Defesa & Geopolítica

Milícia curda apoiada pelos EUA é atacada pelas tropas da Turquia na Síria

Posted by

Tanques do exército turco  estacionados junto a fronteira com a Síria em Karkamis – Turquia.

Tropas turcas dispararam contra combatentes de milícia curda apoiada pelos Estados Unidos no norte da Síria nesta quinta-feira, mostrando as complicações de uma incursão que tem como objetivo proteger a região de fronteira tanto do Estado Islâmico quanto dos avanços curdos.

Homens das forças de operações especiais dos EUA combatendo com seus uniformes identificados com a insígnia das tropas curdas, na aldeia de Fatisah, na província síria ao norte de Raqqa em 25 de Maio de 2016 – © Delil Souleiman (AFP)  

Comandos dos EUA vestindo uniforme com a insígnia das tropas curdas 25 de Maio de 2016 – © Delil Souleiman (AFP)

Rebeldes sírios apoiados pelas forças especiais turcas, tanques e aviões entraram em Jarablus, um dos últimos redutos do Estado Islâmico na fronteira entre a Turquia e a Síria, na quarta-feira.

O presidente Tayyip Erdogan e autoridades do governo deixaram claro que o objetivo da “Operação Escudo Eufrates” é tanto impedir a milícia curda YPG de tomar territórios e ocupar o espaço deixado pelo Estado Islâmico, quanto eliminar o próprio grupo islâmico radical.

Uma fonte da área de segurança turca afirmou que o Exército bombardeou as Unidades de Proteção do Povo (YPG) no sul de Jarablus. A Anadolu, agência estatal turca, descreveu a ação como tiros de alerta.

Tiros e explosões ecoaram na região nesta quinta-feira, um dia depois do início da operação.

Algumas explosões se deram quando as forças turcas desarmavam minas e armadilhas deixadas pelo Estado Islâmico, em retirada, segundo Nuh Kocaaslan, prefeito de Karkamis, que fica próxima a Jarablus, do outro lado da fronteira. Ele disse que três rebeldes sírios apoiados pelos turcos foram mortos, mas soldados turcos, não.

A Turquia, cujas Forças Armadas é a segunda maior da Otan, exigiu que a YPG fosse para o lado leste do rio Eufrates em uma semana. A milícia curda foi para o lado oeste neste mês, como parte de uma operação apoiada pelos EUA, agora finalizada, para capturar a cidade de Manbij do Estado Islâmico.

Humeyra Pamuk e Umit Bektas

Edição/Imagem: Plano Brasil

Fonte: Reuters

 

 

2 Comments

  1. Athos says:

    O tabuleiro ficou meio confuso para se explicar.
    Pode parecer que a Rússia está tranquila mas essa incursão da Turquia é um complicador e tanto.

    Repare que ainda não saiu artigo para explicar o movimento PORQUE pode ser em qualquer direção.
    Ainda não há certezas quanto ao diagnóstico.

  2. Athos says:

    Mais uma coisa para deixar a história mais confusa ainda.
    Turquia ataca forças curdas, que tem apoio dos EUA, com apoio da USAF.

    Kkkkk, falta apenas realizar o fracasso.

shared on wplocker.com