Defesa & Geopolítica

Em carta, Venezuela anuncia a países-membros do Mercosul que assumirá Presidência do bloco

Posted by
Informe da chancelaria venezuelana teria sido enviado a demais países do bloco na sexta-feira, após fim do mandato do Uruguai, que apoia liderança de Caracas
Após o encerramento do mandato do Uruguai na presidência rotativa do Mercosul nesta sexta-feira (29/07), a Venezuela informou aos demais países do bloco que assumirá a liderança da organização, segundo uma carta enviada por seu Ministério das Relações Exteriores e à qual aAgência Efe teve acesso neste sábado (30/07).
A carta tem como data sexta-feira, 29 de julho, e teria sido enviada às chancelarias dos países-membros do bloco. “Informamos que, a partir de hoje, a República Bolivariana da Venezuela assumirá com beneplácito o exercício da Presidência Pro Tempore do Mercosul, com fundamento no artigo 12 do tratado de Assunção e em correspondência com o artigo 5 do Protocolo de Ouro Preto”.

A chanceler venezuelana, Delcy Rodríguez; país anunciou que assumirá presidência do Mercosul

Agência Efe

Na carta, a Venezuela ressalta que estes artigos são os “únicos instrumentos normativos fundacionais que regulam a procedência e continuidade da Presidência Pro Tempore” do Mercosul.

O governo do Uruguai comunicou ontem aos países do Mercosul que estava deixando a presidência do bloco após o fim do período de seis meses em que lhe competia liderar a organização.

No comunicado, Montevidéu reiterou sua posição de que a Venezuela deve ser o próximo país a ocupar a presidência do Mercosul, como estabelecem as regras do bloco. “O Uruguai entende que no dia de hoje não existem argumentos jurídicos que impeçam a passagem da Presidência Pro Tempore à Venezuela”, diz a nota.

Também na sexta-feira (29/07), a chanceler venezuelana, Delcy Rodríguez, reiterou que “não há nenhuma razão jurídica” para que seu país seja impedido de ascender à presidência rotativa da organização.

Rodríguez também pediu que os países-membros do Mercosul “mantenham a unidade” do bloco, que tem sido, nos últimos meses, palco de uma disputa política internacional devido à oposição do governo do Paraguai, liderado por Horacio Cartes, e do governo interino do Brasil, liderado por Michel Temer, ao governo venezuelano, liderado por Nicolás Maduro.

Na sexta-feira, fontes diplomáticas uruguaias informaram à Agência Efe que a passagem da liderança à Venezuela não foi realizada devido a “diferenças internas” entre os membros da organização.

Na quarta-feira (27/07), foi cancelada a reunião de chanceleres do bloco que estava prevista para este sábado (30/07), na qual se discutiria a questão da transição. Paraguai e Brasil, que são contrários à passagem da liderança à Venezuela, já haviam anunciado ao Uruguai que não participariam da reunião.

Os países do bloco mantêm divergências quanto à interpretação do protocolo para a transferência do mandato, abordada no Tratado de Assunção e no Protocolo de Ouro Preto (1994).

A orientação que há nos documentos é que “a presidência do Conselho do Mercado Comum será exercida por rotação dos Estados partes, em ordem alfabética, por um período de seis meses”.

Enquanto a Venezuela entende que o processo de transição é automático, Paraguai e Brasil defendem que é necessário consenso entre os Estados, além de uma reunião para efetuar a passagem. A Argentina não se posicionou de forma definida a respeito da questão.

A Opera Mundi, um funcionário do Mercosul disse que a entidade, até o fim da sexta-feira, não tinha informações sobre o processo de transferência da presidência do bloco.

*Com Agência Efe

Fonte: Operamundi

18 Comments

  1. Alessandro says:

    convoquem uma reunião de emergência, e expulsem a Venezuela do Mercosul, eles descumpriram VÁRIOS artigos q está nas regras do Mercosul, pronto fica resolvido !

    Se o Uruguai quiser ir junto fique a vontade, é só parar de falar e AGIR mais q resolvem as coisas.

    • ………..não tem essa de “reunião de emergência” pra expulsar nenhum país do Mercosul….se o Uruguai quer sair tudo já está resolvido, a Venezuela assume……tbm AGIR com violência é comportamento bandalha….que “lógica” absurda!…………..lastimável….

      • A Máquina Troll says:

        Ele faz parte daquele grupinho que faz a associação: PT = corrupção…o que no atual momento não deixa de ser verdadeiro….mas enquanto ficam criticando o PT o resto do bando dos corruptos passa livremente para infelicidade do Brasil…

      • Alessandro says:

        ué DEMOCRACIA meu amigo, se a MAIORIA votar que não quer mais a Venezuela no Mercosul, pq DESCUMPRIRAM várias regras no estatuto está feito !

        lógica absurda, é expulsar temporariamente um integrante fundador do Mercosul pq era contra a entrada da Venezuela, pq seu congresso já alertava sobre os riscos de ter uma nação q não respeita LEIS, é atualmente uma DITADURA militar, e usa o Mercosul como palanque POLÍTICO, isso é ABSURDO !!!

        lei, regras, estatuto, regulamento seja lá o nome q seja é feita para TODOS meu caro, se a Venezuela não respeita, tem q ser penalizada de alguma forma.

      • Conan says:

        A Venezuela entrou pelas porta dos fundos no Mercosul, ou voce já se esqueceu o que Dilmanta e a beiçola argentina fizeram com o Paraguai, portanto não tem nada de lastimável, tem que expulsar sim.

    • Relojoeiro says:

      O presidente da Venezuela foi eleito nas urnas. O atual presidente brasileiro foi?

      • S-88 says:

        O atual presidente da Venezuela foi eleito nas urnas em um pleito viciado, onde não apenas usou da máquina estatal para se eleger como também usou de toda sorte de intimidação contra o candidato oposicionista. Ademais é como já disse antes, em um Estado de Direito ser eleito pelas urnas não dá cheque em branco para ninguém. Ocorre que na Venezuela não existe mais Estado de Direito, por isso que o Maduro faz o que quer, inclusive obstar o funcionamento do legislativo….

        Ah! E não dá para esquecer que a Venezuela entrou para o MERCOSUL pela janela em uma manobra espúria, arquitetada pela “Diplomacia dos atabaques” em conluio com seus pares Kirchneristas.

        Por fim, o atual presidente brasileiro foi eleito na mesma chapa da afastada, cujo afastamento foi justamente a reafirmação do Estado Democrático de Direito.

        Ah esses comunistas! Seus argumentos não resistem a um sopro..rs!

      • Alfa BR says:

        Foi. E com a mesma quantidade de votos que a “Presidenta”.

  2. É um bloco bolivariano , um bloco criado com clausula democrática entregue a uma ditadura socialista falida…o Mercosul é um defunto que aguarda o enterro!

  3. Jorge Knoll says:

    – O negócio é boicotar todas as reuniões propostas, marcadas pela VENEZUELA, NÃO COMPARECENDO NELAS. SIMPLES, NÃO?

  4. Jorge Knoll says:

    concordo com o GABRIEL, mercosul terminou

  5. Brasxit já.

    • vanicio says:

      o mercosul era ,, alias nunca foi nada,,,, mas dizer que a venez ,, nao pode assumir por estar em crise ?? quem nao esta ?? o brasil e o rei da crise .. dizer que a venez.. nao cumpre direitos humanos ?? e o brasil cumpre ?? dizer que a venz;; tem governo ladrao ??/ kkkkkkkkkkkkkkkkkkk isso nem precisa comparar ne ??!! sendo assim ja que o mercosul e feito por paises de 3 mundo ,, entao estou com a venezuela ,, pois na america latina ninguem tem moral pra jogar pedras em ninguem…

  6. AWM says:

    Não sei se expulsar a Venezuela seria o ideal, mesmo devido ao fato deste governo atual estar com os dias contados, a população daquele pais não aguenta mais e vai tomar providencias.

    • ………”dias contados” pode ser pra MENOS ou pra MAIS e realmente a população do país não aguenta mais quem é contra Maduro….aguardemos as providências que o população irá…tomar………….

      • S-88 says:

        O resultado das últimas eleições legislativas, onde a oposição teve uma vitória esmagadora, mostra exatamente o contrário ou seja, a população venezuelana não aguenta mais o Maduro e toda a sua incompetência.

  7. Arc says:

    Não concordo que a Venezuela não possa assumir, isso é alinhamento político dos pseudo líderes brasileiros com a política de Washington.
    A Venezuela apesar da crise financeira e política está vivendo com um presidente eleito nas urnas, gostem ou não essa é a verdade, agora resta ao POVO retirá-lo caso julguem necessário, mas os motivos que o Serra (que o diabo o tenha) citou são incabíveis.

    • vanicio says:

      arc ,,, concordo plenamente,,,nao devemos tirar a venezuela do bloco ,, e sim o povo de la e que tem que tirar o governo do poder ,,o direito de participar do mercosul e do povo venez.. e nao do presidente idiota que esta la no poder ,, igual aqui ,, devemos tirar presidentes ruins do poder se nao o brasil ta lascado ,, e isso serve pra pt,pmdb,psdb,pfl,pcapeta etc…

shared on wplocker.com