Defesa & Geopolítica

Documentário – O Lendário Grumman F-14 Tomcat

Posted by

[embedplusvideo height=”395″ width=”650″ editlink=”http://bit.ly/1LqQtYX” standard=”http://www.youtube.com/v/BFH0JJLmH0Y?fs=1″ vars=”ytid=BFH0JJLmH0Y&width=650&height=395&start=&stop=&rs=w&hd=0&autoplay=0&react=1&chapters=&notes=” id=”ep5958″ /]

89 Comments

  1. helveciofilho says:

    E Imaginar que o Irã já são expertises na sua manutenção porque possuem alguns deles .. rsrsrs …e voam por sinal … como se já não bastasse os famosos S-300 .. 😉

    • helveciofilho says:

      F-14 TOMCAT A SERVIÇO DO IRÃ.
      .
      Com a aposentadoria do Grumman F- 14 Tomcat do serviço da Marinha dos EUA, o Irã é hoje o único operador deste poderoso caça- interceptor. Alegadamente o F- 14AM tem um novo ECM (contramedidas eletrônicas), novo RWR (receptor de alerta radar), novo INS ( sistema inercial de navegação integrado/GPS) e telas multifunções para o piloto e o WSO . Também supostamente pode transportar uma grande variedade de armas procedentes dos EUA, iraniana, chinêsa ou russas, incluíndo mísseis ar-ar R- 73E, AIM-54A+ (designado localmente como Fakur-90), AIM -54A, AIM-7E-4, AIM-9J e MIM-23C.
      .
      (*)fonte: [ cavok.com.br/blog/f-14-tomcat-a-servico-do-ira/ ]
      .
      .
      (…) A história nos diz que a questão não é a vontade do Irã para retaliar um ataque israelense, mas simplesmente, de que maneira o Irã vai retaliar. Os iranianos não vão se sentar-se e absorver os ataques aéreos como os iraquianos imaginavam durante a guerra Irã-Iraque. O Irã partiu para a ofensiva .
      .
      Poucas horas depois dos primeiros ataques iraquianos em 22 setembro 1980, a IRIAF lançou ataques de retaliação para destruir aeródromos iraquianos perto de Bagdá e Basra . A IRIAF fez inúmeras missões de ataque e reconhecimento em profundidade no Iraque, com seus aviões apoiados por seu próprio sistema de reabastecimento em voo (…)

      • Deagol says:

        Israel deve estar morrendo de medo com seus f-16, F-15 e futuramente o F-35 ( muio bom para os S-300) e mais uma grande variedade de armas de cruzeiro.

      • Warpath says:

        “Israel deve estar morrendo de medo”

        Mais uma vez concordo com vc!! 😀

        Israel tá fazendo terapia a pelo menos uns 10, utilizando-se para isso, desenhos infantis e mimimis nas U.N…

        Só…. 😀

      • Warpath says:

        Corrigindo: “a pelo menos uns 10 anos”

      • Deagol says:

        Além de mimimis o que mais você faz aqui?

      • Richard says:

        Caro Deagol

        Com certeza Israel não está com medo, pois sua Força Aérea além de moderna, é muito mais qualificada que a do Irã. Mas, sempre existe um mas, rsrsrs, ele, o F-14 aliado com o S-300, são uma dupla de respeito.
        Se, digo se, realmente o S-300 chegar, com uma tática inteligente em conjunto com o F-14, poderão fazer alguma diferença.

        Sds

      • _RR_ says:

        Richard,

        Sempre existe a possibilidade de se armar uma armadilha com sistemas SAM…

        Utilizar uma miscelânea de radares, manter unidades de tiro operando no modo passivo e em rede, utilizar a aviação de caça como isca para atrair os adversários para sítios SAM… Enfim… Sempre se pode lograr algum êxito. Contudo, deve-se entender que sucessos advindos dessas táticas são normalmente marginais. E o são por dois motivos:

        – Sistemas SAM são defensivos por natureza, por mais sofisticados que sejam. É extremamente difícil utiliza-los de forma ofensiva. Existe a necessidade de uma disparidade tecnológica monstruosa sobre a aviação, coisa que hoje não é mais possível ( exceto com forças aéreas verdadeiramente capengas, o que não é o caso de Israel… ), além de grande mobilidade. A única vez em a defesa anti aérea teve alguma superioridade foi durante a Guerra do Yom Kippur, e com resultados mistos. Hoje, por mais que se tenha números, o desenvolvimento de armas stand off de grande alcance e a disseminação do stealth, dentro de um conceito de guerra centrada em redes, passa a vantagem para quem ataca do céu, caso tenha esses elementos a disposição ( embora ainda seja possível buscar ações de caráter mais assimétrico ).

        – E quanto a aviação, dificilmente aquele que é atacado terá a oportunidade de passar a ofensiva se não houver a vantagem tecnológica. Apenas uma esmagadora superioridade numérica poderia permitir isso…

    • helveciofilho says:

      HAHAHAHAHAH……

      • Deagol says:

        Só trola e nunca tem resposta, mais fraco que o warpath.

        S-300 vai salvar o Irã?
        Vai sonhando.

      • Warpath says:

        “Só trola e nunca tem resposta”

        E tá bom demais em se tratando de vc (que trolou mentiras anos e anos contra os russos). Seus posts nem merecem ser lidos de tanta desinformação e segundas intenções que são carregados.

        Agradeça-nos por lhe dar algum tipo de atenção. E ainda te levamos na esportiva hehehehe

        😀

      • Deagol says:

        Você da atenção a todos meus comenta´rios, já percebeu?

        Inclusive falsifica meus nicknames e investiga minha vida.

        Não tem dignidade.

      • Deagol says:

        Então você não sabe a distância entre Irã e Israel?
        Coitada da força aérea iraniana e seus meia dúzia de s-300.

      • Warpath says:

        “Coitada da força aérea iraniana”

        Avisa Israel então, pois os desenhistas lá não estão tão confiantes quanto vc e seu parceiro (fucker)…rsrsrs

      • Deagol says:

        É os americanos deveiam ter aprendido com os russos!

        A fazer aviões ruins que nunca funcionam quando se precisa.

      • Deagol says:

        Corrigindo.

        “”“Coitada da força aérea iraniana””””

        “Pobre coitada” com seus s-300 e sukhois árvores de natal.

  2. A Máquina Troll says:

    o pai dos tijolos…. 😉

    • Deagol says:

      Para você ver como não entende nada de aviação e só fala besteira.
      Foi um a avião revolucionário para sua época, 20 anos mais avançado do que qualquer coisa que os russos tinham.

      Inclusive os russos levaram um para fazer engenharia reversa influenciando no design do Flanker e do Foxbat.

    • Vermelho do Inferno says:

      Um tijolo desses faz falta na Frota Aérea de Brasília.
      Nas mãos de norte-americanos e iranianos, principalmente nas mãos dos iranianos, chegaram a um kill rate de 164 a 1, incluindo helicópteros. Tudo que era tipo caça soviético que voava no Iraque teve seu dia de bola de fogo. Nem os Mirage F1 escaparam.
      E se um F-14 não tivesse tido falha em um dos motores é bem provável que a surra tivesse sido de 164 a “zero”. Mas, fica aí o gol de honra para os derrotados. 🙂

      • A Máquina Troll says:

        isto não muda o fato de ter sido o pai de todos os tijolos por conta de sua geometria variável….. 😛

      • Vermelho do Inferno says:

        E continua fazendo falta na nossa Frota Aérea de Brasilila.
        Com um kill rate desses, poderia ser até uma âncora.

      • A Máquina Troll says:

        “Vermelho do Inferno
        22 de junho de 2015 at 13:43

        E continua fazendo falta na nossa Frota Aérea de Brasilila.
        Com um kill rate desses, poderia ser até uma âncora.”

        faria falta se tivéssemos um porta aviões de verdade/operacional e modernizado….

      • A Máquina Troll says:

        “Vermelho do Inferno
        22 de junho de 2015 at 13:43”

        o que de fato sempre fez falta na força aérea daqui foram F-15s…ai sim….o resto sempre foi propagandas…mimimi….nhem nhem nhem e lero leros… 😉

      • Deagol says:

        Assim como su-24, o mig-23 e tijolão
        Tu-160.

        Pensa antes e escrevee bobagem

      • A Máquina Troll says:

        “Deagol
        22 de junho de 2015 at 16:29

        Assim como su-24, o mig-23 e tijolão
        Tu-160.”

        estudante…acontece que a geometria variável em nada nunca afetou na função destas aeronaves militares…. não tente inventar..

      • Deagol says:

        Claro que afetou, afetou a manutenção, o peso, os custos e a disponibilidade.

        Entre su-24 e mig-23 fico com o f-14 mil vezes, este não é humilhado em combate.

      • Warpath says:

        F-14 = Tijolão

        😀

      • Deagol says:

        “F-14 = Tijolão”

        Viu, como eu disse, você não entende nada.

        tijolão é mig-29 e mig-23 que vivem sendo massacrados.

      • A Máquina Troll says:

        “Deagol
        23 de junho de 2015 at 11:12

        “F-14 = Tijolão”

        Viu, como eu disse, você não entende nada.

        tijolão é mig-29 e mig-23 que vivem sendo massacrados.”

        é o que da inventar de querer imitar os outros …já pensou se tivessem inventado de querer copiar aquela ideia dos alvos flutuant&@#…ops…digo…de porta aviões.. 😀

        eles aprenderam a lição ….o conceito de geometria variável foi uma ideia interessante na época..mas não demorou para percebem que este sistema auferia peso e consequentemente afetava o desempenho da aeronave….sem contar no aumento da fragilidade do caça e dos custos de manutenção….

      • Deagol says:

        Bons são os caças russos que até hoje só fazem piruetas, na hora dos testes é aquela história.

      • Deagol says:

        E lá vem o warpth…
        Tentando,,,,

      • Warpath says:

        Ih to vendo que vc tá com saudade hahahahaha

        Depois fica reclamando para moderação…..rsrsrs

        Pode chorar sua dorzinha de cotovelo pois até agora, a OTANzinha tá lá se borrando com medinha dos rebeldes pró-Rússia.

        😀

        Detalhe: as piruetas dos Russos tem feito os pilotos americanos voarem com fraldas hahahahaha…

      • Warpath says:

        “na hora dos testes é aquela história.”

        Fica a dica: Quem desdenha quer comprar.

        😉

      • Deagol says:

        Não, quem desdenha acha ruim!

        É só pensar.

      • A Máquina Troll says:

        alias …é muito fácil abater caça Downgrodeados/pelados….com pilotos mal treinados e sem apoio algum…assim até eu….rs..

      • Vermelho do Inferno says:

        Então em resumo, além de vender um bom interceptador, os EUA ainda forneceram o melhor apoio logístico e o melhor treinamento aos Iranianos. e além disso as táticas de combate norte-americanas eram melhores que as soviéticas?
        O que os soviéticos tinham de melhor em seus caças Mig-23, Mig-21, Su-20, Su-22, Mig-29, Mig-25 e Mig-31? Melhor radar, melhor suite de ECM? Melhor míssil? Contra o Tomcat não fariam diferença porque o Tomcat via e abatia antes. Se os Iraquianos tivessem as primeiras versões do Su-27 também não adiantaria muito, a menos que os Tomcats os deixassem se aproximar, e claro que eles não deixariam.
        Ou seja, comprar material da URSS naquela época não era um bom negócio porque eles não tinham material melhor, nem para seus “aliados”.
        Os modelos “mais modernos”, usados pela URSS, não seriam páreos para o Tomcat e a dupla AWG-9/AIM-54. E convenhamos, além de melhores, os F-14 também eram muito mais bonitos 🙂

      • A Máquina Troll says:

        “Vermelho do Inferno
        22 de junho de 2015 at 15:30”

        viburninho….é a política de exportação dos Russos comercializarem só equipamentos militares Downgrodeados…sem contar que 99,9% de seus clientes sempre foram compostos de países miseráveis….quem tem …..PODE….quem não pode se SACODE….

        “Os modelos “mais modernos”, usados pela URSS, não seriam páreos para o Tomcat e a dupla AWG-9/AIM-54. E convenhamos, além de melhores, os F-14 também eram muito mais bonitos ”

        hihihihi…..comentário com o selo Máquina Troll de qualidade….tá aprovado… 😉

      • Deagol says:

        Mais fácil é vencer quem não tem força aérea como a Geórgia, por exemplo.

        Eu m e pergunto quais os grandes feitos dos modernos caças russos? Cair no chão?

      • Deagol says:

        Por que o máquina troll se rebaixa a falar tanta besteira?

        Parece que faz de propósito só por não ter mais nada para pensar.

        Tijolão que os russos demoraram mais de 20 anos para superar. Só isso

      • Warpath says:

        “Mais fácil é vencer quem não tem força aérea como a Geórgia, por exemplo”

        E onde estava o republicano baby Bush, mesmo?? 😀 😀 😀

        Ah é, tava na caminha hahahahahaha

      • Warpath says:

        hahahahahaha….

        Nossa mas essa do tijolão te machucou mesmo hem!! Seu terapeuta vai lucrar esta semana….rsrsrs

        P.S – F-14 TIJOLÃO 😀

      • Deagol says:

        mimmimi, dos caças russos massacrados em combate.

        Escolheu o time errado, o dos perdedores.

        hheheh!

      • _RR_ says:

        Maquina…

        Essa ideia de que o F-14 é um “tijolo” não passa de lenda de internet… O fato é que era uma aeronave bastante manobrável, e razoavelmente ágil para seu tamanho. Era absolutamente mais manobrável que praticamente todas as aeronaves de geração anterior, fazendo curvas mais apertadas até mesmo que o F-4 Phantom ou o Mig-23. De fato, era páreo até para as aeronaves menores… Uma das manobras mais comuns em dogfight para o F-14 se livrar de um oponente mais ligeiro, era o caça executar uma espiral ascendente. Poucos caças poderiam acompanha-lo…

        Seu único ponto débil, e isso o acompanhou somente na primeira variante, eram seus problemáticos motores. Mas a partir da variante D, o caça se tornou quase perfeito…

        A Força Aérea do Iraque, até a metade da Guerra Irã-Iraque, estava equipada com aeronaves cujas variantes eram muito próximas das utilizadas pela URSS na época. Os Mig-23 ML em particular se mostraram oponentes perigosos. E os Mig-25 tinham a clara vantagem da velocidade. Mas como velocidade não é tudo… E apoio também não faltou, com as mais variadas aeronaves sendo enviadas ( incluso bombardeiros Blinder, um tipo estratégico ), além de milhares de assessores militares.

        Durante a Primeira Guerra do Golfo, os iraquianos mostraram-se muito bem treinados. Mesmo os pilotos americanos foram obrigados a reconhecer isso de pronto quando os enfrentaram. E não era raro que pensassem que os caças iraquianos fossem pilotados por russos, tamanha a destreza nas manobras…

      • A Máquina Troll says:

        “_RR_
        22 de junho de 2015 at 17:52”

        https://www.youtube.com/watch?v=t4k4J02Lxps

      • Warpath says:

        “Essa ideia de que o F-14 é um “tijolo” não passa de lenda de internet”

        Igual a lenda do JF-17 ser o MiG-21 do século XXI….

      • _RR_ says:

        Warpath.

        E o JF-17 realmente nada tem a ver com o Mig-21… Pelo contrário… Não há qualquer evidência disso…

        Pode até se fazer uma alusão a sua relativa simplicidade e baixo custo, além da promessa de se conquistar uma fatia considerável do mercado, mas nada além disso…

      • A Máquina Troll says:

        “_RR_
        23 de junho de 2015 at 10:39”

        JF-17 que nada senhor Warpath.. o MiG-21 do século XXI do senhor RR será o abacaxi….hihihihi…. 🙂

      • Deagol says:

        Será máquina! O abaxi será o caça mais vendido do mundo, enquanto o 5G não furtivo já teve até encomendas canceladas.

  3. kleslei says:

    UM DO MELHORES MESMO!!!

    • Melkor says:

      Eu gostava muito do Tomcat. Ele não era tão bom quanto o F-15 em combate à curta distância porque foi projetado para operar em conjunto com os E-2 e interceptar os mísseis e a aviação naval soviética, longe da frota.
      Mesmo não sendo um caçador propriamente dito o Tomcat foi bom o suficiente para derrubar ou por para correr os caças soviéticos da Líbia e Iraque, inclusive o Mig-25. Mas o F/A-18 era menor, menos complexo e principalmente mais barato para manter, além claro, de ser melhor também à curta distância 🙂 e isso decretrou seu fim, mesmo assim só após mais de 30 anos de serviço. Não dá para dizer que não foi um bom avião.

      • Pra mim, o mais belo caça já desenhado de todos os tempos, não é a toa que gosto das linhas dos Sukhois e F 15, ambos assemelham-se ao bom e velho Tom cat

      • Deagol says:

        Dizem que o design de turminas separadas do Su-27 e Mig-29 se originaram o Tomcat.
        Talvez até o PAK-FA tenha alguma influência.

        O Tomcat foi de longe o avião mais capaz dos tempos da guerra fria, só com a chegada dos Mig-31 os russos tiveram algo parecido.

        É uma pena que a manutenção alta não tenha permitido o desenvolvimento de novas versões, com motores atuais, redução de assinatura e radar AESA.

        Seria um Fleet Defender temido e respeitado até hoje.

      • Warpath says:

        “É uma pena que a manutenção alta não tenha permitido o desenvolvimento de novas versões, com motores atuais, redução de assinatura e radar AESA.”

        Era só então seus queridos americanos terem aprendido com os Russos. Simples assim!

        E dá-lhe TIJOLÃO 😀

      • Melkor says:

        Deagol, eu estou indo ver um neste final de semana. Quero ver o mecanismo de enflexamento das asas e por isso vou conversar com um ex-piloto que vai me encontrar no museu.O Tomcat e o Phanton II eram meus caças navais preferidos e essa será a primeira vez que verei um F-14. Os Phantos eu já tive o prazer de ver, inclusive em voo. Para quem gosta de aviação é uma emoção muito grande ver aqueles bichos que eu só via em revistas ou filmes. É legal também porque conversando com o pessoal a gente aprende mais e fala menos besteira. Alguém aqui comentou sobre o score de combate dele, dei uma pesquisada para conferir, 164 abates, é incrível. Infelizmente o custo de manutenção era muito alto e ele foi aposentado com 32 anos de serviço, nada mal para um interceptador naval. O problema do TF-30 já havia sido parcialmente solucionado e hoje com certeza estaria resolvido. Com uma eletrônica atual esse bicho daria muito trabalho. Olha o detalhe, estamos falando de um quarentão que se estivesse na ativa ainda daria trabalho para muita gente.

      • _RR_ says:

        Warpath, Deagol,

        Radares de varredura eletrônica não eram nenhuma novidade quando o Mig-31 surgiu… Russos e americanos já dominavam essa tecnologia desde os anos 60. A questão principal pairava sobre a redução dos componentes.

        Se não me engano, o primeiro radar de varredura eletrônica embarcado em uma aeronave foi o PESA do E-3 Sentry ( AN/APY-1 ).

        Mas é inegável que os russos inovaram ao colocar um radar PESA em um caça nos anos 80. Americanos e europeus não tinham realmente nada igual naquele período… Creio que somente o AN/APQ-64 do B-1B Lancer pode ser considerado similar naquela época em particular.

      • Deagol says:

        Aprendido o que com os russos?
        A fazer aviões que perdem guerras?

        Foram eles que roubaram um f-14 para copiar.

      • Deagol says:

        Compartilho da sua opinião, Melkor.

        Bom proveito e depois nos conte tudo.
        Nada como conversar com um profissional.

        Abraço!

  4. ,..Se é tão bom, pq ñ melhora-lo? Sds. 😉

  5. Topol says:

    Por esse motivo que uma nação tem que ter o domínio tecnológico sobre suas armas, seus caças e seus mísseis…

    A primeira medida dos EUA após o Aiatolá Khomeini assumir o poder no Irã foi sabotar a recém comprada frota de Tomcats praticamente inutilizando os caças…

    • teropode says:

      kkkkkk,meu deus , quanta besteira, kkkk, os caças ja estavam com os iranianos quando ocorreu o rompimento diplomatico ,inclusive ja havia sido entregue quase todo estoque de reposiçao ,kkkkkk, faltou entregar poucos caças ,kkkkk, desça do pedestal ,admita que as armas do tio san san excelentes ateh quando o fornecedor boicota na assistencia pos-venda ,kkkkkkkk ,se o F14 iraniano nao fosse boicotada pelo imperio , ele iria liquidar todos os meios aereos primitivos do iraque ,principalmente os barris voadores russos ,kkkkkkkkk, vc eh divertido ,vou acabar te convidando para praticar espeologia aqui nas gerais,kkkkkk !

      • teropode says:

        Nao desinforme os otarios de plantao !

      • Topol says:

        Saurio

        A cada nova surtida sua fico até emocionado a testemunhar sua capacidade anencefálica de contrariar não só a lógica, como também a verdade, ainda que a mesma esteja explícita inclusive traduzida no próprio vídeo de que trata a matéria…

        Fica claro que a anomalia cerebral tem se expandido e contaminado outros sentidos da besta além da capacidade mental, agora também a capacidade visual ou mesmo a auditiva parecem estar sofrendo com a degeneração gradativa de todos os sentidos do animal…

        Saiba que para seu próprio bem e para outros de sua espécie que por ventura venham a nos brindar com tamanha estupidez reptiliana, que já estão em andamento nos meios zootecnistas métodos alternativos para tentar de forma heterodoxa suprir a cronica ausencia de argumentos e inteligencia presentes em seu caso específico…

        assim como já estão igualmente sendo levados adiante testes em cobaias de espécimes parentescos ao seus como víboras, lagartos e outros seres rastejantes , maneiras de retardar a mutação referente a notável degradação encefálica progressiva a que o caro saurio apresenta…

        por essa razão peço encarecidamente que o nobre saurio desprovido do raciocínio pertinente a nós humanos que não desista e continue tentando, ainda que sobre o forte efeito da própria peçonha venenosa, estabelecer o debate comigo assim como com os demais colegas…

        para o bem da ciencia… um abraço do TOPOL !!!

      • A Máquina Troll says:

        o que o senhor esperava de um cérebro de galinha senhor Topol…realmente é um teropode…. 😉

      • teropode says:

        kkkkkkkkkkk,vc eh divertido ,seria uma bom companheiro de goloh e viola !

    • _RR_ says:

      Topol,

      Até onde sei, exceto por punhado de mísseis AIM-54 que foram colocados fora de ação por técnicos americanos antes de todos partirem, todos os Tomcat entregues ao Irã antes da revolução estavam em perfeito estado.

      A rigor, onde os iranianos tiveram imensos problemas foi para treinar os pilotos de Tomcat. Após a queda do Xá, o novo governo iraniano fez uma “limpa” na IIAF, e muitos pilotos fugiram do país. Os de F-14 em particular eram parte da elite ( salvo melhor juízo, só da primeira turma formada no tipo, quase todos partiram )…

      Concordo que os iranianos enfrentaram consideráveis problemas na manutenção, já que os americanos não permitiam aos mesmos acesso a componentes mais sensíveis ( muitos itens eram enviados para fora do Irã para sofrerem manutenção antes da revolução ). Mas no final, já entre 1983 e 1984, a IRIAF já contava com números substanciais dessa aeronave operando.

      • Topol says:

        RR

        Camarada , só faço um pequeno adendo em seu primeiro parágrafo… Pois além dos Phoenix sabotados a própria capacidade das aeronaves em dispará-los assim como a outros armamentos também foi sabotada…

        Aparentemente as aeronaves estavam sim em perfeito estado (externamente) no entanto foram introduzidas de alguma forma mudanças nas linhas de códigos do sistema de integração do avião com as armas tornando impossível a comunicação dos aviõnicos do caça com suas principais armas…

        Tal sabotagem foi realizada pelos próprios técnicos da Grumman pouco antes do efetivo corte nas relações entre os dois países, no entanto por questões óbvias isso jamais foi confirmado pela Grumman quiçá pelo governo dos EUA…

        Essa singela mãozinha do nobre tio sam demandou anos de atraso para que os F-14 iranianos pudessem operar com armamento e é apenas mais um dos clássicos ataques de sabotagem norte americanos …

        Eu poderia fazer uma lista com pelo menos outros cinco casos explícitos de sabotagem dos EUA a outras nações para atender os seus “interesses nacionais”, mas como conheço e sei que o senhor é uma pessoa inteligente julgo ser desnecessário essa perda de tempo…

        No mais concordo com as seguintes afirmações levantadas por você e acrescento que as dificuldades foram tantas para obter peças durante o embargo dos EUA ao Irã que uma das soluções encontradas pela IAF para manter sua frota voando durante a guerra Irã / Iraque foi instalar componentes eletrônicos pertinentes a aviação civil em seus caças…

        Essa opção tornou possível a maior disponibilidade da frota mas teve seu preço, pois em julho de 88 0 vôo 655 da Iran Air foi abatido pelo Cruzador de Batalha USS Vinceness (CG 49) ao penetrar em sua área de defesa aérea…

        O capitão do Cruzador, senhor Willian C. Rogers, diz ter ordenado o ataque com dois mísseis SAM contra o Airbus por achar que se tratava de um caça F-14 Tomcat da IAF que estava prestes a atacar o navio pois devido a utilização de equipamento semelhantes ao da aviação civil não havia como os sistemas do navio diferenciar um vôo comercial de uma aeronave raider anti navio…

        O resultado foram 290 civis inocentes entre mulheres e crianças mortos… o governos dos EUA covardemente nunca se desculpou pelo ocorrido , pelo contrário, condecorou o capitão do Cruzador com uma das mais altas condecorações da Marinha por esse grande feito de extrema bravura.

      • Topol says:

        Corrigindo:

        Onde escrevi IAF ( Iranian Air Force ) substituir pela nomenclatura correta IRIAF (Islamic Republic of Iran Air Force )

        Obrigado.

      • teropode says:

        Olha so coleguinha,ateh o RR ta dizendo a mesma coisa, oque foi sabotado nao fez falta para os Iranianos ,uma vez que combateram contra BARRIS voadores russos ,kkkkkkk!

      • Topol says:

        Saurio desprovido do cerebelo

        É totalmente diferente…

        Conheço o RR faz tempo… ele já provou por diversas vezes que tem cérebro, e muito bom por sinal, portanto já adquiriu seu respeito…

        Veja a maneira respeitosa com que o mesmo é tratado mesmo quando posto contra opiniões opostas…

        Diferente de um réptil que só entende com o recado através de pancadas e choque elétrico e que só se faz entender por mordidas peçonhentas e rabadas descontroladas…

      • _RR_ says:

        Topol,

        Os iranianos foram espertos…

        Realmente foi divulgado na época que todos os Phoenix haviam sido inutilizados. Mas o fato é que, exceto pelos mísseis AIM-54 que estavam prontos para uso ( uns 15 que eram mantidos ao lado das aeronaves ), todos os demais estavam selados em depósitos e sob guarda, de modo que jamais conseguiriam aproximar-se para sabotar a todos…

        De fato, pelo que se sabe, os americanos tentaram sabotar os F-14 também. Mas aparentemente obtiveram um êxito apenas marginal…

        Falando sério, sem zoeira…

        Se tivessem alterado o software, receio que os caças estariam irremediavelmente inutilizados…

        Mexer em programação, ainda mais naquele período, era coisa que apenas o produtor do sistema era capaz, tamanha a especificidade dos sub sistemas e programas em questão, de modo que considero ser absolutamente improvável que os iranianos fossem capazes de superar essa barreira, caso houvesse mesmo ocorrido isso ( mesmo hoje, é coisa virtualmente impossível sem auxílio do fabricante )… Alterar software naquela época não era um serviço para ser feito em campo ( aliás, mesmo hoje ainda não o é como um todo, nesse caso ). Era algo complexo, que exigia gente verdadeiramente especializada e instalações apropriadas. E os iranianos não tinham pessoal treinado ou os meios para esse nível de manutenção no Tomcat ( os americanos nunca permitiram ). E isso não é como um sistema mecânico, que se aprende simplesmente batendo cabeça… E o fato é que os Tomcat já retornavam ao voo em 1980. Por tudo isso, sinceramente, descreio de alguma alteração em software realizada no Irã…

        O que eles poderiam ter feito ( e acredito que tiveram tempo de fazer com alguns caças ) seria remover todo o módulo do sistema de armas que contém a memória; um serviço relativamente simples, mas que consome certo tempo e não teria como ser realizado fora da vista de todos.

        E eram mais de 70 aeronaves já entregues… Não haveria como sabotarem todas sem que ninguém notasse. E os Tomcats eram considerados importantíssimos para os iranianos e, além de estarem basicamente concentrados em apenas uma base, eram mantidos sob constante vigia… Enfim, penso que não teriam tempo de fazer muito, de qualquer forma. Apesar de todos os “sinais”, os americanos foram pegos quase que de surpresa pela revolução…

  6. Henrique says:

    The Turkey (O Peru)! Talvez o melhor avião de caça até hoje produzido e que se ainda estivesse na ativa (modernizado é claro) ainda meteria medo na maioria das forças aéreas do mundo.
    Abraço,

    • teropode says:

      Sim ,celulas novas ,com novos avionicos e tanques conformais , poderiam operar atraves do Alasca ,Guan, Filipinas , havia no projeto muito espaço para aprimoramentos , mas o LOBY da BOEING eh forte ,precisavam vender o F17 de qualquer jeito e assim , empurraram o Hornet F 18 pirotecnico na Marinha , somente com a chegada do SH eque a marinha recuperou sua capacidade aerea plena ! O F/A 18 era razoavel como atacante ,razoavel como interceptador ,razoavel para proteçao da frota , escolheram um caça que muito abraçava mas pouco apertava , a chegada do SH recuperou o vigor da USN perdido com as baixas do F 14 , A6 e A 7 !

      • Topol says:

        O nobre saurio mais uma vez comete uma série de equívocos pertinentes a sua doença já conhecida pelos amigos comentaristas…

        O primeiro grande equívoco que vejo por parte do esboço de argumentação traçado pelo nosso querido dragão de komodo se refere a própria função básica do F-14…

        Em sua sagaz dissertação o mesmo se refere a uma possível versão up-grade do Tomcat ( o que seria louvável) mas tira dela a sua função primordial que é a função de interceptador embarcado em porta aviões… já que por meio da estratégia elaborada por sua pequena e frágil massa encefálica, o mesmo conclui que essa aeronave não fora desenvolvida visando a superioridade aérea naval e defesa da FT e que ficaria melhor acomodada em bases no Alaska (concorrendo e formando uma ala redundante ao F-22 Raptor lá baseado)… além de Guam ( de onde a maior ameaça possível partiria dos mísseis balísticos chineses e norte coreanos das quais o THAAD lá instalado já está destinado a combater) e nas Filipinas, sim nas Filipinas… talvez porque o nosso querido réptil tenha em um lampejo de sobriedade concluído que os futuros F-35 destinados a Coréia do Sul seriam insuficientes para conter os caças da PLA Air Force…

        Um pouco mais adiante ele chega a conclusão que o “LOBY” da boeing precisa vender F-17…

        Talvez possa ser uma alusão ao projeto YF-17, criado para competir com o YF-16 no contrato para o novo caça leve da força aérea, da qual o YF-16 saiu vitorioso… porém o mesmo era péssimo para operações embarcadas então a marinha resolveu utilizar o projeto do YF-17 para a nova aeronave de caça embarcada e torná-lo o F-18 Hornet…

      • Julio Brasileiro says:

        Peraí Topol, estou vendo que você está se acostumando a chutar o rabo do Saurio, mas espera, esse Saurio é meu animal de estimação. Só eu tenho o direito de lhe repreender, de lhe passar corretivos, de lhe chutar o rabo. Eu sei que ele gosta de apanhar, que vive atras de uma bordoada pesada, escondido numa latrina e que come estrume, mas daí a qualquer um vir abusar de sua idiotia, isso não aceito, isso é comigo. Você deve aceitar isso, o animal já apareceu assim, foi mal criado, adquiriu vícios, sabemos que é bicho feio, de boca fedorenta,, podre mesmo, mas não morde, por que já lhe tirei os dentes, hoje é apenas um sáurio alegórico, sem dentes e sem noção, deixa o corretivo comigo, meu amigo.

      • Topol says:

        Nesse caso peço sinceras desculpas senhor Júlio…

        É que eu estava passando por aqui e me deparei com tamanha estupidez aborígene que não pude deixar de repreender a besta…

        Mas aconselho o senhor que permita o livre convívio deste espécime raro sem intervenções que possam alterar significativamente seus modos grosseiros e infelizes para que sirvam de estudos…

        Sei que é uma difícil tarefa conter-se diante de tamanhas utopias exclamadas pelo bicho, mas lembre-se que é pelo bem da ciência….

        Conto com vossa colaboração. grato.

      • Julio Brasileiro says:

        Tô pensando nisso. Se continuar a incomodar demais vou ser obrigado a pô-lo numa camisa de força. Mas espero não ser necessário, tô tentando adestrá-lo para que consiga conviver bem com humanos. sds

      • teropode says:

        JUlio,julio ,julio ! Por que me persegues $ kkkkkkk

      • Julio Brasileiro says:

        Por que você é como mulher sem carater, a gente não sabe por que te bate, mas você sabe por que apanha, e gosta.

      • teropode says:

        Que imaginaçao ,, defendi uma evoluçao estrutural e avionica , mantendo as funçoes de defesa da frota e interceptaçao de longa distancia,similares as funçoes realizadas pelo MIG 31 ,ja a necessidade de vender o F17 foi tao nitida que poucos anos depois o mesmo foi escolhido para ser o modelo de desenvolvimento do futuro substituto do F14 ,kkkkk,sorry ,mas nao foi desta vez !

      • Topol says:

        Para essa função existe o F-22 Raptor, não viaja não jacaré…

        Entendo que haja uma grande confusão em sua pequena mente sobre o funcionamento e funções de cada aeronave, mas entenda que você precisa se esforçar mais para diminuir o volume de asneiras escritas por linha, pois já está extrapolando a tolerância…

      • A Máquina Troll says:

        “teropode
        22 de junho de 2015 at 16:05”

        https://www.youtube.com/watch?v=kR6FLL-eZfc

      • teropode says:

        SENHORES EDITORES : Estah sendo distribuido premios para quem postar mais comentarios $ Se estiver ,o maquina deve ter a participaçao limitada , ele posta 16 comentarios em um mesmo post , sao tantas besteiras que desconfio que seje um virus,kkkkkkkkkk!

      • A Máquina Troll says:

        “teropode
        23 de junho de 2015 at 20:19

        SENHORES EDITORES : Estah sendo distribuido premios para quem postar mais comentarios $ Se estiver ,o maquina deve ter a participaçao limitada , ele posta 16 comentarios em um mesmo post , sao tantas besteiras que desconfio que seje um virus,kkkkkkkkkk!”

        https://www.youtube.com/watch?v=SLIadk9UuMo

        😀

      • teropode says:

        Nao tem nada haver , sao animais de ordens totalmente diferentes , a separaçao entre eles ocorreu a quase 280 milhoes de anos , aves sao seus descendentes !

      • Topol says:
  7. Warpath says:

    Deagol, lembre-se:

    F-14 = TIJOLÃO

    Desenha e leva lá pro seu terapeuta…rsrsrs

    😀

    • Deagol says:

      mimimimi,,,

    • Deagol says:

      Depois que você foi pego falsificando meu nickname, para comentários falsos, e usando outros nick falsos para fazer ataques não devia nem ter coragem de aparecer aqui.

      Tenha dignidade, ou vergonha.

shared on wplocker.com