Defesa & Geopolítica

Líbano fala oficialmente em receber o Super Tucano

Posted by

Em matéria divulgada no website oficial do Exército do Líbano (EL), o comandante da Base Aérea de Hamate, General Brigadeiro Ziad, da Força Aérea do Líbano (FAL), afirmou que o local abrigará nos próximos três anos seis aviões de treinamento avançado e ataque leve Embraer Super Tucano, seguindo o plano apresentado pelo Alto-Comando da FAL.

A matéria não detalhou se as aeronaves serão compradas diretamente do Brasil ou recebidas através do programa Light Air Support da United States Air Force (Usaf, Força Aérea norte-americana), que já garantiu com a Embraer um contrato de fornecimento de 20 Super Tucano para a Força Aérea do Afeganistão. Entretanto, o website IHS Jane’s divulgou que oficiais norte-americanos confirmaram que a venda será através do programa LAS.

Conforme já comentado em outras ocasiões por ASAS, os Super Tucano são a plataforma desejada pelo Alto-Comando da FAL por agregar as qualidades de um avião de ataque com excelente capacidade de carga bélica e emprego em combate, fácil manutenção, baixo custo de operação, grande índice de disponibilidade, robustez, ampla variedade de armamentos e sensores. Caso a FAL venha a receber o Super Tucano, este será o principal meio de combate a terroristas que frequentemente ameaçam a estabilidade política, social e a soberania do Líbano. Procurada pela reportagem de ASAS, a Embraer afirmou que não comenta possibilidades de negócios.

Concepção artística do Super Tucano nas cores da FAL – Arte: Gílson Maroco

Hamate está recebendo, segundo a matéria, novos hangares para abrigar os Super Tucano, novo paiol de armamento, brigada anti-incêndio, novos tanques para armazenamento de combustível, pista com novo asfalto e iluminação para operação noturna e diurna e áreas fortificadas para proteger as aeronaves de ataques provenientes da área externa da base.
O General Ziad também garantiu que em Hamate ficarão sediados sete helicópteros Cougar, armados, que estão incluídos num contrato de US$ 3 bilhões assinado com o Líbano e pago pela Arábia Saudita.

A Base Aérea de Hamate, ao norte de Beirute, tem ganhado cada vez mais importância dentro da FAL desde que foi formalmente inaugurada em 25 de novembro de 2010. Depois de receber profundas reformas, construção de hangares, locais de armazenamentos e infraestrutura de segurança e operação aérea, tornou-se a sede do 9º esquadrão que emprega uma frota de sete helicópteros de transporte SA-330 Puma.

Os Puma foram doados em condições de voo pelos Emirados Árabes Unidos, sendo que a FAL, carente de meios aéreos de ataque pesado, instalou com recursos próprios sistemas para emprego de até quatro lançadores de foguetes não-guiados SNEB, de 68mm; ou quatro canhões  Aden de 30mm; ou quatro bombas de 250kg ou 400kg. A aeronave pode receber uma configuração mista desses armamentos, ?herdados? dos antigos Hawker Hunter da FAL, dependendo da missão a ser realizada. Os Puma armados já foram empregados em combate real na fronteira leste do Líbano, principalmente no vilarejo de Arsal, e em Trípoli, no ano passado.

Fonte: C&R

shared on wplocker.com