Defesa & Geopolítica

Atualizado: Segundo mídia iraniana: Iemitas atacam base Saudita matando 66 militares, destruindo 17 aviões de combate e 09 helicópteros de ataque

Posted by
E.M.Pinto
Apesar de não confirmada pelo governo Saudita e pela mídia de países aliados de Riad, várias fontes de países àrabes e Mulçumanos atestam que a Arábia Saudita sofreu um pesado ataque em seu território. O ataque efetuado com armas de longo alcance disparadas pelas forças de resistência e governamentais do Iemen teria como alvo uma importante base aérea saudita próxima à fronteira do Iemen.

Veja vídeo Live Leak clicando aqui

 A fonte iraniana FNA divulgou em nota que o exército iemenita e forças populares atacaram e causaram pesadas perdas à base Aérea Saudita de Khamis Mushait, posicionada em um ponto estratégico na província de Asir ao sul da Arábia Saudita.
O ataque foi efetuado por misseis Scud, que segundo o noticiário Iraniano, teria levado a morte 66 militares sauditas, entre eles, oficiais e comandantes de alto escalão, bem como,  promoveu ainda a destruição de cerca 17  caças  F-15  e  9 helicópteros de ataque AH-64 Apache .

Pelo menos dois comandantes, foram mortos quando os mísseis iemenitas atacaram Khamis Mushait, no que foi alegado ser uma “retaliação à agressão do reino contra a nação”, foi o que declarou um oficial do exército Iemita.

Nessa guerra pouco conhecida pelo público mundial, forças governamentais e a resistência de populares e grupos tribais se juntaram no Iemen para resistir ao que consideram uma invsão do Reino Saudita e a coalizão de estados Árabes em uma guerra não declara ao Iemen.

A nota iraniana afirma que outros 300 militares sauditas também ficaram feridos no ataque de mísseis. Na última quinta-feira, o exército do Iêmen disparou um míssil Scud contra a base aérea de Khalid bin na província de Asir.YEMEN-MAP-KHAMIS-MUSHAIT--e1433661186424

Em meio ao conflito, fontes iranianas atestam que Israel tem promovido a entrega de armas para os sauditas, o que  a imprensa israelense tratou de desmentir, alegando não haver informação confirmada de que Israel apoie a Arábia Saudita em sua guerra contra o Iêmen.

Na quarta-feira, aviões de comabte sauditas bombardearam a província iemenita de Ta’iz, deixando pelo menos 4 civis mortos nos ataques que atingiram um aeroporto em Ta’iz, segundo relatos.

Também na quarta-feira, ataques aéreos sauditas atingiram a província iemenita de Saada, matando pelo menos um civil e ferindo vários outros.  Enquanto isso, a artilharia e mísseis sauditas atingiram várias regiões da mesma província.

A Arábia Saudita marca assim 205 dias de ofensiva no Iêmen que busca restaurar o poder para Hadi, um aliado próximo de Riad. Para os Iemitas, os ataques Sauditas já mataram pelo menos 6638 iemenitas, incluindo centenas de mulheres e crianças.

Hadi deixou o cargo em janeiro e se recusou a reconsiderar a decisão, apesar dos apelos dos revolucionários Ansarullah do movimento Houthi. A  alegações de Riade de que os bombardeios tem como alvo os combatentes Ansarullah, a aviação saudita por vezes tem bombardeado áreas residenciais e infra-estruturas civis.

Fonte: FNA

shared on wplocker.com