Defesa & Geopolítica

Uralvagonzavod T-90MS – Um dos melhores

Posted by

Expressão russa de um Carro de Combate de 3ª geração o T-90 em todas as suas versões, é um dos produtos que claramente demonstram a transformação industrial da então União Soviética para a Rússia atual, porém, sem perder é claro a identidade do produto e as boas qualidades e lições aprendidas no passado.

Em uma mistura clara entre “o velho” e “o novo” o T-90 MS emerge como a mais moderna versão de Carro de Combate disponível na indústria Russa hoje, demonstrando que mesmo nos mais avançados teatros de operação ainda podem existir espaços para soluções advindas até mesmo da década de 60 atuando em conjunto com as soluções da última década.

O T-90MS dá novo fôlego ao herdeiro de uma longa história de carros de combates soviéticos e garante não só sua permanência no mercado mas também a tomada da dianteira sob diversos aspectos de inovação em um veículo ágil e muito mais leve do que seus principais concorrentes.

Texto de Luiz Medeiros

Edição: Konner/Plano Brasil

 

 

5 Comments

  1. Acredito que seria uma ótima opção a curto prazo para o EB, com o intuito de substituir a atual frota de CCs, lembrando que o projeto do Osório a exemplo deste também poderia sofrer um retrofit com o auxilio da KMW.

  2. Com a vinda da KMW para o brasil fica difícil o EB interessar por outro blindado que não seja de procedência alemã ou desenvolve um projeto com auxílio da mesma então reforma os leopard 1A5. Se comprar vai ser leopard 2A4 do estoque alemão

    • Mauricio Matos; o Leo II não virá, ele não faz parte da doutrina e do orçamento do EB, qualquer “coisa” acima de 45 Tons não interessa a eles, isso já foi discutido e amplamente debatido, se for nacional, acredito em um MBT Osorio repaginado e atualizado pela KMW, que estaria em alinhamento com os requerimentos do EB, além dos protótipos já testados e comprovados.

      Abraço.

  3. Mauro Lima says:

    Acho que a decisão estratégica mais inteligente para o Brasil, com a entrada em campo do Armata, seria comprar logo essa linha de montagem completa.

    Assim como deveria ter feito na época com o F-20 Tigershark, ou com a Kockums, algum tempo atrás!

    Teriam sido ótimos negócios e poderíamos modernizar, desenvolver os projetos, a partir daquele ponto!

    O custo/benefício do T-90 é perfeito para o momento do Brasil, que via de regra, está em contenção de despesas.

    A Rússia tem demonstrado, vezes consecutivas, seu interesse em estreitar laços com o Brasil! Aliás os EUA barram o tempo todo pelo motivo mais óbvio do mundo. Se “pegarmos” o “jeito russo” de fazer as coisas, em menos de 10 anos seremos a 3ª Potência Mundial, mesmo!

  4. Sergio Luis says:

    Um general alemão reformado comentou que este t-90 tornou obsoleto os Leo 2a4 e 5 que possuem o canhão L44. Somente os modelos com o canhão L55 e com a munição DM53/63 é que podem destruí-lo. Segundo ele o T-90MS se equipara aos Leo 2A4 no mínimo, e historicamente falando o ocidente normalmente subestima os equipamentos do lado de “lá”. Este modelo é equipado com um novo canhão, munição com maior poder de penetração e é bem mais blindado (blindagem reativa nova, a relikt que segundo os russos é duas vezes mais eficientes que a K-5 e passiva), alem de proteção interna no carregador para que a munição não detone quando a temperatura subir rapidamente, alem de outras coisas mais.Com tudo isso ele é mais leve quase 15 ton que os modelos do ocidente. De acordo com o que o ocorreu nos conflitos nos ultimos 15 anos, os Abrams tiveram problemas em pontes (inclusive quebrando o piso da ponte e caíndo em um rio, matando todos os tripulantes afogados por não haver escotilha de emergencia no fundo do casco).

shared on wplocker.com