Defesa & Geopolítica

Putin acusa Ucrânia de tentar provocar um novo conflito na Crimeia

Posted by

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, acusou a Ucrânia nesta quarta-feira de usar táticas terroristas para tentar provocar um novo conflito e desestabilizar a anexada Crimeia, depois de os russos terem dito que haviam impedido duas ações armadas ucranianas para colocar sabotadores dentro da disputada península.

O FSB, serviço secreto russo, declarou que duas pessoas foram mortas em combate e que suas forças haviam desmantelado uma rede de espionagem ucraniana dentro da Crimeia. Kiev negou as afirmações, as chamando de uma tentativa de Moscou para criar uma desculpa para provocar uma situação de guerra.

O presidente russo acusou Kiev de fazer um jogo perigoso e disse que não via sentido em ter uma nova rodada de negociações sobre o problemático processo de paz no leste da Ucrânia durante a cúpula do G20 na China no mês que vem.

“As pessoas que tomaram o poder em Kiev mudaram para táticas de terror em vez de buscar maneiras para uma solução pacífica”, disse Putin à imprensa, acrescentando que a Rússia não deixaria tais ações passarem sem uma resposta.

“A tentativa de provocar uma onda de violência, de provocar um conflito, nada mais é que um desejo de distrair a sociedade (ucraniana) dos seus problemas”, completou. Putin chamou as ações da Ucrânia de “criminosas”.

Os comentários de Putin provocam temores de que a Rússia, que vem regularmente se reforçando militarmente na Crimeia, pode estar considerando uma nova ação militar.

O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, declarou que as acusações russas eram um pretexto cínico para fazer mais ameaças militares contra a Ucrânia.

“As acusações russas contra a Ucrânia de terrorismo na Crimeia ocupada parece tão absurdas e cínicas quanto os comunicados da liderança russa sobre a ausência de tropas do país em Donbass (região da Ucrânia)”, disse Poroshenko.

Andrew Osborn e Gleb Stolyarov

Edição/Imagens: Plano Brasil

Fonte: Reuters

Poroshenko reforça a fronteira com a Crimeia

A decisão foi tomada depois da reunião com autoridades da Ucrânia.

A ordem foi feita dias depois do Serviço de Segurança da Rússia ter dito que foram detidos os sabotadores que planejavam ataques contra habitantes da Crimeia.

No seu perfil do Twitter, o presidente ucraniano escreveu:

“Ordenei colocar as Forças Armadas de prevenção, todas as unidades preparadas para combate, nas áreas de fronteira com Crimeia e na linha de contato em Donbass.”

Em abril de 2014, Kiev iniciou uma operação militar nas províncias de Donetsk e Lugansk para apagar os focos de insatisfação com a mudança violenta de poder no país, ocorrida em fevereiro do mesmo ano.

A questão da solução do conflito está sendo discutida, inclusive no âmbito dos encontros do grupo de contato em Minsk, que desde setembro de 2014 já aprovou três documentos regulamentando os passos de diminuição da tensão, inclusive a trégua. Porém, os dois lados do conflito denunciam violações regularmente.

Foto: © AFP 2016/ ALEXANDER KHUDOTEPLY

Fonte: Sputnik News

 

 

 

 

11 Comments

  1. Rafa_positron says:

    Lobby dos EUA pra conseguirem mais verbas pra Ucrania

  2. Relojoeiro says:

    Isso tudo pois a direita ucraniana deu um Golpe para tirar um presidente eleito do poder. Mas lá não é o Brasil, a esquerda chamou a Mãe Russia e ela respondeu.

    • JPC says:

      A concentração de renda na Rússia é maior que nos EUA, tem que ter cuidado antes de misturar esquerda e socialismo com geopolítica.

      “”Presidente eleito”” por que não usa a expressão “”presidente corrupto, incompetente e assassino””?

      • Nereu says:

        Falas do porkoshenko

      • JPC says:

        Parece que o fato ser “eleito” da o direito dos governantes cometerem crimes à vontade. Mas isso só é válido para os de “esquerda”, os de “direita” devem ser punidos.

      • GENEROSO PATRIOTA says:

        Pra esquerda isso NÃO VALE… para eles, ser ladrão e corrupto é NORMAL… tudo pelo projeto de poder do partido vale e é bonito… 🙂

      • Arc says:

        Deagol, vc tem certeza que está apoiando o certo? e quanto aos governos aliados dos EUA que são mantidos por ditadores? eles estão certos? digo isto não com a intenção de nivelar o apoio da Rússia ao presidente anterior deposto da Ucrânia, mas de dizer que nessa guerra não há santos nem profanos, há apenas os que ganham e os que perdem.

      • JPC says:

        Amigo Arc, não apoio as ditaduras aliadas dos EUA.

        Acho a Arábia saudita, por exemplo, um dos piores países do mundo, não duvido que seja pior que o Irã. Mas é meio ingênua essa visão de esquerda e socialismo relacionada com a Rússia.

        Neste caso são os russos que estão atacando os Ucranianos dentro do território soberano deles. A Ucrânia não atacou a Rússia até agora. Parece que há uma inversão, golpe de estado não da direito aos russos de invadirem Donbas.

        Não vejo como lado certo ou errado, os ucranianos tem obrigação de lutar pela integridade de seu país e Rússia deve respeitar.

        Assim como não apoiei invasão do Iraque e bombardeios na Líbia penso que a Rússia não tem direito sobre o território alheio mesmo com boa parte da população sendo de origem russa.

        Isso pode ser visto na Europa como uma tentativas dos russos de restaurar seu império.

      • Arc says:

        Acredite Deagol, a Rússia poderá deflagrar um ataque pela tentativa de invasão ucraniana e derrubar o governo eleito, mas não anexarão o território ucraniano, nem um centímetro sequer, pois eles sabem o que isso significa, mas vale lembrar que a questão do direito territorial é mais complexa, vendo por exemplo a questão Hong Kong, Malvinas, e agora Crimeia onde absolutos 97,5% aprovaram a anexação, o próprio povo americano já considera a Crimeia sendo novamente russa, se a Ucrânia não aceita pode lutar pelo que acredita, mas vale lembrar que para isso existe as leis de guerra, se a Ucrânia deflagar um ataque contra a Rússia será retaliada dentro das normas da ONU.
        Uma questão que vale citar, é que socialismo, capitalismo, comunismo, enfim, são tudo facetas de quem domina o poder, nenhum estado é plenamente capitalista e o mesmo para o socialismo, ou seja, a luta na verdade é pelo poder e não ideologia, a Rússia pode ser considerada de centro-esquerda, mas nunca esquerda, pois pratica de forma subjetiva o neoliberalismo.

  3. BobSap says:

    Petro Poroshenko vai provocar uma situação em que ele não pode controlar depois. Vai chorar para UE e os EUA ajudar ele…

  4. jose luiz esposito says:

    A Imprensa Ocidental e brasileiros que fazem suas opiniões por ela , insistem em afirmar que a Rússia invadiu e anexou a Criméia , etc , mas quem estudou História sabe que a Criméia sempre foi russa , apenas o Kruschev que era ucranianio , ainda como URSS a transferiu a Ucrânia , agora apenas a Rússia retomou o que sempre foi sua !

shared on wplocker.com