Defesa & Geopolítica

Otan fará reunião sobre avião russo derrubado pela Turquia

Posted by
Militares da Otan: Otan está "seguindo de perto" a situação na fronteira sírio-turca após o incidente e a suposta violação do espaço aéreo turco

Militares da Otan: Otan está “seguindo de perto” a situação na fronteira sírio-turca após o incidente e a suposta violação do espaço aéreo turco

Bruxelas – O Conselho do Atlântico Norte, principal órgão de decisão da Otan, se reunirá de forma extraordinária nesta terça-feira, a pedido da Turquia, que quer informar os aliados sobre o bombardeiro russo derrubado por caças do país nesta terça-feira, perto da fronteira a Síria.

“A pedido da Turquia, o Conselho do Atlântico Norte realizará uma reunião extraordinária às 16h GMT (14h em Brasília) para que a Turquia relate aos aliados sobre a queda de um avião russo”, indicaram à Agência Efe fontes da Otan.

A Otan está “seguindo de perto” a situação na fronteira sírio-turca após o incidente e a suposta violação do espaço aéreo turco, disseram fontes do órgão, que acrescentaram estar em contato com as autoridades de Ancara.

A Turquia confirmou hoje que derrubou um bombardeiro Su-24 pertencente à Força Aérea da Rússia por uma violação de seu espaço aéreo na fronteira com a Turquia. Os pilotos russos teriam ignorado dez advertências dos caças turcos antes do incidente.

Por outro lado, a Rússia afirma que a aeronave derrubada na Síria não invadiu o território turco. Moscou, inclusive, cogita que o míssil que provocou a queda pode ter sido lançado da terra.

“Durante o voo, o avião permaneceu todo o tempo sobre o território da Síria, como ficou registrado nos radares”, declarou o Ministério da Defesa da Rússia em comunicado.

Trata-se do primeiro avião perdido pelo grupo da Força Aérea da Rússia que bombardeia posições de organizações terroristas na Síria desde o último dia 30 de setembro, como forma de apoio ao regime do presidente Bashar al Assad.

A Turquia denunciou várias violações russas de seu espaço aéreo e alertou que derrubaria os aviões que voltassem a entrar sem autorização no território turco.

Fonte: Exame

2 Comments

shared on wplocker.com