Categories
Artigos Exclusivos do Plano Brasil Defesa Tecnologia

E com vocês… Boeing- Sikorsky SB-1 Defiant

SB-1 DEFIANT
O SB-1 Defieant é resultado do desenvolvimento conjunto Boeing- Sikorky, é um projeto de Helicóptero produzido em materiais compostos, rotores coaxiais e um turbopropulsor de cauda. A aeronave é baseada no revolucionário projeto de Sikorsky X-2, que foi projetado para superar o limite de velocidade de 200 nós .

E.M.Pinto

A Sikorsky Aircraft Corp, subsidiária da United Technologies Corp. e a Boeing foram selecionadas para construir um helicóptero demonstrador atendendo ao requisito do  Joint Multi-Role Technology Phase 1, programa (JMR TD) do Exército os EUA, abrindo o caminho para a próxima geração de aeronaves de asa rotativa e elevação vertical. o JMR TD phase 1 é o primeiro passo para auxiliar o  Exército a definir os requisitos para um futuro helicóptero que irá substituir  os helicópteros Black Hawk e  Apache em meados de 2030.

A aeronave é aposta das gigantes Americanas para substituir as atuais aeronaves em operação no US-Army, Us- Navy, USMC e USAF.

O SB-1 Defiant, é um helicóptero médio configurado com rotores  coaxiais de tecnologia derivada do Sikorsky X2 ™. O primeiro vôo para o programa está previsto para 2017. O Defiant contará com sistema de contra-rotação de pás rígidas acopladas ao rotor principal para o vôo vertical e uma hélice propulsora para a aceleração de alta velocidade e desaceleração, contará ainda com sistemas fly-by-wire e um sistema de controle de vôo avançado.

O programa JMR TD do Departamento de Defesa denominado Future Vertical Lift (FVL) pretende entregar a a próxima geração de aeronaves de elevação vertical com maior desempenho, confiabilidade e acessibilidade. O programa prevê evoluções modulares ajustáveis em pacotes de tecnologias evolutivas em um design novo, inovador e acessível o projeto prevê uma aeronave de velocidade superior a 250 nós, maior agilidade e capacidade de angulação em de 20 graus azimute. O Devante é projetado para voar a uma distância duas vezes maior que os Blak Hawk, transportando ainda, uma carga útil ligeiramente maior que a dos S-70.

24 replies on “E com vocês… Boeing- Sikorsky SB-1 Defiant”

Eu acho que a manutenção poderá ser um problema…

[…] E.M.Pinto A Sikorsky Aircraft Corp, subsidiária da United Technologies Corp. e a Boeing foram selecionadas para construir um helicóptero demonstrador atendendo ao requisito do Joint Multi-Role Technology Phase 1, programa (JMR TD) do Exército os EUA, abrindo o caminho para a próxima geração de aeronaves de asa rotativa e elevação vertical. […] …read more […]

Agora sim ,a tecnologia de motores coaxiais sofreu uma evoluçao, os NA haviam a relegado no pasado apenas a alguns testes , dai veio os russos e sem recursos acabaram roubando a ideia e muito porcamente criou-se a familia kamov , aqueles monstros feios e beberroes , um heli antiquado kamov consumia 3 vezes mais combustivel doque um similar ocidental,kkkkk, por isso a marinha russa quebror no fim da decada de noventa , mas como os Americanos esperam o momento certo para utilizar as tecnologias desenvolvidas por elles no passado , brindam os aficcionados com mais um belo exemplar aereo, produto de sua supremacia tecnologica , aos russos cabe se agarrar com unhas e dentes a suas armas nucleares porque senao ,verao suas belas mulheres sendo raptadas por beduinos e mongois,kkkkkk,xuuuuuuupa russofilos !

Mais uma vez o nobre sáurio demonstra seu total desconhecimento de temas bélicos e ou ligados a tecnologia militar, bem como evidencia em letras garrafais que o cérebro do nobre sáurio quando este falecer certamente ficará do tamanho de uma ervilha, vez que com o evento morte certamente o cérebro do nobre sáurio inchará.

Assim apenas para esclarecer as sandices escritas pelo nobre réptil pré-histórico que como seus irmãos deveria ter seguido o caminho da extinção, informo que os rotores coaxias surgiram do gênio inventivo de um russo chamado Mikhail Lomonosov, sendo que em 1754 este demonstrou na Academia Russa de Ciências um pequeno helicóptero dotado de rotores coaxiais, sendo que em 1859, Henry Bright conseguiu junto ao Escritório de Patentes britânica a primeira patente de um helicóptero de design coaxial.

Da mesma forma para esclarecer as sandices vociferadas pelo nobre réptil, cabe salientar que os helicópteros dotados de rotor coaxial possuem uma maior estabilidade, são mais manobráveis, mais silencioso e mais seguro, bem como são mais aerodinâmicos, possuem uma melhor relação potência/peso, o que lhes permitem levar cargas maiores, bem como operar em altitudes maiores, sendo que, o único calcanhar de aquiles dos rotores coaxias reflete-se exatamente na complexidade mecânica do cubo do rotor.

Assim nobre sáurio antes de sair por ai desperdiçando tempo e bytes preciosos de informação, pesquise, se informe, busque conhecimento, assim você evitará o enorme constrangimento a que se expõe, evidenciando que seu fanatismo atlanticista sequer se fundamenta na sua total incapacidade de percepção, o que se dirá da sua capacidade de reflexão e interpretação.

Nao adianta vir com esse papinho intelectoide , vc sabe que estou certo ,mas quer manter seu orgulho ,entao chuuupe bem devagar !

Tranqueiras nao vale , se for assim deve-se dar o credito ao Leonardo que 200 anos antes ja esboçava varias maquinas , algumas que se assemelhavam a helis, algumas com coaxiais ,outras com estilo saca rolhas , se formos seguir seu pseudo-raciocinio chegaremos aos aborigenes australianos que desenvolveram helices manuais para abater morcegos e aves de charco ,kkkkkkkk!

Infelizmente nobre sáurio, desprovido de capacidade intelectual, a citação a Mikhail Lomonosov como inventor dos rotores coaxiais é encontrada ate no wikipédia, a mais chula das fontes de informação, porém seu pouco desenvolvido cérebro de réptil pré histórico sequer possui capacidade para usar esta ferramenta tão infantil de pesquisa.

Mas caso você tenha um arroubo de sensatez e pesquise mais detalhadamente verá que a Comissão Aeronáutica Americana reputa a Mikhail Lomonosov a criação do rotor coaxial, porém quem é a comissão Aeronáutica Americana para se contrapor as afirmações efetuadas pelo nobre sáurio a quem contesto.

Imperativo afirmar-se que estou muito longe de ser um intelectual, sou apenas mais um entusiasta e aficionado, como muitos que postam por aqui e que infelizmente tem de ler as teratologias que você de forma insana descarrilha, desperdiçando de forma contumaz bites preciosos de informação.

E apenas para esclarecer Sikorski era russo, nascido em Kiev, tendo estudado nas melhores universidades e institutos de pesquisas russas e europeias, antes de migrar para os EUA.

kkkkkkkkkkkk, agora entupiu !!!

Realmente uma pena um espaço com notícias tão interessantes, tão bem feito e com tantas pessoas cultas e cheias de conhecimentos para uma troca de informações proveitosas, tão raro hoje em dia estar com problemas de abominações sáurianas esporádicas como essa que aqui presencio…

Esse espécime, apesar de bastante raro hoje em dia, mostra indubitavelmente que apesar de ser um exemplar de difícil observação ainda existe em liberdade nessa ainda inexplorada selva de bytes… vivendo livre em nossa fauna.

Demonstra ainda, e com grande veemencia, fruto de seu próprio minúsculo encéfalo, que lhe priva da capacidade de raciocínio, que se essa rara e ameaçada espécie reptiliana não receber o devido manejo por parte dos demais foristas pode transmitir além da falta de boas maneiras a doença da desinformação, uma praga sorrateira que ataca diretamente o sistema nervoso e que tem em seu maior antídoto a busca por conhecimento e o cuidado com a credibilidade do que lemos.

Essa seria a vacina contra os efeitos do ataque sauriano sobre o homem…

já uma vacina que possa amenizar o veneno do réptil a ser aplicado diretamente no hospedeiro de forma a neutralizar a peçonha se torna praticamente impossível pois a medicina aponta que mesma está diretamente relacionada com a capacidade cerebral do próprio hospedeiro de receber a cura…

A única maneira então seria um transplante cerebral no próprio réptil mas infelizmente a nossa medicina zootecnista ainda não pode prover o pobre e solitário espécime reptiliano com tal esperança pelos próximos 50 anos,

Então com base nessas premissas nos resta a possibilidade de deixá-lo solto em seu habitat natural ( a selva de bytes) e observá-lo para estudos além de servir aprimorar as técnicas e os métodos utilizados pelo homem contra os efeitos das mazelas transmitidas pelo infeliz animal ou por outros da mesma espécie que possam vir a surgir futuramente.

kkkkkkk,logo vc que vive tomando passa moloque de outros comentaristas , seu sentimento preconceituoso o faz achar que so devem comentar pessoas com formaçoes cientificas na area , mas se o imbeciloide digitar algo favoravel a sua linha ideologica vc aprova e pedi biss,kkkk , nao adianta espernear , ficou magoadinho so porque eu disse e repito, os beberroes lixos da kamov so entraram em produçao porque era oque havia disponivel ,combustivel nao era problema , entao sobrou pra marinha russa operar aquela marmota ineficiente ,alias operar porcarias ineficientes so para manter a pose era normal na marinha sovietica ,o yak-38 era outro exemplo de boçalidade , kkkkkk, ME PERDOE se te magoei,kkkkkkkk , top ass !

Podemos perceber que os níveis de boçalidade e ignorância da fera estão aumentando…

Um dos principais indicadores desse aumento substancial da anormalidade, causada pela sua própria disfunção cerebral degenerativa, que corrói os poucos e escassos neurônios, privando o animal cada vez mais da capacidade de raciocínio é a forma quase epilética com que a besta se debate, talvez guiada apenas pelos impulsos comandados pela própria peçonha…

Essa nobre víbora jurássica, mais uma vez se expõe ao ridículo perante todos observadores ao exclamar de forma quase ininteligível inverdades e acusações infantis sem embasamento algum, talvez esse seja mais um dos efeitos colaterais de seu baixo desenvolvimento encefálico…

Acusações essas as que nem merecem ser refutadas sob pena da lei de proteção aos animais…

É melhor deixar o mesmo viver livre na natureza para que através de sua observação possamos traças técnicas de manejo apropriadas para lidar com sua venenosa existência sem precisar utilizar de métodos humilhantes quiçá dolorosos contra esse interessante e engraçado espécime …

Vamos continuar observando e estudando o comportamento do animal.

KKKKKKK,catedratico , em que momento afirmei que foram americanos que inventaram o r.coaxial , apenas disse que o IMPERIO no passado havia aplicado testes neste conceito eque somente depois de dominado as nuances desta tecnologia eque os amados construiram o coaxial perfeito ,nao afirmei que foram os idealizadores deste conceito . E em relaçao ao ucraniano Sikorski , ateh meus jabutis sabem de sua origem ,porem ,porem ele ja virou os cascos a anos e, o merito para o coaxial pefeito fica para os engenheiros ATUAIS , releia meu comentario , VC se apressou para me enquadrar , kkkkkkk, quem muito se acha , acaba se perdendo !

Nobre sáurio descontrolado, cada vez mais tenho a certeza que vossa genitora lhe deu lactopurga quando você era apenas uma minúsculo réptil em idade impúbere, porém o remédio ministrado fez com que a pouca massa encefálica que voe possuía saísse nas fraldas.

Apenas brincando de super trunfo, comparemos a performance original do Kamov Ka-27, fabricado ainda na década de 70, com a performance dos Sea Hawk fabricados no final da década de 80.

Kamov Ka-27
Capacidade: 4.000 kg de carga útil
Tara: 6,500 kg
Peso bruto: 11,000 kg
Peso máximo de decolagem: 12.000 kg
Velocidade máxima: 270 km/h
Velocidade de cruzeiro: 205 km/h
Alcance: 980 km
Teto de serviço: 5.000 m

Sea Hawk:

Carga: 4 100 kg
Peso: 6.895 kg
Peso total: 8055 kg
Peso máximo de decolagem: 9927 kg
Velocidade máxima 270 km/h
Alcance: 834 km
Teto máximo: 3580 m

Como você pode perceber comparando um helicóptero soviético da década de 70 com um helicóptero ocidental da década de 80, fica fácil perceber que o Kamov tem praticamente a mesma capacidade de carga, a mesma velocidade, porém tem maior alcance e opera em altitudes mais elevadas, fatos estes que por si só já desmistificam a sua afirmativa esquizofrênica e olha que não usei os dados da nova versão do KA-27 que usa novos motores TV3-117VK, mais potentes e mais econômicos, o que conferiu ao KA-27, aumento de combustível armazenado, maior peso de descolagem, maior capacidade de carga, aumento de velocidade máxima e maior teto de serviço, tanto é que o KA-28 que é a versão exportada pelos russos do KA-27 é usada até pela Coréia do Sul para missões de busca e salvamento.

Mas como tenho certeza de que o nobre réptil pré histórico, continuará a exercer o seu jus experniandi, seguirei o conselho do Mauro Salles, afinal quem discute com loucos acaba se tornando um louco também.

Teropode…
Que comentário infantil e preconceituoso foi esse seu ai?

Ta bom ,quando os vermelhos infantilizam vc nao nota , mas quando superiores o faz ,vc e outras detestam !

Impressionante… Sem sombra de dúvidas, será uma evolução considerável no conceito de forças de assalto.

Em algumas instâncias, pode se dizer que dispensaria o caríssimo V-22…

_RR_ Acho difícil o Defiant substituir os Osprey, principalemhte em função da capacidade de carga dos Osprey, que praticamente é o dobro da do Defiant, sem perder em velocidade ou em teto operacional, arriscaria, como já esta veiculado em alguns sites que a proposta da Boeing, Sikorski e Bell, destinem-se a substituir os Kiowa, Black Hawk e até os Apaches.

rprosa… talvez não valha a pena discutir com quem não quer ouvir! É como querer jogar xadrez com alguém que só quer saber de “damas”!

Abaixo segue o link que uma matéria muito bacana sobre o tema em questão. Espero que apreciem:

http://www.planobrazil.com/plano-brasil-3d-ch-71-tubarao-baleia/

Por favor dêem os devidos créditos ao J. Pinheiro!

O K-Max não é coaxial, mas dá uma boa idéia do quanto pode ser incrível pensar fora da “caixa”:

http://www.kaman.com/aerospace/aerosystems/air-vehicles-mro/products-services/k-max/

https://www.youtube.com/watch?v=_MXc2cdzVIc

Mais um vídeo para saber um pouco mais:

https://www.youtube.com/watch?v=p7eGH9qV2oQ

Abraço, galera!

Não poderia substituir o V-22 até porque a principal utilidade para o Osprey é fazer a função de COD nos navios de assalto anfíbio da US Navy, assim como as funções de COD e AAR e MASC nos porta aviões VSTOL Ingleses valendo-se para isso de sua maior velocidade e principalmente maior alcance e capacidade de carga…

Pode sim substituir o V22, tirem o oculos de puxador de carroça , com a tecnologia dominada no estado da arte ,versoes com maior capacidade de carga surgirao, tudo começou com o X-2 ,um conceito para escolta ,agora este ai transporta tropas ,no futuro virah versoes para transportar cargas maiores , este conceito eh mais seguro (agora que a nata colocou as maos ) doque os Tiltrotores ,isto estah bem claro na wikipedia,kkkkkkkkk,!

Na verdade eu acredito que ambos reapresentam uma nova classe de vetores!

Mais aprimorada e mais capaz! Buscando ser uma evolução aeronáutica melhor que o helicóptero tradicional e o avião comum!

Comments are closed.