Defesa & Geopolítica

Brasil: Presidente Dilma Rousseff é cassada pelo Senado

Posted by

Senadores condenam presidente pelo crime de responsabilidade, encerrando 13 anos de governo do PT e instalando o PMDB de volta ao poder após mais de duas décadas. Petista mantém direitos políticos.

O Senado decidiu nesta quarta-feira (31/08), com 61 votos a favor e 20 contra, condenar Dilma Rousseff pelo crime de responsabilidade e afastá-la em definitivo da Presidência da República, dando posse efetiva ao antes vice Michel Temer. Os parlamentares, porém, pouparam a petista da perda dos direitos políticos por oito anos.

Com o resultado, o PMDB de Temer volta à Presidência após um intervalo de mais de 20 anos. O último presidente filiado à legenda foi Itamar Franco (1992-1994), que também assumiu o cargo na esteira de um processo de impeachment.

O impeachment também marca o fim do ciclo petista na Presidência, que foi iniciado em 2003, com Lula. Agora, o PT vai voltar oficialmente a ser um partido de oposição, algo que já vinha fazendo interinamente desde maio, quando Dilma foi afastada temporariamente do Planalto.

Dilma conseguiu preservar seus direitos políticos após alguns senadores petistas, no último dia do julgamento, convencerem o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, que presidiu a sessão do Senado, a dividir a votação em duas etapas: uma sobre a perda do mandato e outra sobre a dos direitos políticos.

O Senado decidiu, então, contra a perda dos direitos políticos de Dilma, o que permite a ela se candidatar em novas eleições ou exercer cargos públicos. No total, 42 votaram a favor, 12 votos a menos que a maioria de dois terços necessária. Houve três abstenções.

“A votação em separado não trará prejuízo nem à acusação e nem à defesa, porque mantém íntegra a soberania das decisões pelo Plenário”, disse Lewandowski.

A votação encerrou um ciclo de nove meses, iniciado quando o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB), um desafeto de Dilma, aceitou um pedido de impeachment elaborado por um grupo de juristas. Eles acusavam a petista de cometer crime de responsabilidade por causa das chamadas pedaladas fiscais e pela publicação de decretos sem a autorização do Congresso.

Com a queda de Dilma, chegou a seis o número de presidentes eleitos pelo voto popular que não conseguiram concluir o mandato após tomarem posse. Com índices recordes de impopularidade e em meio a uma das recessões mais graves da história brasileira, a petista deixa o cargo menos de dois anos depois de assumir o seu segundo mandato, pelo qual foi eleita por 54,5 milhões de votos.

Apoio se diluiu ao longo do processo

Desde o início do processo, Dilma perdeu todas as votações decisivas na Câmara e no Senado que envolveram a continuidade do processo. Em abril, ela não havia nem conseguido o apoio de um terço dos deputados para barrar o processo. O resultado desta quarta-feira já estava sendo previsto há semanas, conforme os aliados de Temer se mostravam confiantes, e Dilma demonstrava dificuldades em contornar a tendência de derrota.

Vários senadores admitiram que os debates e argumentações que ocorreram nas últimas semanas envolvendo o mérito das acusações não fizeram qualquer diferença, e que a maior parte dos parlamentares já havia escolhido o seu lado. Até mesmo alguns petistas já vinham admitindo que seria muito difícil reverter o quadro. Nos últimos dias, aliados de Temer vinham se preocupando apenas em ampliar a sua vantagem na votação.

Desde a votação no Senado que teve como resultado tornar Dilma ré em 10 de agosto, os aliados de Temer conseguiram ampliar sua vantagem em dois votos.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), resolveu votar desta vez e decidiu pela saída de Dilma. Em votações anteriores, o político alagoano vinha evitando tomar posição, alegando que seu posto exigia neutralidade. Já o senador Telmário Mota (PDT-RR), que havia votado contra o impeachment em votações anteriores, mudou de lado e se declarou contra Dilma.

Já o senador e ex-presidente Fernando Collor, que sofreu um processo de impeachment em 1992, também votou contra a petista. Antes da votação, Collor pediu a palavra no Senado e rememorou as circunstâncias da perda do seu mandato.

Vários membros de administrações petistas votaram contra Dilma. Entre eles oito ex-ministros – Edison Lobão (PMDB-MA), Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), Marcelo Crivella (PRB-RJ), Marta Suplicy (PMDB-SP), Cristovam Buarque (PPS-DF), Eunício Oliveira (PMDB-CE) e Romero Jucá (PMDB-RR).

Senadores como Romário (PSB-RJ) e Cristovam Buarque (PPS-DF), que chegaram a declarar ao longo do processo que tinham dúvidas sobre como votar, acabaram decidindo pela perda do mandato de Dilma.

Caso deve ser levado ao Supremo

Antes mesmo da votação final, a defesa de Dilma já havia anunciando que pretende contestar o processo de impeachment junto ao Supremo Tribunal Federal (STF). Duas ações nesse sentido já estão sendo preparadas.

Nos últimos dias, diante da tendência de derrota, Dilma ainda lançou mão de suas últimas cartas. Na segunda-feira (29/08),compareceu pessoalmente ao Senado e discursou por 45 minutos. O tom foi parecido com o de suas últimas declarações públicas. Ela reiterou que considerava o processo uma forma de “golpe” e denunciou o que chamou a deslealdade e traição de ex-aliados.

Desde o início do processo, Dilma afirmou que não pretendia renunciar e que iria resistir até o final. Ela chegou a propor aos senadores e à população que trabalharia para convocar novas eleições caso conseguisse vencer a votação de hoje. Mas a proposta encontrou pouco apoio, sendo rejeitada até mesmo pelo seu próprio partido.

A última fase do processo de impeachment havia sido iniciada na última quinta-feira. Na terça, um total de 63 senadores discursou em uma sessão que se arrastou por 12 horas.

Michel Temer vinha demonstrando impaciência e tentou a todo custo apressar o resultado final para que o peemedebista pudesse viajar para China, onde ocorrereria uma reunião do G20 entre os dias 4 e 5 de setembro.

Fonte: DW

“É o segundo golpe de Estado que enfrento”, diz Dilma

Em primeiro discurso após cassação, ex-presidente diz que foi alvo de um “golpe parlamentar” e que senadores “rasgaram a Constitução”. “É uma fraude, contra a qual ainda vamos recorrer em todas as instâncias”, afirma.

Em seu primeiro pronunciamento após a decisão do Senado de destituí-la do cargo, a ex-presidente Dilma Rousseff declarou que a votação desta quarta-feira (31/08) consumou um “golpe parlamentar” no país e que os senadores que votaram pelo impeachment “rasgaram a Constituição Federal”.

“É o segundo golpe de Estado que enfrento na vida”, afirmou Dilma no Palácio da Alvorada. “O primeiro, o golpe militar, apoiado na truculência das armas, da repressão e da tortura, me atingiu quando era uma jovem militante. O segundo, o golpe parlamentar desfechado hoje por meio de uma farsa jurídica, me derruba do cargo para o qual fui eleita pelo povo.”

A petista classificou sua cassação como “uma inequívoca eleição indireta” e um fato que “entra para história das grandes injustiças”. “Acabam de derrubar a primeira mulher presidenta do Brasil, sem que haja qualquer justificativa constitucional para este impeachment”, disse.

Dilma afirmou que não desistirá da luta e que recorrerá “em todas as instâncias possíveis”. “Eles pensam que nos venceram, mas estão enganados. Sei que todos vamos lutar. Haverá contra eles a mais firme, incansável e enérgica oposição que um governo golpista pode sofrer”, acrescentou.

“Esta história não acaba assim. Estou certa que a interrupção deste processo pelo golpe de Estado não é definitiva. Nós voltaremos. Voltaremos para continuar nossa jornada rumo a um Brasil em que o povo é soberano”, prometeu a petista, ao discursar ao lado de vários políticos aliados.

A ex-presidente ainda convidou os brasileiros a lutarem “juntos contra o retrocesso e contra a agenda conservadora”, fazendo referência ao governo de Michel Temer (PMDB), que agora assume plenamente a Presidência da República até 2018.

“Falo principalmente aos brasileiros que, durante meu governo, superaram a miséria, realizaram o sonho da casa própria, começaram a receber atendimento médico, entraram na universidade e deixaram de ser invisíveis aos olhos da nação, passando a ter direitos que sempre lhes foram negados”, afirmou, pedindo para que as pessoas não sejam tomadas pela “descrença e mágoa”.

Na despedida, Dilma disse que viveu a sua verdade e nunca fugiu de suas responsabilidades, frisando que sai da Presidência como entrou, “sem ter incorrido em qualquer ato ilícito, sem ter traído qualquer um dos meus compromissos”. “Dei o melhor de minha capacidade”, garantiu.

Por fim, dirigiu-se às mulheres brasileiras: “Peço que acreditem que vocês podem. Abrimos um caminho de mão única em direção à igualdade de gênero. Nada nos fará recuar”. Dilma afirmou que “o machismo e a misoginia mostraram suas feias faces” com a decisão pelo impeachment.

EK/abr/lusa/ots

Fonte: DW

Opinião: Sentimento de alívio é o mais perigoso

Baixar a guarda após a catarse do impeachment de Dilma Rousseff é a atitude mais arriscada que os brasileiros podem tomar neste momento, opina Francis França, editora-chefe da DW Brasil.

O Senado Federal votou pelo afastamento definitivo de Dilma Rousseff, 36ª presidente da República, no segundo caso de impeachment na História do Brasil.

O desfecho ocorre nove meses após a abertura do processo, que seguiu o rito previsto na Constituição Federal, embora, no fundo, tenha sido apenas uma formalidade. O destino de Dilma Rousseff já havia sido selado no dia 17 de abril, naquela famigerada votação na Câmara dos Deputados.

E se ao longo do processo as provas contra a presidente afastada ficaram cada vez mais frágeis, cuidou-se para que, pelo menos na forma, o processo fosse impecável, para afastar as acusações de golpe. Os argumentos de defesa e acusação, porém, reverberaram no vazio, pois as convicções já haviam sido formadas.

“O processo é político”, disseram os defensores do impeachment repetidas vezes. Ou “os senadores estão votando o conjunto da obra”. O problema é que processos políticos não estão previstos na Constituição presidencialista, nem o conjunto da obra foi a julgamento. O fato de os Senadores terem votado por manter os direitos políticos de Dilma Rousseff, apesar de a terem afastado do cargo, evidencia a incoerência do processo.

Nada disso importou, porque o Senado encontrou respaldo na opinião pública. Não como no impeachment de Fernando Collor de Mello, em 1992, quando todos estavam contra o presidente. Dilma Rousseff ainda conseguiu manter o apoio de uma parcela da população e recebeu a chancela de diversos intelectuais ilustres.

Mas grande parte de uma população polarizada apoiou o impeachment. Mesmo sabendo que muitos dos que julgaram a presidente respondem a denúncias mais graves do que ela, a maioria dos brasileiros decidiu que os fins justificam os meios e que o mais importante é sair da crise. Uma crise financeira e econômica que foi fruto da lentidão do governo em encarar os problemas, combinada com as pautas-bomba que o Congresso lhe preparou. Dilma caiu na armadilha pelo descompasso crônico de seu governo perante os desafios que enfrentou.

E sem que as provas contra ela ficassem mais contundentes, Dilma foi perdendo respaldo. Já no início foi abandonada por parte de seus eleitores, que passaram a apoiar o impeachment. Ao final do processo, mesmo aqueles contrários ao impeachment não conseguiam imaginar a continuidade do governo Dilma. A única alternativa possível para seu retorno seria com o propósito de convocar novas eleições, uma ideia que ela, mais uma vez, abraçou tarde demais. E quando abraçou, seu próprio partido colocou uma pá de cal sobre o assunto: na véspera do início do julgamento, a cúpula do PT rejeitou a proposta por 14 votos a dois.

O PT certamente calculou que é muito melhor sacrificar Dilma agora e esperar pelas eleições presidenciais de 2018. Nesse meio tempo, aposta que seus adversários se desgastem. Por ironia do destino, o PT pode acabar ganhando mais com o impeachment de Dilma do que ganharia com a continuidade do governo dela.

E se alguém acha que alguma coisa mudou profundamente no Brasil, deveria saber que PT e PMDB – os arquirrivais do impeachment – fizeram alianças em nada menos que 200 cidades para as eleições municipais de outubro próximo.

Aliás, se há um aspecto positivo nessa crise em que o país se afundou, é o fato de o PT, após desperdiçar sua chance ao se envolver com o que há de pior na política brasileira, finalmente perder espaço para dar lugar a uma nova esquerda que possa contrabalançar com legitimidade a temerária onda de direita conservadora e religiosa que se alastra pelo Brasil dos anos 10.

Mas respirar aliviado após a catarse do afastamento de Dilma Rousseff é o sentimento mais perigoso que se pode ter neste momento. Primeiro porque um projeto neoliberal de governo que não foi chancelado por voto algum ditará os rumos do Brasil pelos próximos 28 meses. E, principalmente, porque o país continua nas mãos de dezenas de políticos investigados por corrupção, os quais já deram sinais de que farão o que estiver ao seu alcance para barrar o pacote anticorrupção no Congresso e as investigações da Operação Lava Jato. É preciso continuar atento.

Francis França

  • Francis França editora-chefe da DW Brasil

Fonte: DW

28 Comments

  1. Nickless says:

    Vai tarde incompetente e arrogante.

    Mentiu descaradamente para ganhar a eleição, fez tudo aquilo que disse que o Aécio faria e pior.

    99% dos políticos são todos lixos de esquerda…

    Podem chorar a vontade.

  2. diego says:

    Enfim sra Dilma se junta a seu legado… 12000000 de desempegados! Isso sim é real justiça social.

    • luiz anselmo pias perlin says:

      Tu acreditas mesmo nisto que foi feita justiça,que ela vai ficar desempregada, alias desempregada sim mas sem salario duvido, tu repareaste que ambos os lados se ofendião e trocavam acusações, e nos cantos se reunião e davam gargalhadas,JUSTIÇA PARA MIM SERIA A PRISSÃO E O CONFISCO DE TODOS OS BENS DOS ENVOLVIDOS POIS QUEM REALMENTE ESTA PAGANDO PELOS CRIMES DELES SOMOS NÓS TRABALHADORES.

  3. general-lee says:

    Ja vai tarde……imprestavel…..e mentirosa.. sds

  4. Warpath says:

    Cassada à vermelha não é mesmo? Aplicaram foi um GOLPE. Isso sim. Um golpe contra a nossa Constituição ao permitir SEM BASE LEGAL, que dita cidadã NÃO PERCA seus direitos políticos!

    Art.52 – (…) Parágrafo único. Nos casos previsto nos incisos I e II, funcionará como Presidente o do Supremo Tribunal Federal, limitando-se a condenação, que somente será proferida por dois terços dos votos do Senado Federal, à perda do cargo, com INABILITAÇÃO, por OITO ANOS, para o exercício de função pública, sem prejuízo das demais sanções judiciais cabíveis.

    Articulação ardilosa só pra fugir do juizado de 1ª instância. Óbvio que a classe teatral/política agradece, afinal, já imaginaram como seria maravilhoso a ex-presidente botar a boca no trombone? Eh… Brasil e seus eternos 50 tons de vermelho…

    • Melkor says:

      Meu sonho seria que ela e os membros de todos os grupos terroristas dos quais participou fossem investigados para se levantar se e quantos bancos foram roubados, quantas armas foram roubadas de quartéis, quantas pessoas foram sequestradas e torturadas( a diferença aqui é que acho que nenhum torturado por eles sobreviveu para contar a história), quantas pessoas foram assassinadas, etc. Eles adoram se fazer de vítimas, dizer que foram torturados, etc, só não dizem qual era a oração que estavam rezando quando foram levados pela polícia. Impeachment não é nada, o Brasil precisa é de justiça de verdade.

  5. Rafa_positron says:

    Ja sabemos o posicionamento de cada um aqui

    adianta debater? Não !

    A ideologia ficou acima dos aspectos juridicos….. EU VI HOJE UM SENADOR DIZENDO QUE NÃO HOUVE CRIME DE RESPONSABILIDADE… MAS QUE ELA SERIA CASSADA PQ NÃO TINHA CONDIÇÕES POLITICAS…

    Golpista nunca se reconhece como tais

    o melhor é esperar o julgamento da Historia… essa sim é uma juiza IMPARCIAL e JUSTA

    No mais, como diria Galileu

    “A verdade é filha do tempo e não da autoridade”

    Agora interessante: O Governo deu um golpe pra acabar com o Bolivarianismo e correu pra China pra beijar a mão do PC Chines pq sabe q sem eles NADA FEITO !!!!

    • S-88 says:

      Então se a reunião do G20 houvesse sido realizada em Londres o governo teria ido beijar a mão da Rainha pois sem ela nada feito?

  6. A Máquina Troll says:

    neste momento o mundo já encontra-se em terceira guerra mundial…as vias de fato ainda virão, mas são inevitáveis como o inverno..os motivos por trás disso tudo tem a verem com a disputa pela hegemonia global e a ameaça que emergentes representam potencialmente para os eua hoje…em especial a China PRC e a Rússia…pois disputam/tomam/ameaçam hoje áreas de influencia e mercados do ocidente..representando assim uma ameaça a hegemonia deles …é algo inconteste e irreversível…o mundo se encaminha para a multipolaridade…a hegemonia e o status quo dos eua estão perdendo gradualmente força…perdem gradualmente áreas de mercados, influencia e poder..….

    os eua se movimentam para proteger e garantir suas áreas de influencia e mercados aonde podem..pois sabem que daqui a algumas décadas o mundo se tornara multipolar e o mercado mundial não mais centrado/baseado no dólar….o que esta por trás de todos os conflitos, distúrbios e golpes que ocorrem no mundo hoje é uma guerra velada dos eua contra o grupo Brics…pois o potencial de blocos independentes como os Brics está justamente na qualidade de atuar como polos soberanos em uma economia global…entre algumas razões para os Brics representarem uma ameaça real ao poder e status quo do ocidente encontram-se o impulso para o comércio em suas próprias moedas… ignorando o dólar estadunidense…. a criação do banco de desenvolvimento do BRICS… a declarada direção para uma integração da Eurásia, etc…..esse grupo de países já criaram um banco e pretendem utilizar uma moeda que não o dólar e isso está causando pavor nos eua pois eles somente conseguem manter seu domínio no mundo com sua moeda pois é o único país que pode emitir moedas sem lastro!…é uma guerra velada contra cada um dos principais atores do BRICS que atuam hoje como uma contrapartida real de poder à hegemonia estadunidense…na Rússia por ex tudo foi jogado contra ela…desde sanções até a completa demonização… desde um ataque à sua moeda até a uma guerra nos preços do petróleo… incluindo até mesmo tentativas patéticas de iniciar uma revolução colorida nas ruas de Moscou…mas lá o povo é patriota não é como aqui que meia dúzia de vira latas corruptos/entreguistas e uma mídia ainda mais corrupta, venal e traidora conseguem desestabilizar politicamente um país gerando recessão como infelizmente fizeram aqui…

    o governo petista apesar de ser corrupto representa uma ameaça a seus interesses e influencias no atlântico sul…existe hoje uma projeção brasileira para esta região…já que desperta importância geoeconômica e geopolítica devido a seus recursos naturais…o Atlântico Sul surge assim como plataforma para o estabelecimento de parcerias estratégicas entre os países que banha e destes com os estados asiáticos revelando-se decisivo para o desenvolvimento das políticas de cooperação Sul-Sul….

    o Brasil começa a se tornar um importante exportador de capital e tecnologia….além de um tradicional e agora competitivo exportador de produtos primários, serviços e manufaturas….a África é uma das regiões mais adequadas aos investimentos das empresas brasileiras ainda que o continente seja marcado por alguns regimes instáveis…é uma das poucas fronteiras naturais ainda abertas para a expansão dos negócios em setores como o petróleo, gás e mineração e o conhecimento brasileiro em medicina e agricultura tropical constitui uma oportunidade ímpar para os países africanos de importar soluções efetivas para o desenvolvimento nestas duas áreas…

    o governo petista perdoou mais de US$ 900 milhões em dívidas de países africanos com o Brasil…isto não foi por filantropismo…foi para abrir caminho para a Odebrecht…para a Camargo Correa…para a Andrade Gutierrez….foi para abrir o caminho para as empreiteiras e construtoras que financiaram o pt…

    pelas mesmas intenções aparelham a “oposição” deste pais…e patrocinador de político algum faz algo por filantropismo….e sim por interesses….por algo em troca….estas “forças ocultas” não apoiam e financiam oposição por filantropia…não existe almoço grátis….é para abrir caminho para seus “interesses” também…por isso o discurso destes corruptos tupiniquins a serviço destas “forças ocultas” gira sempre em torno de privatizar tudo a estrangeiros….enquanto tentam convencer o pais de que tudo isso é para salvar a nação da “corrupção e da ameaça comunista” essa mesma gente enche os bolsos de propina…em troca de entregar a correia, a soberania, o patrimônio e as riquezas naturais do pais a estrangeiros…e o mais triste disso tudo é a participação de militares… como ficou evidenciado nas escutas do Jucá…é a comunhão de militares nisso ai….é a compactuação de quem deveria estar zelando pela soberania, segurança e integridade desta nação…

    o que esta por vir aqui é a maior pilhagem da historia deste pais…neste pais, por qualquer “cacho de bananas” sabotam e destroem a própria soberania, independência e desenvolvimento desta nação….o complexo de vira lata da maioria do povo deste pais jamais permitira que esta pátria se desenvolva e se torne independente e soberana…A corrupção não é um privilegio de políticos….Não existe político corrupto…. Existe o corrupto que foi transformado em político ….Representante real daqueles que o colocaram no poder!.. Um governo consiste no reflexo de seu Povo….Se ha aqui um governo corrupto é porque o povo que o ELEGE é corrupto….

    hoje existem interesses estadunidenses no enfraquecimento do Brasil no contexto dos Brics….o objetivo central é dominar estados independentes e soberanos, possíveis ameaças a sua hegemonia e interesses….suas movimentações pelo o mundo hoje visam impedir a expansão ou consolidação de emergentes como a China…por ex na Nicarágua a China esta construindo um canal rival ao do Panamá…..no que os BRICS começam a pretender ao papel de jogador global independente os eua tentam por em ação pelo o mundo operações secretas de derrubadas de governos que buscam/intencionam aproximações com os BRICS ou mesmo o ingresso neste grupo….colocaram em ação aqui neste pais o mesmo que fizeram no Paraguai e em Honduras…uma nova Operação Brother Sam foi posta em ação neste pais…movimentos como o “Vem Pra Rua” organizados por organizações de fachada estrangeiras são nada mais do que novas Marchas Da Família Com Deus Pela Liberdade postas em ação….

    o golpe de 1964 foi articulado em três frentes…a militar, a empresarial e a política…A primeira foi montada pelo adido militar da embaixada dos EUA, general Vernon Walters, especialista em golpes mandado ao Brasil para mais um…. A segunda foi executada pelo próprio embaixador Lincoln Gordon, junto ao grande empresariado e a meios de comunicação…. E a terceira ficou a cargo de uma entidade da CIA chamada Ibad, montada e dirigida por um tal Ivan Hasslocher, deslocado para a Suíça logo depois do golpe….. Antes disso, outro embaixador americano, Adolf Berle Jr., orientou, com sua equipe, uma conspiração militar para derrubada de Getúlio. Repórteres americanos como John Gerassi e ex-agentes da CIA como Phillip Agee, entre muitos outros, publicaram artigos, reportagens e livros sobre a atividade de agentes na América Latina e, em particular, no Brasil….. Foram muito pouco publicados aqui….. Não se esperariam atitudes, contra essa liberdade de invasão da CIA, por parte dos seus aliados-beneficiários brasileiros, fossem ainda conspiradores ou já governo…. Mesmo os alvos da ação, porém, jamais usaram dos seus poderes legais para contê-la…… Todo o governo Jango sabia das atividades de Gordon e de Walters….. Em Pernambuco e em Goiás foram identificados agentes insuflando lavradores…. O governo nada fez…. Desde sempre consta da legislação brasileira que os militares são responsáveis pela soberania nacional….. Nenhum dos seus chefes se moveu contra as violações praticadas pelos americanos…..

    Segundo escreve Hugh Wilford em The Mighty Wurlitzer, How the CIA played America, a vinda do Padre Peyton ao Brasil foi decidida no final de 1962, em Washington, com apoio da Agência Central de Inteligência (CIA), no contexto da guerra fria. A operação clandestina mais importante para derrubar João Goulart foi intermediada por um multimilionário devoto do catolicismo, J. Peter Grace. Não era apenas uma questão de fé. Grace tinha interesses econômicos na América do Sul em transporte, açúcar e mineração…

    Em 31 de Março de 1964 foi deflagrada a Operação Brother Sam, que, segundo a imprensa e documentos já em domínio público liberados pelo governo estadunidense, consistia no envio de 100 toneladas de armas leves e munições, navios petroleiros com capacidade para 130 mil barris de combustível, uma esquadrilha de aviões de caça, um navio de transporte de helicópteros com a carga de 50 helicópteros com tripulação e armamento completo, um porta-aviões classe Forrestal, seis destróieres, um encouraçado, além de um navio de transporte de tropas, e 25 aviões C-135 para transporte de material bélico…

    Queriam a intervenção rapidamente, se o golpe não tivesse vingado, o Brasil seria invadido, a poderosa Frota do Caribe estava entre 50 e 12 milhas náuticas ao sul do Espírito Santo, nas águas próximas à cidade do Rio de Janeiro….

    Documento do Congresso estadunidense comprova a ação intervencionista: O papel dos Estados Unidos nestes eventos era complexo e às vezes contraditório. Uma campanha de imprensa anti-Goulart foi realizada ao longo de 1963, e em 1964 apoiada por Johnson. O embaixador Lincoln Gordon admitiu mais tarde que a embaixada tinha dado dinheiro a candidatos anti-Goulart nas eleições municipais de 1962 e encorajado os conspiradores; que muitos agentes das Forças Armadas dos Estados Unidos e pessoal extra da agência de inteligência estavam operando no Brasil; e que havia quatro navios tanques e o porta-aviões USS Forrestal da Marinha dos Estados Unidos, numa operação de codinome Brother Sam. As forças estavam ao largo da costa e, em caso de necessidade durante o golpe de 1964, agiriam rapidamente. Washington reconheceu o novo governo imediatamente após o golpe em 1964 e uniu-se ao coro que cantava que o golpe de estado das “forças democráticas” barrou o comunismo internacional. Em retrospecto, parece que a única mão estrangeira envolvida era a de Washington, embora os Estados Unidos não fossem o ator principal nestes eventos. Na verdade, a linha dura do exército brasileiro, pressionou Costa e Silva a promulgar o Quinto Ato Institucional (AI-5) no dia 13 de dezembro de 1968. Este ato deu para o presidente poderes ditatoriais, o Congresso e assembleias legislativas foram dissolvidos, foi suspensa a constituição, e imposta a censura .

    Nos telegramas, reconhecem também o envolvimento dos EUA no “apoio encoberto para manifestações de rua “pró-democracia” … e incentivo [do] sentimento “democrático e anti-comunista” no Congresso, nas forças armadas, no ambientes de trabalho e grupos de estudantes, igreja, e nas empresas” e que ele “poderia pedir um modesto financiamento suplementar para outros programas de ação encobertas em um futuro próximo….

    • Mariano S Silva says:

      Máquina Troll, nada como um pouco do passado para iluminar o que, realmente ocorre no presente. Grato por nos brindar com os detalhes que forneceste. Quem sabe mais pessoas entenderão o que de fato está acontecendo!

  7. Rafa_positron says:

    ps: Só se lembrem que a GLOBO se desculpou por ter apoiado o Regime de 64…. isso 20 anos depois do final da ditadura militar

    vamos ver daqui a 20 anos como vai ser quando tiverem q reconhecer q uma inocente foi cassada por não querer beijar a mão do Eduardo Cunha (que segue impune)

    vamos

    Tem coisas que nem a vontade trilogiopata pode mudar

  8. Amém

  9. Renato de Mello Machado says:

    Já foi tarde,queria transformar nosso país em Venezuela nos rebaixando.Aqui é Brasil.

  10. A Máquina Troll says:

    dos envolvidos investigados por esta lava jato apenas 1 quinto dos políticos são do PT…a maior parte são de partidos ditos “conservadores” como o PP…mas nós vemos em nossa mídia “imparcial e isenta” foco só nos petistas…como se fossem apenas eles envolvidos em tudo..as mesmas empresas que formaram cartel na Petrobras e na Valec estão construindo o metrô de São Paulo(com Alckmin do PSDB) e construíram também o novo centro administrativo de Minas Gerais contratadas por Aécio do PSDB….seria muita ingenuidade achar que não pagaram propina para todo mundo como vêm fazendo há décadas…então fica a pergunta: por que pegar só o PT e seus aliados?..tem que prender todo mundo na mesma cela, Lula, Aécio, Alckmin e 99,0 % dos deputados e senadores deste pais hoje……

    nesta operação lava jato NUNCA pegam os ladrões do PSDB, DEM & Cia!.. como posso acreditar que é uma operação séria se o mensalão tucano não da em nada?!…o roubo do metrô paulista que atingiu do Covas ao Alkimin também não deu em nada….Furnas que atinge Aécio está lá sem nenhum repercussão…onde estão os recursos desviados do aeroporto de Cláudio em MG?!..onde estão os recursos da sede administrativa de minas construida superfaturada pelas mesmas empresas corruptas da lava jato?!…meu intento aqui não é defender o PT…são corruptos de fato…mas sim mostrar que tudo isso não trata-se de uma guerra de mocinhos/”salvadores da pátria” contra bandidos e sim de guerra de interesses…das mais obscuras e atrozes que se possa imaginar….de fato o combate da corrupção é importante…apoiaria o Moro se ele fosse imparcial…coisa que ele não é!…os vazamentos só prejudicam um partido..a busca do mpf de curitiba é somente do período PT no governo sendo que jornalistas já denunciam rombos na Petrobras desse o fim do período militar…….o pai do Moro é fundador do PSDB do Paraná…

    é facção do morro A contra facção morro B…quem está de fora não vê a hora de assumir o controle da “boca”…custe o que custar…..”Pros amigos tudo, para os inimigos, a Lei”…..engaveta, arquiva, abafa que a facção do morro A precisa reassumir o controle da “boca” conquistada pela facção do morro B…….bobo quem pensa que nesse jogo a mocinhos e bandidos…só tem bandido…não há saída… pois tudo está igual a ninho de ratos…acaba-se com um…aparecem dez para substituí-lo…

  11. A Máquina Troll says:

    ” Brasil: Presidente Dilma Rousseff é cassada pelo Senado

    Posted by Konner”

    https://www.youtube.com/watch?v=6D3V6YjqSoU

  12. F.Junior says:

    Um golpe parlamentar bem planejado, algo que em minha opinião vem desde 2006, quando o Michel Temer deu informações aos EUA. O fato é que querem nos neocolonizar. O gigante ao sul do equador não pode prosperar. Querem nossas riquezas, precisam delas para sobreviverem. Enquanto tivermos serviçais e traidores, não passaremos de um arremedo de país.

    • Luis says:

      SE eu tivesses que apostar , eu apostaria que o Temer após o governo mequetrefe dele, poderá cair no ostracismo. Acho que com o tempo ele será execrado e será para sempre o eterno golpista. Mas isso é problema dele. O estrago que ele fará será irreversível. Como ele tem que retribuir aos seus chefes ele ira , dentre outros, privatizar a Petrobras. Muitos vao dizer que é melhor para o pais. Não é.

      Mesmo porque a questão não é essa, a questão é que isso interessa ao grande capital. Fora que o Serra ja tem anos que está comprometido com o grande capital e se comprometeu com a Chevron anos atras como todos sabem.

      SE ele quisesse privatizar o pre sal que o fizesse as claras, apresentasse um programa de governo, fosse eleito e ai a sim o fizesse, ao invés de cometer a covardia de agir na calada da noite. Teve que entrar pela porta dos fundos porque pelo que me lembro nem o Aécio dizia que venderia a a Petrobras(pre sal).

  13. Alessandro says:

    sabe oq é pior ? no ultimo dia de julgamento, o Ministro Lewandoski, e o senador Renan Calheiros, aplicaram uma FRAUDE na constituição brasileira.

    passaram por cima do art. 52 descaradamente, aonde é muito claro e cristalino no que diz :

    vota-se “a perda do cargo, COM inabilitação, por oito anos, para o exercício de função pública, sem prejuízo das demais sanções judiciais cabíveis.”

    não tem nem oq discutir !! Qualquer outro argumento seria IRRELEVANTE ! Mas, estamos no Brasil, o país do JEITINHO brasileiro, e conseguiram achar uma outra maneira de “interpretar” a preposição “como” rsrs… só rindo pra não chorar.

    os Petistas podem comemorar ? Sim e não ao mesmo tempo. Sim pq a Dilma escapou de perder seus direitos políticos, e foi PREMIADA. Amanhã se algum político maluco quiser nomear ela para trabalhar na Petrobras, ela estaria “apta” devido essa manobra Anticonstitucional

    Mas por outro lado, os petistas tbm devem ficar temerosos, pq o E. Cunha pode se aproveitar desse PRECEDENTE, e escapar de ficar inelegível por 8 anos, olha q situação q o senhor Lewandoski colocou o país.

    agora, qualquer político q cometer um CRIME, e for cassado, tem boas chances de ESCAPAR e continuar com seus direitos políticos, e ser premiado com algum CARGO PÚBLICO graças essa “interpretação”. Não é “maravilhoso ? rsrs…

    não dá pra levar a sério esse país !

  14. Foxtrot says:

    È vivemos um grande retrocesso com essa ação.
    Voltamos a viver uma ditadura com “verniz ” democrático, na minha modesta opinião haverá um grande retrocesso para as maiorias marginalizadas da sociedade nacional ( leia-se Negros,índios, mulheres, e homossexuais).
    Fazer o que? afinal de contas o país e suas instituições nada mais são do que o reflexo de seu povo e sociedade.

    • Vilson says:

      Para mim foi extirpado da sociedade Brasileira um câncer,porquê incompetência isso ela tinha de sobra,politico bom é igual nota de R$ 3,00 torço para que o Temer faça um bom governo,mas é outro câncer só que dos males o menor,e a história se for parcimônia dirá que só tinhamos bandidos e muita gente tola que dava crédito a eles. outra coisa empresa publicas eu era contra privatizações revi meus conceitos acabe com elas Temer é só cabide de emprego para apadrinhados politicos,duvido que nosso presidente ira fazer isso como falam,tem muito afiliados politicos,mas torço por um governo bom,caso contrário nossa população morre a mingua.

    • A Máquina Troll says:

      cada povo tem o pais que merece senhor Foxtrot….vc viu algum beneficiário do bolsa família, minha casa minha vida ou do Prouni fazendo protesto contra tudo isso?!…eu não vi um…só os militantes agremiados do partido…pois estão se lixando para quem criou os benefícios para eles…o benefício esta garantido e seguro daqui pra frente pois sabem que nenhum governo mexera neles……tanto que transformaram em política de estado…

  15. Foxtrot says:

    Justiça, a mesma justiça que foi feita no caso dos anões do orçamento( que diga-se de passagem não era governo petista ou de esquerda)? a mesma juiíça que foi feita nos casos dos Sangue Sugas, Máfia do INSS, Prosub, Gripen, Concessão da base de Alcantara para os E.U.A ( que diga-se de passagem será aprovada no governo de Temer)??
    Não sejam cegos idealistas, trocamos 6 por meia duzia.
    A única diferença e que o novo governo olhará para empresários e elite abastada desse país que não é nação.
    Acordem pelo amor de deus!!!
    O que precisamos e de uma nova ” Tomba da Bastille” Tupiniquim.
    Tora todos aqueles Ratos de lá e colocar verdadeiros representantes do povo lá.
    Mas ai vem a dúvida, realmente existe isso num país com sociedade corrupta e desigual por natureza ???

  16. Athos says:

    Após as eleições dos EUA vão perceber que a Globalização será enterrad. O, Brexit deveria ter feito a ficha cair em mais idiotas.

    E aí ficamos como após aplicar a Globalização sem que os autores apliquem nos próprios países, uma vez que o TIPP não saiu nem nunca sairá….porque será?

    A maior decepção foi as FFAAs que mais uma vez se mostraram acéfalas.
    Como na década de 60 onde tinham como ÚNICO TRABALHO PARA O REGIME fazer a bomba e o que fizeram estes idiotas?
    O mesmo que agora, nada. Porque Universidade é coisa de comunista, então, vamos mandar um engenheiro para os EUA com o intento de aprender com eles aquilo que eles nos sabotam….tem idiota maior?

    As FFAAs estão se mostrando SEM FUNÇÃO para o país!
    Como não percebem que o NÃO alinhamento era do interesse nacional???…e ainda é. Olhe o mundo e para onde ele vai idiota.
    Até a Europa desembarcando….idiotice tem limites!

    • A Máquina Troll says:

      “RatusNatus

      Hoje 13:40”

      onde é que esta os milhões dos beneficiários do bolsa família pra fazer protesto contra tudo isso?!…porque até hoje eu só vi algumas centenas de militantes agremiados do partido fazendo algum protesto….eu repito, reitero e ratifico…o problema do Brasil é o brazileiro !!!!!!!!!!!

  17. cabeça de Jarro says:

    Democracia sofreu mais um GOLPE,
    Urnas cairam em descredito.

  18. luiz anselmo pias perlin says:

    Minha sugestão e criar um Projeto de lei, Prissão de 52 anos que devem ser cumpridos na integra e confisco de todos os bens de envolvidos em corupção, super faturamento de obras, desvios de verbas publicas, passar a quantidade de partidos para, sete criar um partido militar onde seus integrantes só possão concorrer a senador, deputado, e presidencia, HÁ lembrando caso algum envolvido nestes crimes presenteie seus parentes autuar o parente de envolvimento no crime contra o Pais e o povo brasileiro, apósto que se não acabarmos com a corupção com certesa diminuiremos em 97% Lembrando que crime no Brasil da lucro se eles tiverem a certesa de que se forem pegos perderam tudo e ainda colocaram seus parentes e conhecidos no perigo A PUNIÇÃO tem de impor terror pois se não acabar com o crime com certesa diminuira exprecivamente e se os grandes criminosos tiverem medo da pena imaginem os pequenos.

  19. exiled says:

    agora sim o novo governo pode abrir seu pacote de malvadezas

  20. rprosa says:

    Senhores que Dilma, Lulla e o pt deveriam sr defenestrados de nossa política não h dúvidas´, porém a forma ardilosa que foi efetuado não merece outra alcunha que não seja golpe parlamentar, fraude ou farsa.

    Primeiramente porque apesar dos esforços hercúleo empreendidos, ficou evidente que não houve rime de responsabilidade, e se o fato de Dilma ter usado dos denominadas pedaladas o seu sucessor também utilizou, assim como todos os governadores e mais de 70% dos prefeitos, ou seja, deveria ter havido uma devassa política no Brasil, porem só se ateram a Dilma quanto ao resto se calaram.

    Da mesma forma, quem duvidava da articulação entre PSDB, PMDB e STF, como articuladores do golpe, do impeachment fraudulento, etc, este casamento ficou patente primeiro quando nosso “exemplar” e ‘honroso” presidente do Senado, diz em alto e bom som que interferiu junto ao STF para interceder contra prisão da senadora Gleise Hoffman e de seu marido Paulo Bernardo.

    Depois se permite que Dilma mantenha os privilégios menos as viagens de avião e residência e como gran finale, transforma-se a Constituição Federal em letra morta, ao se rasgar o texto constitucional e permitir que Dilma seja julgada em duas parte primeiro o impechment depois a inelegibilidade, contrariando o que diz o art. 52.

    Fica evidente aos olhos de todo os brasileiros, que PMDB, PSDB e STF entre outros não querem que a Lava-Jato prossiga e alcance tucanos, pemedebistas, democratas, assim como atinjam nosso poder judiciário, e diversas outras instituições.

    Tenta-se não acabar com a investigação na Petrobrás, porque esta é fixinha, sim tenta-se impedir a abertura da caixa preta de Furnas, do BNDES, da Caixa, dos Correios, da Eletrobrás, etc.

    E o que deixa mais indignado é que o 100% do povo brasileiro tem ciência disso, mas prefere ocultar o sol com peneira e se travestir de coxinha, e apoiar um governo que já nasceu para dar um golpe nos brasileiros, um governo que já nasceu prometendo corte de verbas mas que aumentou as despesas em todos os sentidos para arregimentar parceiros, um governo que argumentou a defesa da riqueza e da soberania brasileira, mas quer privatizar todas as nossas estatais lucrativas e simplesmente submeter a politica externa brasileira aos rigores e sabores de Washington e Bruxelas.

    Pobre povo brasileiro será que sua sina e sempre ser o mascote nunca o jogador ou estrela principal, já fostes petralha, vermelhuxo, pão com mortadela e agora é coxinha e vai pagar o pato, fostes tão corajoso ao pedir fora Dilma, por que não fostes mais voluntarioso e exigiu também o fora Renam, fora Cunha, fora Aécio, fora Temer, fora Serra, fora Alckmin, fora corruptos em geral.

    Aguentamos quase 16 anos de roubalheira do PT quantos anos será que vamos aturar PSDB e PMDB.

shared on wplocker.com