Defesa & Geopolítica

Eu estou com Bibi Netanyahu

Posted by
netaniahu

Hoje o grande líder do chamado “mundo livre” vai falar no Congresso americano. Seu discurso marca um momento histórico em que é preciso que os EUA importem um estadista para dizer o que seu presidente não tem vontade de falar sobre o perigo do terrorismo do radicais islâmicos e os primeiros sinais de uma Terceira Guerra Mundial.

Independente do que você pense sobre Barack Hussein Obama, é evidente por suas ações, decisões e escolhas que ele quer um Oriente Médio nas mãos da Irmandade Muçulmana e com capacidade nuclear para rivalizar com Israel.

Obama não recebe Benjamin Netanyahu mas tanto ele quanto seu secretário de estado John Kerry têm todo tempo do mundo para o governo iraniano. A diplomacia tem muito de ritual e de atos simbólicos e poucos são tão significativos como a maneira com que o primeiro-ministro israelense é tratado por Obama desde o início do seu primeiro governo.

A imprensa ocidental, incluindo a brasileira, tratou a visita de Benjamin Netanyahu aos EUA com a boçalidade esquerdista de sempre. A Reuters chamou Netanyahu de “extrema-direita” e que o evento é “partidário”, exatamente o tom dado pela Casa Branca e repetido bovinamente por seus minions nas redações.

O ISIS está pronto para a invasão ao território italiano, numa tentativa de chegar ao Vaticano para dar uma lição ao “povo de Roma”. Que ao menos esperem até 2017, quando poderá haver um aliado de Israel e do Ocidente na Casa Branca para evitar ou responder ao ataque. Uma bandeira do ISIS hasteada na Basílica de São Pedro seria a coroação perfeita de oito anos de Obama, um gesto a altura do homenageado.

Nos anos 70, o Ocidente vivia também uma crise de liderança e com a economia em viés de baixa. Jimmy Carter foi o símbolo de uma América vacilante, fraca, insegura, depressiva e, no limite, suicida, que levou a um mundo caótico e a suprema humilhação com o sequestro de 52 americanos por 444 dias em Teerã.

No dia 19 de janeiro de 1981, um dia antes da posse de Ronald Reagan, o Irã aceitou libertar os reféns. Terroristas podem parecer lunáticos e alucinados, mas eles sabem exatamente quando um republicano está chegando para ocupar a cadeira mais poderosa do planeta.

Alguém que ainda não teve o cérebro totalmente dissolvido pelo ácido esquerdista pode sinceramente dizer que um Irã com bombas nucleares não é o estopim para a Terceira Guerra Mundial? Ou que o projeto do califado abraçado pelo ISIS não está apenas em pleno andamento como extremamente bem sucedido até agora?

Benjamin Netanyahu nunca foi tão popular nos EUA e seu discurso lembrará os americanos o que é um líder. Que a memória perdure até as eleições do ano que vem.

Veja ao vivo: http://www.onlythelikud.org.il/speech-to-congress/

“How ISIS Plans to Sack Rome” http://pjmedia.com/blog/how-isis-plans-to-sack-rome/

“Glenn Beck Presents: Armageddon – The Rise of The Caliphate”https://soundcloud.com/…/glenn-beck-presents-armageddon-the…

24 Comments

shared on wplocker.com