Defesa & Geopolítica

Estado Islâmico divulga documentário sobre tomada de Mossul, no Iraque

Posted by

20140610071901695afp

O grupo Estado Islâmico (EI) divulgou nesta quinta-feira um documentário de propaganda comemorativo do primeiro aniversário da conquista de Mossul, no qual o grupo radical diz ter ficado surpreso com a facilidade da tomada da segunda maior cidade do Iraque.

O vídeo cita este momento como sendo o fundador do “califado”, proclamado no fim de junho de 2014, três semanas após a tomada de Mossul, a principal cidade do norte do Iraque. As imagens mostram vários jihadistas sendo saudados por moradores da cidade, prisioneiros sendo libertados e veículos do exército fugindo.

“Nós não poderíamos imaginar que o avanço seria tão importante em relação ao que foi planejado”, diz o narrador deste vídeo postado nas redes sociais. “A operação começou por cortar as linhas de abastecimento (…) do exército”, após o qual o ataque foi anunciado, explica. “Três comboios de veículos militares entraram na periferia da cidade”, afirma, acrescentando que as forças do EI estavam em grande número.

O objetivo era controlar uma parte “de Mossul para torná-la um ponto de partida para a conquista (…) do resto da cidade”, garante o narrador. Mas, antes mesmo que todos os homens do EI entrassem em Mossul, os soldados iraquianos já tinham fugido, afirma. A ofensiva jihadista começou em 9 de junho e já no dia seguinte as forças lideradas pelo EI controlavam a cidade, onde viviam dois milhões de habitantes. Esta ofensiva explosiva provocou o deslocamento de centenas de milhares de pessoas, muitos dos quais fugiram para o Curdistão, uma região autônoma no norte.

Em poucos dias, provocou um colapso total das forças de segurança iraquianas, que os Estados Unidos haviam equipado e treinado por milhões de dólares. O governo perdeu o controle de quase um terço de seu território, o que provocou temores de que a bandeira do EI fosse hasteada na capital Bagdá. Um ano depois, e apesar do compromisso ao lado das forças governamentais de milícias xiitas e uma coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos, que conduz ataques aéreos contra posições jihadistas, o EI não sofreu quaisquer grandes reveses

Fonte: br.noticias

3 Comments

  1. Pingback: Estado Islâmico divulga documentário sobre tomada de Mossul, no Iraque | DFNS.net em Português

  2. Julio Brasileiro says:

    HahahHaha, bela estratégia para justificar a utuilização do equipamento yanke. Foi capturado do exercito Iraquiano, que deixou para tras em sua fuga. Como essas armações estão ficando previsiveis. Esses criminosos são desejados pelos seus “adversários” de araque. Acabar com eles seria muito facil se os serviços secretos parassem de financiá-los e estrangulassem suas formas de negocio. Mas não e ficam contando historias ridiculas. Acabassem com seus fianciamentos e teriam que lutar de funda. Me engana, lutadores de liberdade, que eu gosto. Rsrsrsrsrs.

  3. ,..O Desdatracado.: Esses Semitas é suas loucuras… Estado de Israel, a farsa teológica
    “Todo aquele que prevarica, e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus. Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho. Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis. Porque quem o saúda tem parte nas suas más obras.”
    2ª João 9, 10 e 11

    “E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção. E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.”
    Gênesis 12: 2 e 3.

    Nestes versículos acima muito usados por judeus e cristãos desavisados que os judeus negadores de Jesus são o “povo eleito” e destinatários das bênçãos, revelam que Deus em verdade fez um pacto com Abraão, mas sempre usando expressões no singular. Então, essas bênçãos foram para Abraão e sua semente (Jesus Cristo), ambos os destinatários das bênçãos estão no singular. Isso se confirma em Gálatas 3: 16 quando diz:

    “Ora, as promessas foram feitas a Abraão e à sua descendência (no singular). Não diz: E às descendências (no plural), como falando de muitas, mas como de uma só: E à tua descendência, que é Cristo.”

    “E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa.”
    Gálatas 3: 29.

    No documentário abaixo, imprescindível e muito pedagógico e abrangente chamado “Marcha para Sião”, vemos baseados em fatos históricos e nas passagens bíblicas do Velho como do Novo Testamento, que o atual Estado de Israel e sua adoração são obras do Anticristo que vieram para enganar a Humanidade e muitos da própria Igreja e anunciar que o Juízo de Deus está à porta.

    Vejamo-lo com atenção dublado em português:

    Ou no original em inglês:

    Precisa de algo mais claro que isso?

    Confira também o livro “Jesus no Talmud” escrito pelo judeu Peter Schäfer:

    PDF em inglês: http://www.pdfarchive.info/pdf/S/Sc/Schafer_Peter_-_Jesus_in_the_Talmud.pdf

    “Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.”
    João 3: 17 e 18.

    “Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? É o anticristo esse mesmo que nega o Pai e o Filho. Qualquer que nega o Filho, também não tem o Pai; mas aquele que confessa o Filho, tem também o Pai.”
    1ª João 2: 22 e 23.

    Abraços
    às 18:17 Enviar por e-mailBlogThis!Compartilhar no TwitterCompartilhar no FacebookCompartilhar com o Pinterest
    Reações:
    ,.. E ñ se eskeçam + disto..Sds. 😉

shared on wplocker.com