Defesa & Geopolítica

Há na Síria um “cheiro” de Guerra Mundial – Bashar al-Assad

Posted by

O presidente da Síria, Bashar Assad, afirmou que a situação no mundo atual lembra a da Guerra Fria. Por outro lado, alertou o líder sírio, um conflito global também parece possível.

“Quanto à Terceira Guerra Mundial, esse termo tem sido usado com frequência após a recente escalação da situação na Síria. Hoje observamos uma situação que se assemelha à Guerra Fria em estado de desenvolvimento. Isso é algo que surgiu ha muito pouco tempo, porque eu penso que o Ocidente e, especialmente, os EUA não interromperam a Guerra Fria mesmo após a desintegração da URSS”, disse Assad em entrevista ao jornal russo Komsomolskaia Pravda.

Segundo o chefe de Estado, “há muitos palcos políticos neste processo, e Síria seria um dos mais importantes”.

“Observamos a escalação do conflito, mas o objetivo principal é a manutenção da hegemonia americana no mundo, não permitir mais um parceiro na arena política ou internacional, seja esta a Rússia ou mesmo um aliado no Ocidente.

Por isso esse cheiro da guerra, que você (repórter) descreveu como Terceira Guerra Mundial, está pairando no ar. Mas este ainda não é um confronto armado direto. Apesar do componente militar, terrorista e político”, disse o presidente da Síria.

Foto: Reuters – Meramente ilustrativa

Edição: konner@planobrazil.com

Fonte: Sputnik News

7 Comments

  1. muttley says:

    Agora imagine o eleitor lá nos EUA vendo essa entrevista, tá certo que só existem dois candidatos e o partido é único (o dos financiadores). Mas o povo vai querer ouvir dos dois qual será a solução que vão dar para a Siria ? O estado Islamico ? E até a Arabia Saudita. Bashar Assad sabe que a hora mais oportuna para dar entrevista é essa pois os dois candidatos vão ter que se posicionar.
    E pra quem duvida de uma guerra de proporções convêm lembrar que a primeira guerra começou por bem menos e que basta o evento certo para o barril de TNT chamado Siria “iluminar” o mundo e cada pai de família desejar ter um AK-47 com 1000 cartuchos em casa.
    * só a internet para propiciar informações como esta entrevista, e só ela vai permitir que o cidadão (cada vez mais pobre) dos EUA debata e veja se a Siria vale o ingresso para a idade da pedra.
    ** Alguém aqui ainda se informa pela TV esse meio “democrático” que zela pela moral e bons costumes, mas que vende baratinho uma opinião comprada e muito bem paga.
    Sds

    • magogue says:

      Assad e snowden estão protegidos pela russia e muito bem protegidos relaxa , pra que matar Assad hipocritas voçes sabem que com o assasinatto do general Gaddafi e Saddam piorou e muito a situação nessa região do oriente ai ficam comentando: é ditadores tem que morrer mesmo olha ai situação do mundo hoje Iraque siria devastadas maior crise refugiados da historia,quando eram vivos não tinha devastação nem crise de refugiados adiantou telos matado? com ele ruim muito pior sem ele. Deixa um comentario ai vamos colocar os pingos nos i.

    • JOJO says:

      O eleitor norte americano e tao atrasado e manipulado pela midia quanto o eleitor brasileiro, so e mais rico e relativamente mais privilegiado. Os dois candidatos sao sujos, envolvidos com a Cosa Nostra, a Mafia. Clinton com a Mafia turca, a Mafia de exilados cubanos e os carteis colombianos e mexicanos envolvidos no trafico de narcotico e Trump envolvido com a Mafia de New Jersey, envolvido em Casinos e controle das verbas do Estado para Servicos de Construcoes, etc. E so google Trump and Mafia, o material aparece. Imprimi um PDF de um inquerito parlamentar que foi publicado em 2007, quase 10 anos antes dele decidir ser candidato. Mas prefiro que ele vence essas eleicoes, porque Clinton esta por demais compromissadas com os neoconservadores, e estes sao irracionais, que acreditam que uma Guerra Termonuclear pode ser vencida e eles adotaram a estrategia que os EUA pode tomar a iniciativa em lancar um ataque termonuclear contra quem eles consideram uma nacao inimiga.Um ataque termunuclear contra uma nacao que tambem possue armas termonuclear e capacidade para transporta-las, so pode ser um blitzkrieg, um ataque macisso para evitar retaliacao. So que se isso ocorrer, nao estou seguro que os EUA estarao em condicoes de evitar os efeitos da radioatividade. Assad esta muito otimista quando ele diz que estamos voltando aos tempos da Guerra Fria. Oxala estivessemos. Na Guerra fria nao se pensava em usar as armas atomicas porque um nao estava seguro que o outro nao iria retaliar. Era armas de ultimo recurso. Hoje ela faz parte da estrategia militar dos EUA, como arma de ataque. Mas nao tenho ilusao com Trump. So prefiro ele, porque ele faz parte daquele grupo de conservadores tradicionais, tipo Paul Craig Roberts, que e contra essa confrontacao contra Russia, que e um pais capitalista e cristao, ainda que Ortodoxo, e ve nos islamitas um movimento que poe em risco a sobrevivencia a civilizacao dos EUA e de Europa, o chamado confronto de civilizacoes.

      • muttley says:

        Sr JOJO, grato pelo comentário.
        O problema em uma eleição é a pura falta de opção e no caso dos EUA o sistema é viciado e desmotivador. Não há espaço para ninguém que não pertença a um dos dois partidos e isso inviabiliza qualquer alternativa, a eleição lá é feita literalmente a base de dinheiro doado por corporação.
        Se Tu conversar com um “americano” médio vai descobrir (em sua maioria) que Ele não quer saber de Oriente Médio, e a Europa só pra ir visitar praias na Grécia e Espanha e ver Paris. Eles sabem que tem problemas de mais dentro dos EUA (eles tem que ter dois empregos para não ficar sem a casa, não tem direito nem a licença maternidade), Obama ganhou martelando nisso e foi incapaz de resolver até a questão da merenda (que gera obesos) que é servida nas escolas. Quem arrasta os EUA para essas aventuras são interesses de corporações que se apoderaram do Estado, com o discurso de cada vez menos Estado para os pobres. Não canso de citar a previsão de Dwight D. Eisenhower que alertou para o avanço das corporações no Estado.

        *Concordo com outros pontos citados em seu comentário.
        Sds.

      • JOJO says:

        Obrigado, Muttley. Quando vc diz das previsoes de Eisenhower, pergunto se vc quer dizer as alertas que ele fez num discurso que esta no YOUTUBE sobre o perigo para as instituicoes democraticas dos EUA que o crescimento desenfreado do Complexo Industrial-Militar representava e que se tornou realidade..

      • muttley says:

        JOJO grato pelo comentario.
        Eisenhower não é (era) o unico a alertar sobre esse problema, gosto de cita-lo pelo seu viés político pois qualquer outra pessoa seria taxada de comuna.
        Sds

  2. Topol says:

    Eu acredito que os EUA vão retroceder na Síria… sua próxima vítima agora é o Iêmen… já está tudo muito claro, os caças fantasiados de SU-34, os falsos ataques com mísseis ao USS Mason (tem trilogiopata dando gritinho) que foi pura armação… os ataques a comboios, a hospitais, os ataques “por engano” a tropas do governo na Síria, quem na verdade são os “moderados” , o esquema de roubo de petróleo da Síria… tudo isso veio a tona, hoje graças a internet as pessoas podem se informar…

    Resumindo , os EUA querem dominar TODO o oriente médio, mas não querem simplesmente “atacar” pois caso contrário perdem o apoio interno… eles precisam de “deculpas”, como o Máquina disse “false flags” para agirem com “legitimidade” e isso inclui fingimentos, mentiras e até criação de grupos terroristas para fazerem o trabalho sujo e depois eles entrarem para levar a “democracia” e a paz…

    É lógico que a Rússia tem interesse na Síria… esse é o último país do oriente médio onde ainda é possível manter certa presença… todos os demais com exceção do Irã já estão comprados como aliados… talvez agora parece que o Egito acordou para a vida e a Turquia depois de quase ter sua dose de democracia também mudou de lado… o fato é que se o Putin disse que não vai arredar o pé então é porque não vai

shared on wplocker.com