Defesa & Geopolítica

Sistema de defesa THAAD dos EUA torna difícil relação entre Coreia do Sul e China

Posted by

A Coreia do Sul que sempre conseguiu manter o equilíbrio entre os EUA e a China, se apoiando nos EUA nas questões da segurança e na China nas questões econômicas. Mas agora, aparentemente, a amizade com a China estará chegando ao fim e o motivo é a instalação do sistema americano THAAD no seu território.

No dia 13 de julho, o Ministério da Defesa da Coreia do Sul declarou oficialmente que autoriza a instalação do sistema antimíssil THAAD dos EUA em Seongju-gun, na província coreana de Gyeongsang do Norte, e sua colocação em funcionamento até o fim do próximo ano.

Por sua vez, o Ministério das Relações Exteriores chinês divulgou um comunicado de imprensa em que expressa uma posição dura a este respeito, dizendo que as relações bilaterais sofrerão um dano significativo por causa desta decisão.

Segundo a opinião de Masafumi Iida, do Centro de Pesquisas de Defesa do Japão, a posição da China em relação à Coreia do Sul na área de segurança se tornará muito dura.

A China tenta impedir a instalação de forma tão aberta que isso pode levar a protestos do lado coreano. O especialista pergunta inclusive: “Isso não será uma intervenção nos assuntos internos do país?”.

Masafumi Iida disse que na Coreia do Sul se ouvem vozes de adversários de instalação, bem como de adeptos, que julgam que a instalação ajudará fortalecer a cooperação entre os EUA e Coreia do Sul no fundo da ameaça crescente da Coreia do Norte.

Os adversários julgam que esta instalação, ao contrário, fará a China deixar de conter a Coreia do Norte, deixando também de ter em conta os interesses da Coreia do Sul.

O Japão, por seu lado, mostra bastante preocupação com as ações provocatórias da Coreia do Norte, por isso apoia a decisão de instalar o sistema americano THAAD na Coreia do Sul, o que se refletirá positivamente na cooperação militar entre Tóquio e Seul.

As negociações dos EUA com a Coreia do Sul sobre o sistema THAAD duraram vários meses, tendo começado após o teste da bomba de hidrogênio e lançamento de um  satélite em fevereiro por Pyongyang. A Coreia do Norte violou as resoluções do Conselho de Segurança da ONU e provocou a condenação da comunidade internacional em ambos os casos.

Fonte: Sputnik News

 

9 Comments

  1. S-88 says:

    China mais uma vez querendo interferir nos assuntos internos de outro país, no caso a Coréia do Sul. Ademais o motivo que levou os sul coreanos a permitir a instalação do THAAD foi justamente a agressividade do falido e medieval regime comunista da Coréia do Norte, encabeçado pelo gordinho psicótico e aliado de Beijing.

    Então é melhor os chineses ficarem calados….

    • Topol says:

      Estranho você condenar a China por “interferir nos assuntos internos de outro país” ao mesmo tempo que defende com unhas e dentes o direito interino dos EUA de realizar a mesma prática.

  2. Lucena says:

    Isso é no que dá em uma guerra mal acabada .. se tivesse resolvido essa contenda as duas coreias …. como foi com o Vietnãe em Laos … onde os americanos saíram de lá com o rabinho entre às pernas .. nada haveria hoje .. más ainda é tempo da consertar o erro e os chineses sabem muito bem comer pelas beiradas e quem sabe … veremos novamente aquela cena patética dos ianques desesperados em um porta-avião jogando até as privadas no mar para ter espaço no convés .. rsrsr

    • JPC says:

      “”se tivesse resolvido essa contenda as duas coreias ….como foi com o Vietnãe em Laos “”

      Ah é, se fosse assim o povo da Coréia do Sul seria pobre e atrasado como o do Vietnam, Coréia do Norte e todos os outros onde as ditaduras comunistas venceram.

      Eles estão muito melhor que o Vietnan mesmo com o país dividido.

    • _RR_ says:

      No que depender dos coreanos do sul, vai ser difícil isso acontecer…

      Aliás, considero questão de tempo até a nuclearização de Coreia do Sul e Japão. A única coisa que impede isso é o escudo americano…

      • Topol says:

        Os EUA não permitirão isso acontecer pois se isso acontecer tais países não mais necessitarão de sua ajuda para a auto defesa, tornando-se assim auto suficientes na garantia de sua dissuasão gerando prejuízo as empresas americanas… é uma questão de mercado de cabresto, gera-se a doença e oferece-se a cura, ainda que paliativa

  3. Alessandro says:

    cada país tem o direito de se defender, se a Coréia do Sul quer instalar o sistema americano lá, tem total direito, da mesma forma se a Venezuela quiser colocar sistemas russos ou chineses em seu território.

    volto a dizer nesse post, infelizmente para alguns comentaristas a IDEOLOGIA vem em primeiro lugar, não enxerga um palmo diante do seu nariz, sem q o seu capataz permita.

    • Nilmar says:

      Concordo plenamente. Mas a China não está incorreta nas suas ações. Tal sistema pode ser justificado como precaução a Coréia do Norte, mas seu radar engloba uma região sensível para os chineses, a única área que teoricamente seria vulnerável a invasão do território chinês, sem falar que interfere na tríade dissuasória nuclear. AChina ta coerente nas suas ações. Comunista ou não, um grande pais preocupado com seu povo não deixa uma potência estrangeira botar a arma tão perigosa nas sua vizinhança .

      • S-88 says:

        Pois é! Mas se a China enquadrasse o … iria economizar aborrecimentos para si.

shared on wplocker.com