Defesa & Geopolítica

Premiê britânica diz a China que deseja laços mais fortes entre os dois países

Posted by

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, disse ao líder da China que seu país deseja fortalecer os laços no comércio e nos negócios com Pequim, em uma tentativa de apaziguar a segunda maior economia do mundo depois que Londres adiou um projeto nuclear de 24 bilhões de dólares.

A decisão surpreendente de May de rever a construção da primeira usina nuclear britânica em décadas irritou a China, que questionou se o dinheiro chinês ainda é bem-vindo no Reino Unido semanas após o referendo de 23 de Junho que decidiu a desfiliação britânica da União Europeia.

    Após a manifestação de frustração de Pequim, May escreveu ao presidente chinês, Xi Jinping, e ao premiê, Li Keqiang, dizendo que sua nação atribui grande importância à cooperação sino-britânica.

O Reino Unido “espera poder fortalecer a cooperação com a China no comércio e nos negócios e em temas globais”, disse o Ministério das Relações Exteriores chinês citando a carta.

Uma fonte do gabinete de May confirmou o conteúdo da carta, que foi entregue em mãos por Alok Sharma, subsecretário de Estado parlamentar no Ministério das Relações Exteriores e Commonwealth.

“Isto é parte do que se esperaria que a primeira-ministra fizesse no tocante às nossas relações com o mundo em geral. Tem a ver com o Reino Unido continuar sendo um país que olha para fora enquanto tomamos o rumo do Brexit (a desfiliação britânica da UE)”, disse a fonte.

O tamanho da economia chinesa hoje, 11,3 trilhões de dólares, é mais do que quatro vezes maior do que a economia britânica, de 2,4 trilhões de dólares.

Ben Blanchard e William James

Edição/Imagem: Plano Brasil

Fonte: Reuters

 

 

6 Comments

  1. Rafa_positron says:

    kkkkkkkkk

    Como é?

    Até os NeoTatcheristas querem sentar no colinho dos Chineses?

    Entenderam agora, Trilogiopatas?

    Não vai demorar muito pra toda Europa estar comendo na mão dos Shing Lings (comendo arroz sem casca)

    • muttley says:

      Sr Rafa_positron e isso depois da guerra do Opio entre outras coisas, o mundo gira.
      O colonizador já não é mais colonizador e muito menos potencia, e a colonia já é potencia e tem importancia indiscutivel para desespero de gente que acha que geopolitica é jogo de futebol e ficam ali torcendo. São os conservadores ingenuos, que temem o novo, mas não adianta o rio vai sempre continuar correndo e mudando seu leito aos poucos.
      Ignorar a China e as oportunidades que Ela oferece é uma burrice, mas cabe se ressaltar que é necessario prudencia basta ver o que acontece na Africa [que por sinal foi vitima do ocidente e agora caminha para braços Chineses].
      Como eu já disse, Chineses adoram um neoliberal adoram fazer acordos comerciais com eles.
      Sds

    • JOJO says:

      Ri nao Rafa e fala baixo,mas a coisa e seria. Tem uma briga feia entre as mulheres lideres ds dois paises mais importantes de Europa, Frau Merkel da Alemanha e Miss May da Inglaterra, para ver quem vai conseguir as atencoes de Xi Limping o lider chines. A briga e para ver qual cidade europeia China vai escolher para ser o principal hub/centro financeiro para as transacoes envolvendo o YUAN, agora que este foi incluido entre as moedas do Fundo Monetario Internacional. Esse hub sera o centro onde os paises europeus lancarao titulos do tesouros de seus paises em YUAN em vez de dolares, Libra ou Euro. Xi Limping ainda nao decidiu sua preferencia, e essas duas madames estao fazendo tudo para ser a preferida de Xi, isto e para ter sua cidade, Londres ou Frankfurt a escolhida pelos chineses. Quando a Senhora May assumiu o posto de lider britanica, aquele setor brita\nico mais ligado com os EUA tentou convence-la a nao assinar um acordo com os chineses para construcao de uma usina nuclear, chamada HINKLEY POINT C. Inicialmente ela parece que estava de acordo com eles, mas Xi Limping, atraves de seu embaiador em Londres, parece ter lhe dito que beggars can’t be choosers. isto e pedintes nao podem esolherem a esmola.e que sao os chineses que escolhem onde farao seus investimentos.. E parece que Xi deve ter faLado outras coisas, porque de repente A Senhora May se transformou na maior puxa saco dos chineses.. E nao so dos chineses, mas tambem de Putin. E so ler as declracoes de May sobere as relacoes com Russia, para perceber que ela como lider britanica continua seguindo aquela velha formula pronunciada no seculo XIX, pelo entao lider conservador britanico Lord Pamerston, Gran Bretanha nao tem amizade permanentes om outros paises, tem interesses proprios que sao permanentes.

  2. Arc says:

    A Inglaterra precisa da de países emergentes para sustentar-se, a China é a coroa entre todos, e se a política de Londres não rever seus laços com Pequim outro país da Europa o fará.

    • Rafa_positron says:

      O negocio é q não existe muita saida
      Qualquer assunto a respeito de economia tem q passar pela mesa dos Chineses… os europeus sabem disso muito bem

      portanto, a Inglaterra (ou qq outro pais da zona do Euro) não tem muita saida

      • Arc says:

        De fato, e mais ainda a Inglaterra, que não está tão bem das pernas, e associar-se a um mercado consumidor de tecnologias que não fabrica é vital para manter-se de pé.

shared on wplocker.com