Defesa & Geopolítica

Brasil fará parte do banco chinês de desenvolvimento

Posted by

O governo brasileiro anunciou nesta sexta-feira, 27 de março, que fará parte do Asian Infrastructure Investment Bank (AIIB), o banco de desenvolvimento criado pela China que, mais do que o Banco dos Brics, deverá ser um dos principais competidores de estruturas como o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional.

Em nota, o Palácio do Planalto informou que a presidente Dilma Rousseff respondeu positivamente ao governo chinês e que o Brasil “tem todo o interesse de participar desta iniciativa, que tem como objetivo garantir financiamento para projetos de infraestrutura na região da Ásia”.

O AIIB terá capital inicial de US$ 50 bilhões e começa com a participação, além do Brasil, de países europeus, entre eles o Reino Unido, Alemanha, França e Itália. Não foi revelado ainda qual será a participação brasileira.

O AIIB começa com um capital cinco vezes maior do que o banco do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), cuja criação foi assinada em julho do ano passado durante a Cúpula de Fortaleza.

O banco chinês é interessante para o Brasil, assim como para outros países emergentes, por concentrar recursos para projetos de desenvolvimento.

Estadão Conteudo

Fonte: Sputnik News Brasil

Rússia segue o Brasil e participa do banco chinês de desenvolvimento

© AFP 2015/ HOW HWEE YOUNG / POOL

Rússia participará do capital do Asian Infrastructure Investiment Bank (AIIB), o banco de desenvolvimento criado pela China, que deverá ser um dos principais competidores de estruturas como o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional.

Rússia decidiu fazer parte do AIIB, segundo informou o vice primeiro-ministro russo, Igor Shuvalov.

“Eu gostaria de informar a decisão do presidente da Rússia sobre a participação no capital do AIIB” disse Shuvalov em entrevista aos jornalistas durante o Fórum Econômico Asiático de Bo´ao.

AIIB foi criado em 2014, por iniciativa da China. O objetivo do banco é o financiamento de projetos de infraestrutura na Ásia. O capital inicial do banco soma um total de 100 bilhões de dólares norte-americanos.

Nas últimas semanas, Grã Bretanha, França, Alemanha, Itália, Suíça e Luxemburgo manifestaram intenções de participar da estrutura financeira chinesa.

O governo brasileiro anunciou nesta sexta-feira, 27 de março, que fará parte do Asian Infrastructure Investiment Bank (AIIB).

http://br.sputniknews.com/mundo/20150328/590203.html

Fonte: Sputnik News Brasil

 

 

38 Comments

shared on wplocker.com