Defesa & Geopolítica

Novo Tupolev Tu-160M2 terá teto de voo de 18 mil metros

Posted by

No final de 2016, o Ministério da Defesa da Rússia receberá o primeiro lote de novos motores NK-32 para bombardeiros estratégicos Túpolev Tu-160M2. Segundo seus desenvolvedores, o motor permitirá que a aeronave alcance a estratosfera, a uma altitude de 18 mil metros.

“A nova versão do motor NK-32 poderá funcionar não só como um motor a jato para aeronaves, mas também como um motor de foguetes. Como resultado, o Tu-160M2 poderá atingir tal altitude, que não poderá ser derrubado pelos existentes sistemas de defesa aérea”, disse uma fonte do complexo militar russo que não quis ser identificada.

O primeiro voo da aeronave modernizada será realizado em 2018.

Segundo vice-diretor da Túpolev, Valéri Solozobov, embora o novo Tu-160 não apresente alterações no design, trata-se de um modelo completamente novo e que traz caraterísticas técnicas diferenciadas.

De acordo com o comandante-chefe das Forças Aeroespaciais da Federação Russa, Víktor Bôndarev, o Ministério da Defesa planeja comprar cerca de 50 aviões Tu-160M2. A produção em série da aeronave terá início em 2021.

Por que dar vida nova ao Tu-160?

Enquanto o cronograma  Rússia está atrasado no desenvolvimento do bombardeiro estratégico de nova geração, PAK DA, o Tu-160 modificado deve preencher uma lacuna nas Forças Aeroespaciais do país.

O primeiro modelo de teste do PAK DA será construído apenas em 2020.

“A aeronave deverá servir de substituta, em curto prazo, para o PAK DA nas Forças Aeroespaciais russas. Diversas aeronaves de longo alcance cumprirão, em breve, seu período de garantia, e o Ministério começará o processo de substituição”, diz o observador militar do jornal Izvêstia, Dmítri Litóvkin.

Segundo a fonte militar que não quis ser identificada, o projeto do novo Tu-160 pode vir a ser um dos mais caros da década de 2020, com custo será equiparável ao do desenvolvimento de novos submarinos nucleares da classe Borei portando mísseis Bulava – cujo preço varia entre 5 e 7 bilhões de dólares.

Armamento do Tu-160M2

O novo Túpolev será usado não só como arma de contenção, mas também para cumprir diversas tarefas do Ministério da Defesa.

“Os aviões poderão levar mísseis de cruzeiro nucleares e convencionais, inclusive mísseis de longo alcance da nova geração X-101 e X-555 “, diz o ex-comandante supremo das Forças Aéreas, Piotr Dainékin.

Segundo ele, a aeronave pode transportar mísseis de cruzeiro X-55SM com coordenadas indicadas para abater alvos em um local específico.

“O Tu-160 pode ser equipado com qualquer tipo de bomba: de perfuração, fragmentação, minas marítimas etc. O peso total das cargas pode chegar a 40 toneladas”, completa Dainékin.

 

Características técnicas de Tu-160

  • Tripulação: 4 pessoas
  • Comprimento: 54,1 metros
  • Altura: 13,1 metros
  • Envergadura: 55,7 metros
  • Peso vazio: 110 mil kg
  • Peso máximo de decolagem: 275 mil kg
  • Peso de combustível: 148 mil kg.
  • Velocidade máxima ao nível do mar: 1.030 km/h
  • Velocidade máxima em altitude: 2.200 km/h
  • Alcance máximo sem reabastecimento: 18.950 km.
  • Teto de voo: 18.000 m.

NIKOLAI LITÔVKIN

Edição/Imagem: Plano Brasil

Fonte: Gazeta Russa

19 Comments

  1. JPC says:

    “””disse uma fonte do complexo militar russo que não quis ser identificada.””

    Tem uma lista de SAMs que ultrapassam os 18.000 metros.
    Deve ser um erro de interpretação.

  2. diego says:

    Realmente um cavalo de guerra, ainda bonito demais!

  3. Arc says:

    A utilização deste bombardeiro é eficiente, atualizando ele aumenta-se seu tempo de serviço, já que será colocado no mesmo patamar do cenário que enfrentará, do contrário a Rússia não gastaria tamanhas cifras. É valido citar que a estratégia deste vetor não é adentrar o território inimigo, pois apesar de seus sistemas de guerra eletrônica, seria perigoso entrar no raio de alcance de radares de grandes altitudes como o THAAD por exemplo, mas sua função é se aproximar de forma segura (fora do alcance de sistemas mais simples) e disparar vetores táticos, que poderiam adentrar o território e manobrar até seus alvos, essa forma de utilização é uma das mais eficientes num cenário de conflito, pois devido a altitude e capacidade de projeção, o Tu-160 não teria dificuldades de disparar diversos mísseis fora do alcance de radares e livre de ameaças aéreas.

  4. Rafa_positron says:

    Um vetor e tanto, sem duvida

    A Russia considera retomar sua linha de produção…. mas existe um entrave juridico, pq o tratado Start limita o numero de bombardeiros estrategicos… salvo engano

    alguem sabe algo a respeito?

  5. Topol says:

    18000 metros!!! Realmente incrível, a tripulação terá que usar trajes pressurizados pois nesta altitude já considerada uma área de transição entre estratosfera e atmosfera, a pressão negativa já começa a aparecer… e sabemos que líquidos submetidos a pressão negativa tem seu ponto de ebulição drasticamente alterado… e como o corpo humano é formado 70% de água se os tripulantes não usarem trajes especiais nesta altitude podem ter seu sangue evaporado.

    O Lockheed U-2 pairava a até 21000 metros, um recorde absoluto, porém era leve e sua única carga eram suas câmeras … agora os russos farão um bombardeiro pesado subir a uma altitude de 18000 metros realmente é algo impressionante

    Lembrando que o B-1 Lancer também pode subir até esta altitude porém o mesmo é muito mais leve que o TU-160… os outros dois bombardeiros pesados dos EUA (B-2 e B-52) podem subir a até 15.000 e 11.000 metros respectivamente.

    • Bardini says:

      ” área de transição entre estratosfera e atmosfera”
      .
      Troposfera… Atmosfera é o todo.
      .
      O Limite de Armstrong começa entre 18 e 19 mil metros, geralmente aos 19 mil metros, causando danos ao corpo humano. No entanto, a partir dos 15 mil metros já se aplicam trajes pressurizados por conta do risco de hipóxia, causada pela falta de oxigênio no cérebro.
      .
      No mais, o Max ceiling de um F-15 é de 70,000 feet (21,336 m)… O U-2 pode voar acima dos 70,000 feets.

      • Topol says:

        Ok, troposfera…

        Os 21.336m do F-15 devem parecer bem pouco visto mais do alto a bordo de um MIG-31.

        “With the designation Ye-266, a re-engined Ye-155 shattered world records. It reached an absolute maximum altitude of 123,524 ft, or 37,650 m, and set a time to height record of 35,000 m in 4 minutes, 11.78 seconds, both which were set by test pilot Alexander Fedotov. Ostapenko, his deputy, set a record of 30,000 m in 3 minutes, 9.8 seconds.”

        http://www.worldlibrary.org/articles/mig-31_foxhound

        http://www.incredible-adventures.com/edgeofspace.html

      • JPC says:

        “”It reached an absolute maximum altitude of 123,524 ft, or 37,650 m, and set a time to height record of 35,000 m in 4 minutes,””

        Mas isso não é teto serviço, é altitude máxima alcançada com o avião quase vazio. Não voam de forma sustentada nessas essas altitudes sendo o teto operacional do Mig-31 próximo de 22.000 m.

        Se fosse assim a altitude máxima do F-15 seriam 32.KM.

      • Topol says:

        Sim Deagol… vazio e com uma turbina adaptada… foi apenas um voo para quebrar o recorde de altitude mesmo, é claro que não é esta a altitude nominal de operação…

        Mas falando em teto de serviço, o MIG-31 ainda é o rei dos céus, ou estou enganado?

        O F-15 tem teto máximo vazio de 20.000 metros já o MIG-31 tem teto máximo de SERVIÇO de 21.000 armado com 4 R-33 e 2600 kg de combustível

        O F-15 é uma aeronave fantástica, sou fã do F-15 mas o MIG-31 é mais potente que ele.

      • JPC says:

        Verdade.

      • Conan says:

        Não Topol, ate onde eu sei ainda é o rei dos céus. O Mig-31 nasceu como resposta ao projeto do bombardeiro norte americano XB-70 Valquiria durante os anos 60 que infelizmente depois de dois protótipos (com a perda do numero 2 devido a um acidente)foi cancelado.

  6. Topol says:

    Bastam uns 20 TU-160 novos, não precisa mais do que isso… cada TU-160 pode ser armado com 2 carrosseis rotativos de 6 mísseis KH-101/102 com 5500 km de alcance… estes são os ALCMs de maior alcance em operação na face da terra.

  7. Rprosa says:

    Sejamos sensatos e deixemos de lado as cores de cada time, o fato do blackjack operar a 18.000 m não significa nenhum grande trunfo operacional, já que a maioria dos caças operam nesta altitude, tais como o F-15, F-22, o Eurofigther inclusive supera esta amrca já que seu teto de serviço é de 19.000 m.

    Da mesma forma, existem uma pluralidade de misseis que operam acima da faixa de 18.000 m, assim o fato do Blackjack poder voar nesta altitude não é salvaguarda de nada.

    Quanto ao teto máximo do F-15 este é de 60,000 ft ou 18,200 m, havendo logicamente a possibilidade de que com alguma preparação, este limites sejam superados para se bater recordes ou superar barreiras ou realizar experiências.

    O recorde de voo em maior altitude para aeronaves a jato continua com o russo Alexandr Fedotov, desde 1977, quando em 31 de agosto a bordo de um MIG 25-M, atingiu a marca de 123,520 ft ou 37.650 m, porém o recorde de maior altitude alcançada com um avião é do americano Joseph Albert Walker que em 22/08/1963 atingiu 353,200 ft ou 107.700 m pilotando um avião foguete X-15.

    O F-15, é detentor do recorde de ascensão, posto que um exemplar do F 15 denominado de “Streak Eagle” e devidamente preparado já que teve até a pintura removida, entre janeiro e fevereiro de 1975, ascendeu de 98,425 pés ou pouco menos de 30 m, para 103.000 pés ou algo em torno de 31.394 m em apenas 3 minutos, 27 segundos e 8 milésimos.

    • Bardini says:

      “Quanto ao teto máximo do F-15 este é de 60,000 ft ou 18,200 m”
      .
      Max ceiling: 70,000 feet (21,336 m)
      .
      http://www.boeing.com/defense/f-15-strike-eagle/

      • nereu says:

        Sim BARDINI…
        Mas falando em teto de serviço, o MIG-31 ainda é o rei dos céus, ou estou enganado?

        O F-15 tem teto máximo vazio de 20.000 metros já o MIG-31 tem teto máximo de SERVIÇO de 21.000 armado com 4 R-33 e 2600 kg de combustível

      • Rprosa says:

        Os dados da Boeing nunca foram comprovados na prática, tratando-se de mera estimativa, resta afirmar ainda que para atingir o recorde de maior ascensão o F-15 “Streak Eagle” foi especialmente preparado, inclusive no que tange motores, sendo que segundo alguns especialistas os motores do F-15 não resistiriam a performance apresentada pelo “Streak Eagle”.

        Há diversas relatos e publicações relatando a façanha do “Streak Eagle”, basta você pesquisar na net.

        Sendo que para se atingir 21.000 metros ate mesmo um Mig-29 preparado serve, já que você pode fazer voos suborbitais a bordo de um Mig-29, alcançando até 24.000 metros de altitude.

      • Conan says:

        Desculpe colega mas 24000 metros de altitude esta longe de ser considerado um voo sub-orbital , põem longe nisso. Só o X-15, mesmo assim tenho as minhas duvidas, de qualquer forma aquilo não era um avião mas sim um foguete com asas.

      • Rprosa says:

        Cona tecnicamente se falando o voo suborbital somente é considerado quando realizado a cerca de 100 km de altitude, porém, usualmente se refere como voo suborbital os voos efetuados no limite da troposfera, coma limites de 22/24 km dependendo das condições climáticas, onde pode-se se observar a sensação de ausência de gravidade bem como se perceber a curvatura da terra e a nossa atmosfera.

  8. Conan says:

    Acho lindo o Tu-160 mas da onde eles tiraram que não há míssil capaz de abater uma aeronave a 18.000m de altitude eu não tenho a menor ideia. Talvez tenha sido excesso de vodka!!

shared on wplocker.com