Defesa & Geopolítica

Plano Brasil/Análise: Cooperação técnico-militar entre China e Venezuela

Posted by

2014072117292172407

Quando o ex presidente da Venezuela Hugo Chaves ( onde governou a Venezuela de fevereiro de 1999 a  março de 2013 )decidiu romper os laços militares e em alguns casos o laço diplomático com os EUA e consolidar  vínculos diplomáticos buscando  alianças com governos de esquerda da América Latina, culminando na formação da ALBA (Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América). Entre seus principais apoiadores na região, encontram-se os presidentes da Bolívia e do Equador, Evo Morales e Rafael Correa. Chávez também defendeu numerosas vezes o governo do presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad, além de ter se aproximado da Rússia,  Bielorrússia., China e Cuba. Com a aproximação com a Rússia era sensato de se pensar que os Russos  iriam se converter no fornecedor exclusivo das Forças Armadas Venezuelanas (Fuerza Armada Nacional Bolivariana – FANB). Os primeiros acordos para cooperação Técnico Militar entre a Rússia e a Venezuela começaram em 2001 e tais rumores se intensificaram com a visita de um MiG-29M2 e de um MiG-29UB ao país. As aeronaves chegaram à Venezuela a bordo de um Antonov An-124-200 Condor e foram submetidas a diversos ensaios de voo para avaliação da aeronave pelo pessoal da Fuerza Aérea Venezolana (Aviación Militar Bolivariana – AMB ).  Os primeiros acordos se efetivaram quatro anos mais tarde no qual se tornou um pacote de vendas de armas e acessória militar para as Forças Bolivarianas. Porem a china entrou no  cenário venezuelano em 2006 com a assinatura do um contrato para a venda de radares. Desde então a cooperação técnica militar  com a china vem crescendo .Alem de prover material Bélico e equipamentos a China também conduziu  intercambio militar entre os dois países como por exemplo em 2008 quando foi realizado o primeiro Curso Internacional de Operações Especiais (Curso de Operações Especiais n.º44) realizado em Turiamo, estado de Aragua onde a Brigada de Operaciones Especiales Generalíssimo Francisco de Miranda (BRIOPEM), recebeu dez militares do Corpo de Fuzileiros Navais Chinês (People’s Liberation Army Navy Marine Corps -PLAMC). Alem dos intercâmbios a China realizou diversas cooperações técnicas e de fornecimento de material em diversas aérea para as forças Bolivarianas.

sinobolivar1

Fuzileiros Chineses ((People’s Liberation Army Navy Marine Corps -PLAMC) durante o Curso Internacional de Operações Especiais

Novo Fôlego para a Industrial Militar Venezuelana.

Em 2012  o Governo chinês  e a  Compañía Anónima Venezolana de Industrias Militares (CAVIM) assinaram um acordo de cooperação técnica no qual a estatal venezuelana passaria a produzir Rádios e sistemas de comunicação para aplicações militares e civis. Posteriormente no ano seguinte  foi firmado outro acordo entre a Estatal CAVIM e NORINCO (China North Industries Group Corporation) para a fabricação de Coletes balísticos, uniformes e alem de produtos para segurança pessoal e policial. Esses produtos são produzidos atualmente pela Arsenal Industries . A Venezuela também foi beneficiada com equipamentos de  campanha de diversos tipos

Industria Automotiva

 O setor Automotivo venezuelano também foi beneficiado pelo acordo chinês no qual a China começou a fornecer componentes para os veículos táticos 4×4 Tiuna de concepção e produção Venezuelana no qual são produzidos pela  Empresa Mixta Socialista de Vehículos Venezolanos S.A.EMSOVEN.. Os componentes chineses estão substituindo os componentes de origem americana como, por exemplo, os motores Chevrolet Vortec  5.3L ou Ford Triton V8. Alem disso foi fechado um acordo para a fabricação da nova versão do Tiuna no qual será baseada no veiculo chinês 4×4 Beijing Benz Jeep 2020. Não só o mercado militar foi beneficiado a indústria automotiva civil também recebeu um incremento com a fabricação da Linha Chery X1 e Chery Tiggo 5 este ultimo adquirido como viatura administrativa pela FANB. Os modelos em questão serão fabricados pela  Joint venture  Emsoven Chery.

2ew050g

Nova versão do Veiculo 4×4 Tiuna baseado no veiculo chines Beijing Benz Jeep 2020

A China também ira prover os quatros ramos da Força armada Nacional bolivariana compreendido em Ejército Nacional Bolivariano, Armada Nacional Bolivariana – FANB (Incluindo Infanteria de Marina), Aviación Militar Nacional Bolivariana e Guardia Nacional Bolivariana com veículos táticos e administrativos. A encomenda contempla a aquisição de 2016 veículos táticos e administrativos. O primeiro lote compreendeu cerca de 557 unidades de diversos modelos fabricados na China entre os quais:  Caminhões North Benz 2629 de diversos modelos, Ambulâncias táticas 4×4 SAIC-Iveco Dayli, Caminhões Chevrolet Kodiak. Utilitários Toyota Land Cruiser e Utilitários Hilux todos  4×4. O segundo lote  compreendeu a entrega de 400 caminhões táticos North Benz 2629 6×6, 40 utilitários Toyota Land Cruiser 4×4 e cinco utilitários Chery Rely X-5. A previsão para a entrega do terceiro e último lote de veículos seja realizado no final deste ano ou inicio de 2016.

10603776_10153480758486122_1765010526884416450_n

Entrega do Primeiro lote de Veículos entregues pela China

Aviación Militar Bolivariana (AMB)

Em 2006 Foram adquiridos da  China National Electronics Import & Export Corp. (CEIEC) sete sistema de radares  de longo alcance JLY-11. Em 2010 foi realizada uma nova encomenda dessa vez para três sistemas de radar JY-3B. Posteriormente foi adquirido um lote de 26 sistemas de radares e 11 sistemas de comando e controle de modelos não divulgados. A Primeira compra de aeronaves Chineses foi concretizada em 2009 quando 18 treinadores  Hongdu JL-8 Karakorum no qual foram recebidos ao longo de 2010, Porem  uma aeronave foi perdida em  Julho de 2010,outra em Novembro de 2012,9y e a terceira em Julho   de 2013. Para Recompor essas perdas e complementar a frota a AMB recentemente realizou um pedido para mais 7 aeronaves.  A Capacidade de transporte da Aviación Militar Bolivariana  foi impulsionada com o Fornecimento de 8 Aviões de transporte táticos Shaanxi Y-8. Os aviões foram encomendados em 2011 e as entregas começaram em 2012. Foi também adquirido simuladores e um grande lote de peças de reposição. Nos anos subsequentes foram anunciadas por parte da AMB a compra de novas aeronaves porem sem compra efetivada. A noticia mais recente seria a compra de um lote de 24 aeronaves de treinamento avançado  Hongdu L15  porem sem confirmação. Enquanto isso a China construiu e colocou em orbita dói satélites comprados pela Venezuela (sendo um desses de aplicação militar) e futuramente um terceiro satélite deve ser construído e posto em orbita.

Guarda Nacional  Venezuelana

A Guarda Nacional vem recebendo diversos tipos de material como capacetes, coletes e equipamentos para Controle de distúrbios civis. (Trajes, mascaras de gás, lançadores de granadas e armas de uso não letal). Em 2011 a Norinco (China North Industries Group Corporation)) começo a entregar 141 veículos para a Guarda Nacional.  Os modelos Fornecidos são 121 unidades dos veículos Blindados 4×4 VN-4, 10 veículos anti-motim WCT-1 e 10 veículos ABV-1.

24260_resize_800_600_false_true_null

Veiculo Blindado VN-4 da Guarda Nacional Bolivariana equipado com sistema de interferência eletrônica,capaz de interferir e bloquear comunicações via celulares.

Infanteria de Marina Bolivariana

Estes equipamentos fazem parte de um acordo firmado entre governo da Venezuela e o governo Chinês que foi assinado em 2012 dando inicio ao Projeto de Aquisição de Armamentos para a Atualização e reorganização da Infantaria de Marina Bolivariana. O contrato firmado com o governo chinês  inclui a compra de viaturas blindadas VN-1 (ZBL-09) 8×8, veiculo de combate Anfíbio VN-18 (ZBD-05) armados com canhão 30 mm, carro de combate VN-16 (ZTD05)  equipados com canhão 105 mm Sistemas de lançamento múltiplo de foguetes SR-5 podendo disparar foguetes de 122 e 220 mm, sistemas de morteiros autopropulsados CS / SM4 de  81 mm (montados em viaturas 4X4) e CS/ SM4 120 mm (montados em viaturas blindadas 6×6) além de viaturas CS/VA1 4X4 e caminhões 4×4 e 6×6. Além de todo o material de apoio, peças de reposição, sistemas de comunicação, munição e armamentos.

Venezuela_Infanteria_de_Marina_VN16_AGO15_FAVClub1

Caminhão Taian TA4360 trator transporta em sua carreta um carro de combate leve anfíbio Norinco VN16 logo apos eu desembarque na Base Naval de Puerto Cabello

Infra Estrutura Militar

Empresas Chinesas estão envolvidas em diversos projetos de infra estrutura militar voltados para as FANB. Talvez o Contrato mais importante seja  a construção da nova sede dos comandantes militares da  Fuerza Armada Nacional Bolivariana. O Novo complexo ira possuir cerca de nove prédios  onde se concentrara todo o centro nervoso da FANB. O novo Quartel General esta sendo construído dentro do Forte Tiuna na Capital venezuelana.

Conclusão

Existem vários motivos políticos e econômicos em que Rússia e China travam “uma corrida’ para ver quem se posiciona como primeiro e segundo lugar nos fornecedores de armas para as Forças Armadas Bolivarianas. Porem parece que a China usou sua facilidade de credito onde forneceu Bilhões em empréstimos a Venezuela em troca de Commodity (leia-se Petróleo) . Quanto a questão tecnológica a China tem oferecido equipamentos e sistemas mais modernos que a Rússia e com baixo custo de aquisição e manutenção. No quesito pós venda parece que a lobista Chinesa  e superior em termos de reposição de item como peças sobressalentes, treinamento de pessoal.. Quanto a instalação em território venezuelano de plantas industriais chinesas voltada para a área militar e civil. Como por exemplo a nova Fabrica da Cavim voltada para a produção de sistemas de comunicação se tornou operacional em apenas 15 meses após a assinatura do contrato.; Enquanto  a Planta de produção Russa para Fuzis Kalashnikov no qual teve seu contrato assinado em 2006 e cuja operação deveria começar em 2009. Porem até hoje se encontra inacabada e envolvendo um escândalo de fraudo e corrupção.

Para saber mais:

Venezuela recebe primeiro lote de equipamentos Chineses.

Rapidinhas da Venezuela: Venezuela Realiza Primeiras Provas com novos Blindados recebidos da China

Fuzileiros Venezuelanos recebem novo lote de veiculos da China

Venezuela demonstra viaturas Norinco VN1

Infanteria de Marina da Venezuela Ativa Batalhão de Apoio Anfíbio.

 

 

 

shared on wplocker.com