Defesa & Geopolítica

Putin / Erdogan – Ministro turco fala sobre encontro após recente visita à Rússia

Posted by

O ministro turco da economia, Nihat Zeybekci, que chefiou a delegação do governo turco na recente visita à Rússia, manifestou o desejo de restaurar as relações bilaterais.

De acordo com ele, a Rússia e a Turquia têm planos de voltar ao nível das relações que havia em 24 de novembro de 2015 (antes do abate do avião russo Su-24 e da morte do piloto), bem como recuperar o projeto do gasoduto Corrente Turca.

Zeybekci sublinhou a importância da chamada telefônica do presidente russo Vladimir Putin, feita logo após a tentativa de golpe de Estado realizada na noite de 16 de julho na Turquia.

O alto funcionário turco informou que o chefe de Estado russo foi um dos primeiros líderes que ligaram ao presidente da Turquia:

“De fato, na atmosfera existente na altura, a chamada de Vladimir Putin nos ofereceu um importante apoio moral”, disse à Sputnik.

O político turco notou que a visita da delegação a Moscou ocorreu no quadro dos preparativos para o encontro entre os líderes dos dois países — Vladimir Putin e Recep Tayyip Erdogan. Zeybekci expressou também a esperança de que, no encontro previsto para 9 de agosto, a maioria dos problemas seja resolvida.

Entre estas questões estão os dois grandes projetos que foram suspensos após a derrubada da Su-24 – a usina nuclear de Akkuyu e o gasoduto Corrente Turca.

“Há vontade política de construir a Corrente Turca. Há algumas nuances técnicas. Ambos os ministros da Energia devem as analisar detalhadamente. O projeto certamente será realizado, estou certo disso”, falou.

O ministro informou a Sputnik com exclusividade de que os temas econômicos serão debatidos por Putin e Erdogan, bem como questões políticas e regionais, inclusive a crise síria. Zeybekci destacou que acredita que os dois países poderão deixar os problemas de lado, especialmente na economia.

“A Turquia e a Rússia têm como ninguém no mundo a particularidade de se completarem uma à outra. O que a Turquia não tem, a Rússia tem e vice-versa. A Rússia tem gás e a Turquia tem capacidade de transportá-lo à Europa. Nós certamente vamos aproveitar isso e vamos transformar isso em uma vantagem para ambos os países”, sublinhou.

Falando sobre a economia, o ministro comentou o dano previsto da tentativa de golpe militar na Turquia e disse:

“Claramente, houve perdas. A moeda deu um salto, a taxa de juros aumentou. Mas eu creio que tudo o que é negativo no plano econômico, todos os riscos já passaram”.

Lembramos que após o golpe fracassado e o estado de emergência declarado no país, o governo passou a governar por decreto. No entanto, o ministro da Economia, Nihat Zeybekci, sublinhou que não há planos de usar esta prática na área econômica.

Foto: © Sputnik/ Evgueni Biyatov

Fonte: Sputnik News

 

One Comment

  1. Warpath says:

    Andam comentando por aí q Erdogan vendo uma possível queda do governo da Arábia (com aval do EUA), percebeu q ele seria a bola da vez e por isso, armou um próprio golpe para eliminar a oposição.
    Será q é por isso q ele está se aproximando da Rússia almejando portanto, o plano de transferência do gás para a Europa? Tal plano seria feito em conjunto com a Arábia (a Arábia tem gás tbm, correto?) mas ai…
    E se o acordo Russo/Turquia vingar, será que haverá a continuidade do conflito da Síria? E será que os europeus irão adquirir o gás Russo via Turquia, considerando o embargo e (agora) a posição radical do dirigente turco?

shared on wplocker.com