Defesa & Geopolítica

Bombardeiros da Rússia ‘posicionados no Irã’ atacam alvos na Síria

Posted by

Bombardeiros da Rússia posicionados no Irã atacaram alvos de militantes na Síria nesta terça-feira, informou o Ministério da Defesa russo, depois que Moscou encaminhou aeronaves para uma base da Força Aérea iraniana para ampliar sua campanha na Síria.

O ministério disse que os ataques com bombardeiros de longo alcance Tupolev-22M3 e caças-bombardeiros Sukhoi-34 foram realizados a partir da base aérea iraniana de Hamadan.

Acredita-se ter sido a primeira vez que a Rússia atacou alvos dentro da Síria a partir do Irã desde que iniciou uma campanha de bombardeios em apoio ao presidente sírio, Bashar al-Assad, em setembro do ano passado.

A medida mostra que a Rússia está expandindo seu papel e presença no Oriente Médio e acontece em meio a reportagens da mídia russa segundo as quais Moscou pediu permissão ao Irã e ao Iraque para disparar mísseis de cruzeiro contra alvos sírios através de seus territórios a partir do Mar Cáspio.

A pasta disse que os ataques desta terça-feira visaram o Estado Islâmico e militantes antes conhecidos como a Frente Al-Nusra nas províncias de Aleppo, Idlib e Deir al Zour.

Os bombardeiros vinham sendo protegidos por jatos da base aérea russa de Hmeymim, na província síria de Latakia, disse o ministério.

Andrew Osborn

Edição/Imagem: Plano Brasil

Fonte: Reuters

 

 

3 Comments

  1. Topol says:

    Não me surpreenderia se em breve a Rússia começar a usar as bases aérea turcas para suas incursões na Síria… agora que foram restabelecidas as relações entre as duas nações e a confiança de Erdogan em seus pares da OTAN anda mais suja que pau de galinheiro.

    E é exatamente isso que a OTAN mais teme, uma aliança firme entre Rússia, Irã Turquia, Iraque, Síria, China, Índia, etc…

    • Rafa_positron says:

      Cara
      Eu acho que basta uma aliança entre Russia e China…
      Nem precisa desse tanto de países não

  2. Professor says:

    Mentira! isso é só lobby dos Estados Unidos para conseguir mais verbas para financiar o Estado Islâmico e outros terroristas moderados.

shared on wplocker.com