Defesa & Geopolítica

Turquia não dá sinais de frear campanha na Síria, apesar de preocupações do Ocidente

Posted by

O chefe do Exército da Turquia não deu sinais de que seu país irá desacelerar uma ofensiva na Síria que os EUA criticaram por estar visando tanto combatentes curdos apoiados pelos Estados Unidos quanto jihadistas, e disse que seus sucessos mostraram que o golpe de Estado fracassado do mês passado não afetou seu poderio militar.

Forças apoiadas pelos turcos iniciaram a ofensiva na semana passada ao capturar a cidade fronteiriça síria de Jarablus do Estado Islâmico, e depois avançar sobre áreas controladas por milícias alinhadas aos curdos que vêm recebendo ajuda norte-americana no combate aos jihadistas.

A Turquia, que combate uma insurgência curda em seu próprio território, disse com todas as letras que a chamada “Operação Escudo do Eufrates” tem o objetivo duplo de expulsar o Estado Islâmico e impedir que forças curdas ampliem as áreas que controlam ao longo da fronteira turca.

Washington disse que a operação de seu aliado da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) arrisca minar a luta contra o Estado Islâmico por estar se concentrando nas milícias alinhadas aos curdos. Ancara afirma que não irá receber ordens de ninguém sobre como proteger a nação.

“Ao levar adiante a Operação Escudo do Eufrates, que é crucial para nossa segurança nacional e para a segurança de nossos vizinhos, as Forças Armadas turcas estão mostrando que não perderam nem um pouco de suas forças”, disse o chefe do Estado-Maior, Hulusi Akar, em um comunicado emitido nesta terça-feira para marcar um feriado nacional.

Às vésperas do feriado do Dia da Vitória, o presidente turco, Tayyip Erdogan, disse que a operação irá continuar até que todas as ameaças, incluindo a dos milicianos curdos, tenham sido removidas da região da fronteira.

A Turquia ainda se recupera de uma tentativa de golpe no mês passado durante a qual comandantes militares rebelados usaram aviões de guerra e tanques para tentar depor Erdogan e o governo, expondo divisões na segunda maior força militar da OTAN.

Ecoando os temores dos EUA sobre a ofensiva de Ancara na Síria, o presidente da França, François Hollande, disse entender a necessidade da Turquia de se defender do Estado Islâmico, mas que atacar forças curdas que lutam contra os jihadistas pode incendiar ainda mais a guerra civil síria de mais de cinco anos.

“Estas intervenções múltiplas e contraditórias implicam em riscos de uma conflagração generalizada”, opinou ele durante um encontro de embaixadores franceses.

Edmund Blair e Asli Kandemir

Andrew Callus e John Irish – Paris / David Dolan e Nick Tattersall – Istambul

Edição/Imagem: Plano Brasil

Fonte: Reuters

 

12 Comments

  1. Arc says:

    Creio que já entendi o que as conversações entre Erdogan e determinadas autoridades visavam trocar…a cabeça dos curdos.

  2. trondeadman00 says:

    Cada vez mais tenho a convicção de que esse “golpe” na turquia não passou de um plano idealizado pelo próprio “sultão” turco para conseguir se livrar da oposição e se firmar como mais um autocrata no mundo…

    • JOJO says:

      trondeadman00, nao da para falar ou escrever sobre o que passa na Turquia com conviccao. So podemos emitir opinioes de carater provisorio.Eu acompanho a imprensa internacional alternativa, e parece que quanto mais leio sobre o assunto, menos certeza eu tenho do que esta ocorrendo. Iniciamente quando foi anunciado que Turquia invadiu Siria, pensei que outra vez Putin foi ludIbriado, desta vez por Endorgan. Foi Putin que informou Endorgan do golpe que os militares estavam planejando para depo-lo conforme ordem da OTAN.. Mas li um comentarista russo de certa reputacao, Andrew Korybko, e a turca- norte americana Sibel Edmonds, que julgo ser uma das melhores comentaristas sobre a , Turquia, e ela falou antes da Turquia ter invadido a Siria, e ambos afirmam que Endorgan agiu em coordenacao com os russos.. Para os russos os curdos que se fodem. Mas depois li membros do governo de Assad criticando a invasao turca de seu territorio. Teria Putin traido Assad para conseguir alianca com Endorgan? E nao se pode esquecer que o noticiario da invazao turca disse as tropas turcas teve cobertura dos avioes militares norte americanos e da OTAN. Mas agora o noticiario e que os EUA estao condenando o governo turco. por este ter atacado nao so os curdos mais alguns militantes sunitas que estao lutando contra Assad. A situacao e confusa, por isso tenho evitado escrever muito sobere o assunto…

      • A Máquina Troll says:

        “Teria Putin traido Assad para conseguir alianca com Endorgan? ”

        teria tudo não passado de um mero jogo de cena?!…

  3. Junior Almeida says:

    Os curdos já foram bater na porta do Irã. Será uma segunda festa dos Houtis?

    • Os iranianos também combatem os curdos , não acredito que haja a minima possibilidade de ajuda aos curdos por parte do Irã

    • JOJO says:

      Escapar de ser devorado por um crocodilo e ser engolido por uma sucuri nao e uma opcao de fazer os outros sentir inveja. Repito, pobres os curdos, estao fujijo.!.

  4. natsu-kunn says:

    Deixa os turcos vão tomar remédio deles.. depois choram pra OTAN, EUA e compania..

  5. Tudo combinado com os Russos e com Assad …lamentável!

    • Vandrade says:

      Arrisco a dizer ” Tudo combinado com os Russos, com Assad e com os Estados Unidos…lamentável.

  6. César A. F. says:

    Os curdos se dizem “traídos” pelos os EUA…
    Mais um na lista, rsrsrsrs…

    Daqui eu estou a rir, muito.

    • Professor says:

      Esse pessoal é que nem mulher de malandro, apanha, apanha e não aprende.

      Meus Deus, perdi a conta de quantos crimes os Estados Unidos cometeram e passaram incólumes. Pergunto: quantos ainda cometerão, sem a devida punição?

shared on wplocker.com