Defesa & Geopolítica

FelxIS – Um míssil que é mais que a soma das suas partes

Posted by

FullSizeRender1-700x398Tradução e adaptação: E.M.Pinto

O design modular permitem aos usuários armazenar componentes de mísseis em vez de mísseis completos e assim, otimizar a logística, permitir a evolução rápida de elementos, tais como eletrônicos e eletro-ópticos em rápida mudança, mantendo outros elementos, tais como, unidades de propulsão e potência para durar além da sua vida útil esperada.

MBDA está lançando hoje no Paris Air Show uma nova abordagem ao design modular de mísseis que apresenta-se como parte de sua tradicional ‘Concept Vision’. O novo projeto alcunhado de ” FLEXIS ‘é projetado em diâmetros padrão e conta com um sistema de controle de voo comum é modular e a interface de contato liga a baía do buscador na frente com o processador modular, fornecendo o cérebro do míssil, localizado no centro. A parte traseira também é modular, aceitando uma variedade de módulos de propulsão – turbojet em miniatura, foguetes de estágio único ou duplo com diferente capacidades propulsão e suporte para uma vasta gama de aplicações.

Diferentes ogivas de “efeitos ajustáveis” ​​podem ser usadas, tais como: de fragmentação por proximidade, carga de penetração etc. Na cabeça do kit modular são empregados materiais compósitos nas carenagens, fornecendo a fuselagem exterior e aerodinamicamente optimizada para a arma.

O design modular permite aos usuários armazenar componentes dos mísseis em vez de mísseis completos, otimizando a logística de armazenamento. Esta abordagem permitir a evolução rápida de elementos em rápida mutação, como eletrônicos e eletro-ópticosa, mantendo outros componentes – como as unidades de propulsão, baterias, explosivos ou outros prontos para uso além do seu prazo de validade. A nova abordagem reduz o custo do ciclo de vida e permitir a evolução flexível dos mísseis de modo a enfrentar as ameaças futuras com custos incrementais.

IMG_1942

Os sistemas de montagem automatizada, permitem a fabricação ad-hoc de armas para aplicações específicas. Ilustração: MBDA

Forças aéreas  serão equipadas com sistemas de montagem automatizada, permitindo fabricação ad-hoc de armas para aplicações específicas. Esta abordagem flexível será particularmente essencial para grupos de ataque de Porta Aviões quando necessitar aumentar as suas capacidades de combate (por meio de novas variações armas) sem aumentar o espaço de armazenamento de armas a bordo.FullSizeRender

O conceito futurista também reduz as restrições requeridas para o tratamento de materiais energéticos ou explosivos, uma vez que muitas partes da arma final será não energético. Assim, peças, tais como cartões eletrônicos, sensores, radomes,  carenagens, aletas ou atuadores podem ser armazenados e transportados para a base aérea por cargueiros ou mesmo por serviços de entrega convencionais.

Fonte: Defense-Update

shared on wplocker.com