Russia e Siria. e para os Avioes dos EUA e seus aliados?
    2º Estou errado ou os No fly zone ( tal como no Iraque e Libia) servem como objectivo para proteger e para que a ” Oposiçāo ” se movimente livre no terreno e para vigiar as movimentações das forças do governo e suas posições?
    3º No meio de toda essa falsidade e hipocresia dos EUA e Europeus pergunto porque nāo ha No fly zone no Yemem?

    • nereu says:

      teve também aquele outro no “fly zone” no Camboja que levou a ascensão do Khmer Vermelho para matar “alguns” civis não alinhados a democracia americana

  4. Warpath says:

    “Trump disse que o presidente sírio Bashar al-Assad era “mais rude e mais inteligente que ela e Obama”.”

    hehehehe

    “Todos pensavam que ele sairia há dois anos, há três anos. Ele agora se alinhou com a Rússia. Ele agora se alinhou com o Irã, a quem tornamos muito poderosos”, disse o candidato republicano.”

    Muita gente pensava, sr. Trump! Muita gente!

  5. Hélio Seidel says:

    A Líbia e Iraque conheceram da pior maneira essas propostas ianques! Interessante os EUA querem impedir que a Síria combata os terroristas. Piada!!

  6. Arc says:

    Esquizofrênica, rompeu com a realidade e quer levar o mundo pelo mesmo caminho. A Rússia junto a Assad estão conseguindo consertar a merda que os EUA promoveu pela Primavera árabe na Síria, agora vem ela querer dar palpite onde não foi chamada. Fico tranquilo, pois do outro lado da mesa está Putin que arvora centenas de vitórias sobre a política externa falida dos EUA.

    • Topol says:

      Eu sei o que ela tá querendo… um charuto também igual o da Mônica. .. kkkkk

      • Arc says:

        kkkkkkkkk boa

  7. Professor says:

    Estou louco para ver a Hillary “vou matar 200.000 palestinos” Clinton implantar essa zona de exclusão aérea.

    • Mariano S Silva says:

      Não estou mesmo! Porque vai sobrar para o mundo todo!

  8. RobertoCR says:

    Eu também quero propor.
    Proponho que o papai noel seja indiciado criminalmente por assediar crianças com presentes todas as noites do dia 25 de Dezembro, ano após ano, e se livrar impunemente. E que aquele trenó seja confiscado por conta dos maus tratos aos animais.

    Essa senhora deve estar cercada do maior bando de assessores imbecis da História.

    O espaço aéreo sírio não é mais sírio. É russo.

    E foi colocado em baixo desse guarda-chuva pelo governo soberano da Síria. Vai querer interditar o que?

    Zona de exclusão se faz contra um adversário que tem força aérea com alguma capacidade de ataque ao solo. Qual é a força aérea do EI/ISIS/DAESH? O ar que circula pelo local? A não ser que ela considere agressora a força aérea daquele país ocidental que fica fornecendo apoio militar aos terroristas “moderados”. Qual o nome mesmo?

shared on wplocker.com