Defesa & Geopolítica

Kuwait em negociações para comprar até 28 Eurofighters

Posted by

Kuwait in talks to buy up to 28 EurofightersTradução e adaptação: E.M.Pinto

Segundo uma fonte oficial ouvida pelo Defense News, o Kuwait iniciou discussões para compra de até 28 caças Eurofighter Typhoon.

Segundo a mesma fonte, o Kuwait está discutindo o acordo com o Ministério da Defesa italiano, a Força Aérea Italiana e a Alenia Aermacchi, parceira no programa Eurofighter, e agente que levou a campanha de marketing da Eurofighter no Kuwait.

As conversas começaram em 31 de Maio e os representantes do Ministério da Defesa italiano, Força Aérea e Alenia Aermacchi estão no Kuwait participando de reuniões, disse a fonte.

As conversações almejam contratos para cobrir eventualmente a aquisição de dois esquadrões  algo entre 24 e 28 aeronaves, além de treinamento e logística, acrescentou a fonte.

Ao abrigo de um acordo de cooperação militar assinado entre a Itália e o Kuwait, dois grupos de pilotos do Kuwait já treinam na escola de treinamento da Força Aérea Italiana em Lecce, no sul da Itália.

O interesse do Kuwait frente a proposta italiana segue aos artigos veiculados no mês passado nos quais segundo fontes, o governo dos EUA estava em discussões com o Kuwait para um contrato de venda de  até 40 caças Boeing F / A-18 E F Super Hornet.

Outra fonte observou que um negócio do Kuwait para Eurofighters não afetaria necessariamente uma potencial venda militar estrangeira para as aeronaves da Boeing.

“Sempre houve a possibilidade de uma fração de compra”, informou outra fonte nesta quinta-feira. “As negociações com o governo dos Estados Unidos sobre uma venda do Super Hornet ainda estão em pauta.”

O estado golfo vem avaliando a aquisição de novos caças para os próximos dois anos.

Um acordo com a Eurofighter seria uma boa notícia para o consórcio Europeu, a construção da aeronave, partilhada na Itália pela Finmeccanica, BAE Systems e Airbus, seria um alento após os recentes contratos do caça Francês Dassault  Rafale galgar novas encomendas provenientes do Egipto e Catar.

Além das forças aéreas da Grã-Bretanha, Itália, Espanha, Áustria e Alemanha, Arábia Saudita, o Typhoon pode vir a operar em Omã que já tem encomendas em avaliação.

Fonte: Asian Defence News

shared on wplocker.com