Defesa & Geopolítica

FAB PÉ DE POEIRA: FAB apresenta ações de sua infantaria durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos

Posted by

Aeronáutica detalha sua atuação durante o evento em coletiva de imprensa no Rio de Janeiro (RJ)

A Força Aérea Brasileira (FAB) apresentou, na manhã desta quinta-feira (14/07), o planejamento para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, em entrevista coletiva realizada no Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), no Rio de Janeiro. Foram detalhadas as ações de gerenciamento do fluxo de tráfego aéreo, defesa aérea e missões em terra, como a recepção aos chefes de Estado, abordagem a aeronaves que realizaram pouso obrigatório e, também, defesa biológica, química, radiológica e nuclear. Mais de 15 mil militares da FAB e 80 aeronaves estão envolvidos nessas atividades.

Diretor-Geral do DECEA

O Diretor-Geral do DECEA, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos Vuyk de Aquino destacou a importância do papel da sociedade na consecução dos objetivos ligados à segurança e defesa. “É fundamental colocarmos para a sociedade o nosso planejamento. Devemos ter em mente que não são só as Forças Armadas bem equipadas e bem treinadas que provêm a segurança, mas precisamos também de uma sociedade bem informada a respeito do que fazemos”, afirmou o Tenente-Brigadeiro Aquino.

i1671413450483853

Em terra, militares da Infantaria da Aeronáutica estão prontos para manter a segurança das bases aéreas e demais instalações da FAB e, ainda, atuar como batedores em comboios de autoridades. No caso de aeronaves que tenham sido interceptadas pela defesa aérea e forçadas a pousar, grupos com treinamento especial farão a abordagem em solo na Base Aérea de Santa Cruz (BASC). As ações de segurança em solo são coordenadas pelo Terceiro Comando Aéreo Regional (III COMAR). “Realizaremos na Base Aérea do Galeão todos os serviços que acontecem em um voo internacional ao chegar em um aeroporto no Brasil. Temos a capacidade de receber três chefes de Estado a cada 20 minutos”, explicou o Comandante do III COMAR, Major-Brigadeiro do Ar José Euclides da Silva Gonçalves.

Segundo o coordenador de segurança e defesa da FAB para os Jogos Olímpicos, Coronel de Infantaria Almir Pinto de Lima, uma das missões da FAB será garantir a segurança dos chefes de estado do governo e membros de comitivas que pousarem ou decolarem dos aeródromos sob responsabilidade da Forca Aérea.

“Também é de responsabilidade da Aeronáutica o apoio à segurança e defesa no aeroporto internacional. Será uma ação em cooperação com os demais órgãos de segurança, policia Federal, Civil, Militar, a própria RioGaleão, que é a concessionária do aeroporto, e a guarda civil”, disse o coronel.

O treinamento das atividades previstas para atuação dos militares no evento procurou mostrar na prática se o planejamento atende as necessidades ou se precisa de alguma correção. “O treinamento é essencial para a maturação desse processo de preparação para a segurança das Olimpíadas”, ressaltou o coronel Almir.

Comments are closed.

shared on wplocker.com