Defesa & Geopolítica

Cuba privatiza aeroporto de Havana

Posted by

A empresa Aéroports de Paris (ADP) vai operar o aeroporto internacional José Martí, em Havana.

Modernização e exploração ficam nas mãos de empresas francesas e deverão dobrar número anual de passageiros para a marca de 10 milhões. Diplomacia de Hollande começa a render frutos.

De olho no rápido crescimento do número de turistas e um pouco antes do início dos voos regulares entre Estados Unidos e Cuba, o governo cubano fez um anúncio inédito: a privatização de um aeroporto. O terminal internacional José Martí, em Havana, será operado em breve pela empresa francesa Aéroports de Paris (ADP). Já a expansão e modernização ficarão a cargo da construtora francesa Bouygues Bâtiment International.

O anúncio foi feito no início de agosto pelo vice-ministro dos Transportes de Cuba, Eduardo Rodríguez, em Havana. A francesa ADP administra – além do aeroporto Charles de Gaulle, em Paris – outros 31 terminais espalhados pelo mundo. Por sua vez, a Bouygues participou de vários outros grandes projetos, como a construção do Stade de France, do Eurotúnel e do aeroporto de Hong Kong.

O projeto em Cuba, que deve ser estendido ao aeroporto regional de San Antonio de los Baños, a oeste de Havana, “prevê o financiamento e execução de medidas imediatas para melhorar a qualidade dos serviços, bem como investimentos de médio e longo prazo de acordo com o crescimento estimado de passageiros”, afirmou a televisão estatal cubana. Não foram divulgados detalhes do modelo adotado na concessão nem os investimentos previstos.

Novas parcerias não são descartadas

Após a expansão, o aeroporto de Havana deverá receber mais de 10 milhões de passageiros por ano, afirmou a Aéroports de Paris. Em 2015, 3,5 milhões usaram o terminal, e neste ano os números tendem a ser ainda maiores. Mais da metade dos turistas estrangeiros que visita o país entra pelo aeroporto da capital.

Até agora, o governo cubano havia concedido licenças de exploração para empresas estrangeiras apenas no setor hoteleiro. Há anos que empresas europeias e canadenses estão ativas na ilha. Em junho, depois de mais de 50 anos, uma rede americana – a Starwoods Hotels – abriu uma unidade do Four Points by Sheraton em Cuba.

O anúncio da privatização do aeroporto da capital é apenas o início de novas concessões para empresas estrangeiras na área de infraestrutura. “Transporte e infraestrutura são elementos estratégicos e prioritários na economia e sociedade cubana”, declarou o Ministério do Transporte do país. E acrescentou: “Parcerias como as descritas acima serão estimuladas também para outros terminais no país”.

A presidente afastada Dilma e Raúl Castro participaram da inauguração do porto de Mariel em janeiro de 2014

Turismo tem boom, mas infraestrutura não acompanha

Com a concessão, o governo em Havana reage aos diversos desafios de infraestrutura da ilha por causa do crescente número de visitantes. São esperados quase 4 milhões de turistas até o final deste ano. No primeiro semestre de 2016, a quantidade de viajantes em comparação ao mesmo período do ano anterior cresceu 12%.

O verdadeiro boom, porém, ainda está por vir: os americanos já estão liberados para viajar a Cuba, apesar de ainda serem obrigados a preencher um dos pré-requisitos das 12 categorias para a autorização das viagens – como desportivas, culturais, universitárias ou religiosas. As restrições para viagens individuais deverão ser em breve retiradas pelo Congresso.

Além disso, após mais de 50 anos de interrupção, voos regulares voltarão a fazer a rota entre EUA e Cuba no final de agosto. O governo americano calcula até 155 voos por semana. As licenças para as ligações ainda não foram emitidas, até porque o aeroporto de Havana já atingiu sua capacidade máxima. São frequentes as reclamações de usuários sobre serviços ruins, problemas na entrega de bagagens e as longas esperas.

Planos para a modernização e expansão do terminal já existem, porém, há muito tempo. No início do ano passado, a empreiteira brasileira Odebrecht, que já participou da ampliação do porto de Mariel, foi contratada por 207 milhões de dólares para a expansão de um terminal do aeroporto de Havana. Ainda não está claro em que medida esse projeto será afetado após a concessão aos franceses.

França: parceira frequente de negócios

Não é coincidência que empresas francesas tenham obtido a concessão do aeroporto de Havana. “Cuba é um país-chave na região, com o qual desejamos uma cooperação estreita”, anunciou já no início de 2015 o chanceler francês, Laurent Fabius. Por sua vez, em maio do ano passado, o presidente François Hollande foi o primeiro líder da Europa Ocidental a visitar Havana em 29 anos. Em fevereiro, o presidente cubano, Raúl Castro, retribuiu a visita em Paris.

Enquanto outros países europeus, como a Alemanha, agem de forma contida na ilha, uma série de empresas francesas já está ativa há anos em Cuba: ao lado da Bouygues, as empresas de energia Total e Alstom, a Alcatel-Lucent (telecomunicações), a Pernod-Ricard (coproprietária da marca de rum Havana Club), a Accor (rede hoteleira) e a companhia aérea Air France.

Tradicionalmente, a França tem boas relações com Cuba, sendo que elas tiveram suas origens na oposição do ex-presidente Charles de Gaulle às sanções econômicas americanas. Desde então, em contraposição a Washington, os gaulistas nas fileiras dos conservadores franceses apoiam uma política cubana independente.

Além disso, há muitas ligações culturais. A sucursal cubana do instituto cultural francês Alliance Française é uma das maiores do mundo. A França também desempenhou um papel importante na conclusão bem-sucedida das negociações da dívida de Cuba com o Clube de Paris. Agora, a ofensiva diplomática de Hollande em Cuba começa a render frutos.

Edição: Plano Brasil

Fonte: DW

18 Comments

  1. Warpath says:

    Estou sentindo…. raio privatizadooooor hehehehe 😀

    E será q nossa mãezinha irá pedir asilo em Cuba a partir de setembro? 😀 😀

    • Melkor says:

      Você conhece algum deles que tenha se exilado em Cuba? Se exilado mesmo.
      Se a história se repetir todos eles vão “exilar” em Manhattan, Champs-Élysées, etc.

    • Lucena says:

      Warpath .. porquê a nossa mãezinha iria para Cuba ? .. que por sinal está economicamente bem ? …asilo ´porque ? .. a não ser que a condenem por fazer pedaladas fiscal, ou por receber dinheiro de empreiteiras na campanha eleitoral .. más quem dos golpistas não cometeu tal crime ? .. olha que tem mais golpista enrolado no Vaz-jato do que muitos petistas a diferencia … é que este ficam preso .. rsr .. más nesse caso como diria um certo Juiz … Isso não vem ao Caso !

      • Lucena says:

        Assim, aquele que resiste à autoridade, opõe-se à ordem estabelecida por Deus; e os que a ela se opõem, atraem sobre si a condenação.
        .
        Romanos 13:2

  2. Henrique says:

    Para o “delírio” daqueles que defendem o estado administrando tudo…. e logo onde … Só quero ver se um tal porto, financiado com dinheiro do nosso BNDES, será também privatizado para alguma empresa europeia ou americana. Como dizia uma das poucas estadistas do século XX…. o Socialismo dura até acabar o dinheiro dos outros….

  3. Melkor says:

    Ai, ai, ai, ai, ai.
    O câncer está consumindo seu principal hospedeiro. Pense em quantas décadas essa ilha atrasou toda a América Central e do Sul.
    Esperemos que os governos das Américas invistam no tratamento dos milhões de afetados que ainda que se encontram iludidos pela utopia de formigueiro, ou colméia.

  4. Uai cadê a eficiência do Estado gigante rsrsrsrsrs

  5. Alessandro says:

    PRIVATIZANDO ??? Em Cuba ??? ENTREGUISTAS ??? E para os temidos Europeus e americanos ??? kkkkkkkkkkk

    prevejo suicídio coletivo de alguns esquerdistas aki no Brasil !

    ah já sei, vão justificar q isso não é privatização, é “compartilhamento” kkkkkkkkk

    • Melkor says:

      Acho que não vai ter suicídio não, esse pessoal é afetado mentalmente, é tipo um ISIS, eles acham que defedem um boa causa e vão morrer se illudindo. E tem também o orgulho ferido, são poucos os que adimitem que foram iludidos. E o mais importante, sempre vai ter os EUA e a CIA para eles culparem. É um tipo de demência coletiva precoce.

      • GENEROSO PATRIOTA says:

        Bom tê-lo de volta, amigo… saudações…

  6. F.Junior says:

    Quando será que vão aprender que privatizar é vender. Concessão não é venda, portanto não é privatização.

  7. Lucena says:

    A questão central é … os recursos dessa nova política econômica da Cuba vai aletrar com a sua política social que é em tese socialista? . se não ! ..que bom ! .. como diz o ditado chinês .. ” não interessa qual é a cor do gato que pega o rato “ .. o que não pode ser .. é excludente ! … como querem os golpistas conservadores do brazil … mundo novo ! …então … se muda a forma de interagir com esse novo mundo .. é assim que pensam os progressistas . 😉
    .
    A despeitos dos golpistas . o governo legítimo do passado investiu muito na política de concessão e que os hipócritas destruíram com o seu vaza-jato … e hoje vão vender a preço de banana como foi com a EMBRATEL … veja o que se transformou o serviço das telecomunicações .. OI ! não se lembram disso ? .. rsrs..hoje umas verdadeiras TeleMÁ em serviços .. campeãs nos procons .. e olha que não estamos falado das empresas de distribuição de energia e nem das de água e esgoto como as de São Paulo .

    • Lucena says:

      CORREÇÃO

      “aletrar” … más e sim … ” de encontra”

    • GENEROSO PATRIOTA says:

      rsrsrsrsrss… tão sem mãe e sem pai… que dózinha… mas ainda tem a coreia do norte… chora não… 🙂

  8. Paris, a esquerda brasileira se encontra com a direita em Paris.

  9. Relojoeiro says:

    Cuba tem uma população muito mais escolada que a brasileira. Quando abrirem o mercado de vez serão um país de classe média. Na verdade o padrão de vida dos profissionais autonomos cubanos já é bem maior do que a “classe média” brasileira.

    • GENEROSO PATRIOTA says:

      Traindo a ideologia padrão da internacional, caro militante ???… 🙂

  10. Alessandro says:

    vcs viram como mudaram a visão e a VERSÃO dos amigos de esquerda aki nos comentários, depois dessa noticia de “concessão” (privatização no modo esquerdista) lá em Cuba ????

    não tem como não rir desse pessoal !! rsrs..

    aquele papinho furado de neo liberalismo, conservadores, entreguistas foi tudo para o RALO !!!

    mas eles não se entregam, tentam ainda se auto ILUDIR, como disse o Melkor

    mas não tem jeito, o CAPITALISMO é a solução para os problemas, para o desespero deles ! kkkkkkkkkkk

shared on wplocker.com